Fórum RPG somente para jogadores dentro o grupo. Caso tenta interesse em entrar, entre em contato com a administração.


    [#04] Turno Livre - Ala Hospitalar

    Compartilhe
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 290
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#04] Turno Livre - Ala Hospitalar

    Mensagem por Rin Damien em Qua Ago 20, 2014 6:52 pm

    Mal havia chegado ao quarto de Nero quando ouviu o som familiar de uma mensagem chegando a seu comunicador. Entendia a razão do taurino se atrasar, e que a saúde mental dos pacientes vinha em primeiro lugar. Mesmo que o irritasse levemente, não podia culpar Heike pelo estado em que se encontrava ou ignorar o fato e simplesmente mandar seu companheiro de nave abandoná-lo, se não fosse necessário. Esperava que pudesse dar a bronca logo, mas ao menos possuía uma paciência quase inumana, então sentou-se em uma das cadeiras designadas a visitantes, respirando fundo e fazendo outra ligação, novamente destinada a Harold. - Ok, não precisa ser rápido. Nero vai se atrasar. Explico quando chegar aqui.


    Última edição por virrrin em Qua Ago 20, 2014 9:20 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 163
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#04] Turno Livre - Ala Hospitalar

    Mensagem por Harold Wilhelm em Qua Ago 20, 2014 9:07 pm

    Aqueles momentos haviam se tornado freqüentes. Desde que havia deixado o cargo de liderança, pensava nas coisas que deveria fazer. Até se lembrar que não precisava mais fazê-las. Quando restava pensar nas obrigações ainda pendentes, se lembrava também que já havia concluído todas do dia. Não poderia dizer que estava entediado, pois gostava de ficar em silêncio, mas naquele momento, Harold estava mais parecendo um taurino do que um capricorniano. Deitado torto na cama, com os braços abertos, olhando para o teto da forma mais inexpressiva possível. Uma perna em cima do colchão, a outra para baixo, balançando lentamente, sendo aquele seu único tipo de atividade física no momento. Imaginava se Ren, altivo e hiperativo como era, tinha momentos estáticos e vegetativos como aquele. Provavelmente não tinha. Suspirou, franzindo o cenho quase que imperceptivelmente. Aquela inércia estava começando a se tornar incômoda. Sentia saudades das tarefas como líder. Não do cargo em si, mas das obrigações que tinha como tal. Aquilo mantinha sua mente funcionando sempre. Será que de tanto ficar sem trabalhar a mente, eu vou ficar burro como o Ren? Pensou. Automaticamente, uma expressão de desprezo se formou e permaneceu, até ouvir a voz de Rin sair de sua mesa. Ali havia uma conexão em “viva-voz” com seu comunicador, para que, pelo menos em seu quarto, não precisasse ficar com o troço no ouvido o tempo inteiro. Virou a cabeça arrastando-a pelo colchão, ouvindo o baixo ruído que o movimento proporcionou.

    Hnn... — Respondeu com um grunhido o primeiro pedido de Rin. Levantou-se sem precisar de muito esforço, coçando a cabeça e ajeitando a camisa lentamente. — Hnhum. — Respondeu com outro grunhido o segundo pedido do Virgem, olhando para o criado-mudo e vendo a lembrança que o sagitariano deixara em seu quarto, em sua última visita feita. Uma caixa de bolinhos de chocolate. Não foi um presente pra mim, ele veio comendo essa budega. Esqueceu aqui, bem-feito. Vou comer. Sorriu de lado, com uma mão pegando o pacote e com a outra, apertando o botão no teclado virtual do computador, acionando o comunicador para que chamasse o aquariano.

    Zion, Rin ‘ta chamando a gente pro quarto do Touro na Ala Hospitalar. Disse que um dos seus filhos está morto. Prepara o coração. — Desligou o sistema e colocou o comunicador móvel no ouvido, para caso mais alguma novidade fosse dita para si. Que bosta que Nero havia feito, agora? Bem, pelo menos, teria algo para fazer agora. Colocou um dos bolinhos na boca e calçou um par de sapatos de aparência peculiar e estranha – mas eram confortáveis, apesar do visual. Depois de uma experiência desagradável, não dava mais pra confiar na competência dos outros, então, era melhor se prevenir. Saiu arrastando o calçado pelo corredor, enquanto mastigava a comida entre os dentes. O olhar de tédio parecia contaminar as pessoas que passavam por Harold. O quarto designado não era tão longe, então não demorou muito para que se aproximasse dos aposentos do maior. De novo, estava naquele local excessivamente branco. Ouviu Rin dizer no comunicador que não era mais preciso chegar tão rápido. Estendeu os braços para os lados, com as mãos abertas, num gesto claro de indignação – agora que já havia chegado. Engoliu a comida e cumprimentou o Virgem, assim que o avistara dentro do recinto.

    Hi. Quer? — Estendeu o pacote, já pegando um segundo para si, esperando as explicações do que ocorrera para sua presença ser designada.
    avatar
    Zionga
    Aquário

    Mensagens : 62
    Data de inscrição : 07/03/2014

    Re: [#04] Turno Livre - Ala Hospitalar

    Mensagem por Zionga em Sex Dez 12, 2014 2:22 pm

    Zion passava por um momento raro em sua vida: tomava um banho de horas.

    Na realidade o acontecimento só fora possível após ter aprimorado definitivamente o novo aparelho auditivo, que não iria danificar nunca dentro da água. Assim, ele poderia escutar tudo o que quisesse, mesmo tomando banho. A ideia inicial era apenas testar, mas no fim, o aquariano acabara fazendo um showzinho particular no banheiro.

    Estava se divertindo como um garoto — quase — normal da sua idade. Sem Hiusang lhe enchendo, sem falsas missões de concerto das armas, sem regentes lhe enchendo... Ou ao menos, até aquele momento em que sua música — que eram mais antigas que a existência de todos os Abel's da vida — fora interrompida para dar vez a voz de Harold.

    QUEEEEE? — O irmão certamente queria lhe causar um infarto e teria causado se o ruivo tivesse problemas no coração. Aquela não era uma notícia que se dava para o inventor tão repentinamente.

    Saiu do banho imediatamente, secando-se extremamente mal graças a pressa e enfiado assim a primeira coisa que viu — sendo isso uma cueca samba canção. Pegou sua bolsa de ferramentas e fora assim que saiu do quarto. Molhado, praticamente pelado e totalmente desesperado, correndo com tudo pelos corredores. Chegou a escorregar diversas vezes e quase cair outras muitas vezes.

    E assim chegou ao local determinado, quase caindo com tudo dentro do quarto. Sua sorte era que a porta estava aberta e não teve muitos problemas. Endireitou-se e respirou fundo, finalmente passando os olhos pelo cômodo. — CADÊ ESSE FELA DA PORTA?
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 290
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#04] Turno Livre - Ala Hospitalar

    Mensagem por Rin Damien em Sex Dez 12, 2014 3:06 pm

    A primeira coisa que notara em Harold, quando ele chegara, fora o curioso fato dele estar usado sapatos. Preferiu não perguntar; apesar do design incomum, o fato o capricorniano ter decidido finalmente que não queria andar descalço era um avanço. – Olá. – O cumprimentou com um aceno de cabeça, observando o doce que era oferecido a si. Não estava com fome, mas estendeu a mão para pegar um daqueles bolinhos pelo simples fato de não querer que houvesse nenhum na caixa quando Nero chegasse. Uma adição pequena à bronca que ele levaria. Estava prestes a agradecer e começar sua explicação sobre o que exatamente havia ocorrido, mas antes que pudesse abrir a boca, ouviu passos altos e rápidos no corredor, e repentinamente uma figura praticamente nua adentrava o local em que se encontravam.

    Em uma rara demonstração aberta de desgosto, franziu as sobrancelhas, se perguntando o que diabos o aquariano estava fazendo molhado e apenas de cueca naquele ambiente. Pedira para Harold chama-lo, mas se o garoto estava tomando banho – outro milagre daquele dia – poderia ter ao menos achado tempo para se secar e se arrumar? ... Quem estava enganando? Era Zion. Ao ouvir que um de seus brinquedos quebrara, provavelmente havia entrado em um curto circuito mental, apenas piorando o cérebro alheio, já consideravelmente afetado. Rin queria imediatamente secar o chão e manda-lo para outro lugar, mas teria que cuidar daquilo depois. Em vez disso, levantou-se, indo até o banheiro acoplado ao quarto e voltando com uma toalha limpa, a qual tacara sem cerimônias para o ruivo, antes de sentar-se novamente na cadeira anterior, a expressão neutra, como se nada houvesse acontecido.

    Deixou-se dar uma mordida no bolo que segurava, mastigar e engolir antes de começar a resumir a história do porquê de estarem ali. – Heike surtou. Nero foi atrás. Arrancou a prótese e a tacou longe em algum momento. Agora vai ficar com Heike até ele dormir, antes de vir pra cá. Deve dar tempo de você se secar e voltar pra vestir algo, Zion. – Seu tom possuía a gentileza fria de sempre, apesar de deixar-se transmitir um pouco da irritação com a situação em geral.
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 170
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#04] Turno Livre - Ala Hospitalar

    Mensagem por taurusnero em Ter Ago 04, 2015 7:42 pm

    Não demorou tanto quanto imaginara para o ariano voltar a dormir, e, apesar de ter passado todo o tempo que era necessário para que isso ocorresse junto a ele, Nero não sentiu como se houvesse dado o suficiente de sua companhia para o mais novo. Seu jeito protetor o forçava a não gostar da ideia de sair daquele quarto de hospital, de deixar o rapaz menor sem seus cuidados, fora de seu olhar e sem sua companhia para acalmá-lo se alguma coisa mais o assustasse ali. Fora por tal fator, que ao recolher as muletas e iniciar o caminhar para fora do ambiente, sentiu como se todo resquício de sua energia houvesse sido drenada, e um mau humor enorme tivesse achado casa dentro de si. A preguiça viera junto, como reflexo dos sentimentos negativos, provocando sua paciência ao ter que lidar com a dificuldade em se locomover, e, que, naquele instante, era totalmente sua culpa.

    Suspirou pesadamente, demorando mais do que pretendia para cruzar os corredores da enorme nave, até poder alcançar a de seu elemento e cruzar o espaço para o próprio quarto. Sentiu-se estranho por deixar uma batida leve anunciar sua chegada no ambiente que lhe pertencia, porém sentiu que precisava fazê-lo, já que, ao ver-se diante da porta, todos pareciam levemente focados em coisas diferentes a sua entrada: Harold estava ocupado com uma caixa de bolos de chocolate, Rin, enquanto comia um, parecia desgostoso com a figura de Zion, que se agitava usando apenas uma samba canção, que mais parecia produto de alguém com um gosto realmente duvidoso. Franziu o cenho, fitando o grupo com certo interesse, antes de pigarrear e tentar novamente chamar a atenção para si. Não esperou para confirmar ter conseguido a atenção de todos, apenas dobrou o corpo da forma como conseguia, o olhar baixo deixando clara que a postura demonstrava culpa, e algo que o tom de voz cansado complementou no instante seguinte. Sinto muito pela confusão e danos que causei.

    Conteúdo patrocinado

    Re: [#04] Turno Livre - Ala Hospitalar

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Out 20, 2017 6:52 am