Fórum RPG somente para jogadores dentro o grupo. Caso tenta interesse em entrar, entre em contato com a administração.


  • Novo Tópico
  • Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

[#01] Turno Livre - Jardim

Compartilhe
avatar
Rin Damien
Virgem

Mensagens : 287
Data de inscrição : 05/03/2014

[#01] Turno Livre - Jardim

Mensagem por Rin Damien em Sex Maio 30, 2014 11:23 pm

Horário: De tarde.
Membros: Rin e Nero.
Resumo: Rin procura um pouco de paz, e convence (arrasta) Nero a cuidar de um jardim.

Quando quase não havia tempo para limpar as naves devido ao número de responsabilidades colocadas no ombro de Rin, estresse começara a se tornar um problema. Ou talvez não fosse esta a palavra certa; porém, queria algo que o deixasse longe das pessoas por um tempo, mesmo que só por algumas horas. Tinha que constantemente monitorar o estado dos guerreiros, além do dos cidadãos normais, e realizar certas tarefas que não teria precisado antes, quando não era um dos líderes. E o pouco tempo em que podia arrumar o que quer que fosse para se distrair e encontrar um pouco de paz, tinha a chance de ser interrompido. Claro que era seu trabalho e o faria, mas até ele tinha limites e precisava de ar fresco. Quando pensara em tal coisa, uma ideia brilhante surgira em sua mente.

Em um dia particularmente parado, o virginiano passou toda a manhã adiantando o que teria de fazer pelo resto do dia, e comunicou aos curandeiros da ala médica que sobrevivessem sem ele pelo restante do expediente. Certamente não eram incompetentes, e parecia que nenhuma desgraça aconteceria dentro da nave naquele dia em particular. Perfeito. No começo da tarde, se encaminhou para a nave central, onde havia distritos, jardins, ar livre. Logo antes de sair, tivera a surpresa de encontrar Nero, a quem presumira que ainda estaria dormindo a esta hora. Apesar de sentir que precisava de tempo sozinho, decidiu chama-lo para o acompanhar. Ele já estava com a nova perna e aparentemente recuperado, então não havia problema, além de que ter o taurino por perto era quase como ter ninguém.

Porém, justamente por isto, decidiu que não seria incômodo tê-lo como companhia. Era alguém que não falava desnecessariamente, e provavelmente a quem mais confiava naquela nave para tomar decisões concretas; o que não era dizer muito, principalmente por não estar indo fazer nada perigoso no momento.

Fora com ele até um grande jardim aberto, onde apesar de se poder ver vestígios da avançada tecnologia das naves por perto, se encontrava em uma paz relativa em relação aos outros locais. Era disto que precisava. Paz. Terra. Apesar de em controvérsia, cuidar da terra ser uma atividade que o sujasse, era algo estranhamente reconfortante, talvez por ter relação a seu poder, tanto da terra como quanto como em ajudar e criar, em um sentido, formas de vida. Formas de vida que não podiam falar. Então, lá se encontravam, regando, podando, e plantando flores.
avatar
taurusnero
Touro

Mensagens : 168
Data de inscrição : 26/02/2014

Re: [#01] Turno Livre - Jardim

Mensagem por taurusnero em Seg Jun 02, 2014 1:46 pm

Aquela estava sendo uma manhã realmente estressante. Ao menos o suficiente para que o taurino deixasse o desgosto estampado em sua face, enquanto caminhava pelos corredores da nave. Fora acordado cedo, algumas obrigações batendo na porta, junto a gritos desesperados de um rapaz que fazia parte do setor... Ah, sequer lembrava mais, e seria bom que realmente esquecesse. Afinal, fora obrigado a levantar para poder ajudar a carregar uma parte do teto que havia despencado, sabe se lá porque, e, segundo o garoto, era questão de vida ou morte tirar aquilo dali. Talvez fosse questão de vida ou morte para ele, mas era muito mais algo que envolvia morte para o taurino. Morte ao infeliz que o despertara, quando já havia dormido tarde graças a vários outros trabalhos aos quais fora submetido. Parecia que naquela nave tudo era motivo para acionar a liderança, mesmo a menor das menores coisas era o suficiente para importunarem a si. E aquilo já estava deixando o moreno irritado.

Respirou fundo, antes que esfregasse as mãos à face, seus pés praticamente sendo arrastados pelo caminho que fazia de volta. Agora já era tarde demais para que descansasse, não conseguiria, e seu quarto era um local de perigo. Agora que o viram acordado, certeza que invadiriam o ambiente com frequência, mesmo por coisas banais. Precisava era se esconder. E não pode deixar de exibir sua felicidade quando ouvira o chamado de Rin, prontamente aceitando segui-lo. Só esperava que o virgiano não achasse que tinha algum tipo de amor doentil por plantas, por mais que realmente gostasse de um ambiente verde ou florido.

Porém fora só chegar ao enorme jardim, para abrir um sorriso pequeno e respirar fundo. Aquele cheiro era nostálgico, de fato, e o ambiente era calmo. Calmo até demais, o suficiente para que conseguisse finalmente relaxar um mínimo, antes que seguisse o menor ao local que ele se estabeleceria. Sentou logo diante do mesmo, largado, enquanto tocava e analisava a terra. É, ali era um ótimo lugar, completamente fértil, perfeito para se ter um jardim tão grandioso. Aquilo era obra de Rin? Não sabia. Mas, se fosse, ele fizera um trabalho incrível e perfeito... Deixou um sopro de riso escapar com tal pensamento, ao que plantava uma muda, afinal, aquilo não era nada além do que poderia se esperar do outro guerreiro: Perfeição.
avatar
Rin Damien
Virgem

Mensagens : 287
Data de inscrição : 05/03/2014

Re: [#01] Turno Livre - Jardim

Mensagem por Rin Damien em Ter Jun 03, 2014 7:15 pm

Um vento suave impedia que ficasse realmente quente enquanto se distraiam com as plantas, apesar do sol estar alto no céu. Realmente era daquilo que Rin precisava, o ar fresco e a terra. Não se lembrava da última vez que sentira tanta paz tanto interiormente quando à sua volta. Cantarolava baixinho enquanto plantava e regava mudas que logo se tornariam uma bela adição ao jardim em que se encontravam, vez ou outra prestando atenção ao que Nero estava fazendo. Ele também parecia relaxado, e o virginiano suspeitava de que se muito tempo se passasse, havia uma grande probabilidade dele tirar um cochilo por ali mesmo.

Talvez fosse pedir demais que a paz durasse, mesmo em um lugar como aquele. Ou talvez a paz não estivesse sendo atrapalhada, não tinha muita certeza. Sabia que repentinamente, uma sensação agradável tomava conta de si, como se tudo no mundo estivesse prestes a ser resolvido.  Como se os problemas a sua volta fossem mínimos, como se a solução para eles estivesse na ponta de seus dedos, completamente alcançaveis; teve a impressão que não pulou de susto apenas por esta sensação – que tinha a certeza de não ser algo natural – quando uma voz pareceu sussurrar perto de si.

Ao mesmo tempo que que a voz parecia vir de todo lugar, ela parecia vir de sua própria mente, o que já era mais do que o suficiente para deixa-lo confuso. A voz era feminina, e o tom era tão pacífico quanto um podia ser, apesar de haver uma nota de tristeza na inflexão das palavras.

Cada vez mais próxima... A hora está chegando. As trevas estão crescendo... É preciso pará-las. Ela e todos que estiverem... Agora conseguia distinguir palavras. Notou que havia parado no meio do que estava fazendo, e depositou a pequena pá que usava para cavar a terra a seu lado, olhando cuidadosamente em volta. Mesmo que de alguma forma não conseguisse se sentir alarmado, cada sentido racional de seu signo fazia suas suspeitas crescerem. Que diabos era aquilo? Preciso de você. A voz continuou, ligeiramente mais agitada.

Desviou os olhar para o taurino, se perguntando se ele estaria ouvindo aquilo, analisando-o. Estava prestes a perguntar, antes de pensar novamente. Se fosse apenas ele próprio, preferia descobrir por si mesmo antes de dizer que estava ouvindo vozes. Se conseguisse chegar a uma conclusão e isto fosse verdade, estaria lidando com outro problema inteiramente. Uma voz que queria que ele ajudasse, contra "trevas". Não parecia algo ruim, e ainda assim... Tanto pela calmaria em que se encontrara minutos antes. E o mais incomum era estar se refletindo sobre o assunto sem conseguir verdadeiramente se preocupar. Ao mesmo tempo que queria que aquela sensação continuasse presente, queria que fosse embora para não voltar. Atrapalhava a racionalização de qualquer problema.
avatar
taurusnero
Touro

Mensagens : 168
Data de inscrição : 26/02/2014

Re: [#01] Turno Livre - Jardim

Mensagem por taurusnero em Seg Jun 09, 2014 7:43 pm

Como acontecia sempre, Nero começara a realizar as atividades quase no automático, enquanto milhares de coisas passavam por sua mente, ao mesmo que nenhuma realmente se fixava. Era uma sensação agradável, poderia até sentir-se em paz, já que não havia nada com o que se preocupar, a não ser o movimento das mãos na terra, ou auxiliar o mais velho nas tarefas. Aos poucos, até, sentia uma agradável sonolência o invadir, mas resolveu se esforçar para não deitar e simplesmente apagar ali. Apesar da brisa estar convidativa demais...

Suspirou, prendendo melhor a pá que tinha em uma de suas mãos, enquanto a outra se erguia para que pudesse alongar um pouco as costas, um bocejo longo logo escapando dos lábios cheios do taurino, antes que ele lançasse um olhar levemente preguiçoso para o virginiano, crente que o veria em meio ao cantarolar, ou cuidando de uma das mudas que plantava tão alegremente até momentos antes. Porém, dera de cara com os olhos azuis voltados para si, em uma expressão que poderia ser traduzida como... Uma espécie de curiosidade? Era quase como esperasse que Nero dissesse algo, porém o maior não tinha qualquer coisa que pudesse falar naquele instante.

Rin sabia que não era bom de conversa, certo?

Por um segundo, acabou engolindo em seco, ansioso por achar algum assunto, mas ao olhar melhor, percebeu que tinha algo de errado, e quase derrubou a pá que segurava em indignação. O que seria dessa vez? Agora seria Rin que ficaria possuído e destruiria tudo? Pelo menos ele era pequeno, poderia pará-lo mais facilmente do que Heike, ao menos esperava. No entanto, mesmo depois de ter abandonado o instrumento que usava para dar vida às novas plantinhas, e passar a encarar o menor seriamente, nada aconteceu, trazendo alívio a si. Porém não se permitiu relaxar por completo.

Algo errado?
avatar
Rin Damien
Virgem

Mensagens : 287
Data de inscrição : 05/03/2014

Re: [#01] Turno Livre - Jardim

Mensagem por Rin Damien em Seg Jun 09, 2014 9:39 pm

O taurino em primeiro lugar não parecia ter notado qualquer coisa estranha sobre o ambiente, porém, alguns segundos depois, o olhar e reação alheios dizia que havia algo errado. Sua esperança que tivesse notado qualquer coisa sobre a aura do lugar ou aquela voz se dissipou instantaneamente, no entanto, quando ouviu a pergunta. Então era só Rin. A voz continuava repentindo as palavras, soando cada vez mais preocupada, apesar de ainda tão serena que, com calmaria, começava a lhe dar certo sono. O que você quer? Quem é você? Decidiu que como ele a estava ouvindo em sua mente, não era necessário dar voz ao pensamento. Foi presenteado com silêncio após mentalizar tais palavras, antes de uma risada quase infantil lhe responder em sua mente. Contudo, ao continuar, o tom do que quer que fosse continuava sério.

Você conseguiu me ouvir... Então, é realmente... Fale com seu líder. Diga a ele que é você que...

Você o que?

Você que irá...

E repentinamente a conexão foi cortada, a voz desaparecendo e a sensação de paz extrema evaporando como se nunca tivesse estado ali. Fora deixado apenas com uma dor de cabeça repentina, que o fez fechar os olhos por alguns momentos, antes de se lembrar que Nero estava por perto. Ah, sim. Provavelmente apenas o encarara enquanto tentava entender o que diabos era aquilo. Agora havia espaço em sua cabeça para uma confusão maior. “Fale com seu líder”, naquelas palavras. Não via como aquilo poderia ser algo ruim, e ainda assim, sua suspeita crescia a cada segundo. Era irritante para alguém de seu signo não saber o que acontecia a sua volta. As razões. O sentido. Teria que descobrir.

E ainda assim, conseguira demonstrar um sorriso e expressão calmos enquanto pensava no que diria. Se não fazia sentido nem para si, como faria para ele? Talvez devesse tentar falar só com Abel. Mas sabia que Nero tinha a possibilidade de possuir alguma informação útil sobre o assunto. Um nome ressoava em sua mente, como se estivesse ali o tempo todo enquanto a voz misteriosa falara. Um nome que nunca ouvira antes.

- Nero... Você sabe algo sobre Gaia?
avatar
taurusnero
Touro

Mensagens : 168
Data de inscrição : 26/02/2014

Re: [#01] Turno Livre - Jardim

Mensagem por taurusnero em Ter Jun 10, 2014 9:22 am

Estava começando a ficar realmente preocupado. Afinal, havia questionado algo, e Rin sequer demonstrara sinais de responder de imediato, ao contrário, parecia muito mais imerso no que quer que estivesse passando em sua mente, do que ciente de que a realidade esperava um sinal qualquer do pequeno. Porém, o taurino não insistira, e não fizera qualquer coisa além de encarar o mais velho com o mesmo olhar preocupado, e intenso, de quem tentava tirar alguma resposta do comportamento do mesmo. Nada, no entanto, e aquilo o frustrava demais, principalmente por ainda ter o olhar azul focado em si.

Já estava prestes a esticar os braços para sacudir o outro em busca de alguma reação, qualquer que fosse, quando escutou aquela pergunta vinda de lugar nenhum. Piscou, fitando-o com curiosidade, quase como se não tivesse conseguido absorver aquilo de primeira, mas quando, enfim, percebeu que a questão fora feita a si, levou uma das mãos ao queixo, deslizando levemente o indicador pelo cavanhaque, ao mesmo que assumia uma expressão pensativa. O nome "Gaia" não lhe parecia estranho, mas, considerando o fato de que a língua falada ali não era sua nativa, se realmente soubesse qualquer coisa, com certeza não seria por esse nome.

Não posso te garantir, fica meio vago para mim assim. Não tem alguma referência além de nome para me dar?
avatar
Rin Damien
Virgem

Mensagens : 287
Data de inscrição : 05/03/2014

Re: [#01] Turno Livre - Jardim

Mensagem por Rin Damien em Ter Jun 10, 2014 11:36 pm

Não sabia exatamente como tentar explicar a Nero o que era Gaia, quando tudo que tinha como base era uma voz e algumas palavras que faziam muito pouco sentido para si. Ela o mandara falar com o líder, pelo qual ele presumira ser Abel. E ainda assim, o taurino agora não deixava de ser um líder, além de ter a possibilidade de saber alguma coisa apenas por ter vindo de um lugar distante, em que mitos era algo comum. Rin realmente não gostava de coisas tão pouco racionais, mas em um mundo em que algo como magia existia, não havia muito sentido reclamar de sobrenaturalidades. Elas existiam.

- Deve ser... Algo como uma entidade. Não sei exatamente o que, só que é uma mulher. Não tenho muitas informações, por isso perguntei. – Mesmo que tentasse achar as palavras certas, era frustrante como era quase impossível ter uma informação concreta. Também preferiu não omitir o fato de ter justamente falado com o ser segundos atrás. – Também sei que provavelmente não é algo ruim. Tenho impressão que tem uma conexão forte com a terra.

Quase pulou de surpresa após falar isto, notando que do solo em que plantara uma muda minutos atrás saía uma pequena flor de tonalidade branca, que desabrochava diante de seus olhos. Ele não estava fazendo isto. Estou certo, então? Sentia que aquela dor de cabeça demoraria a passar. Voltou seu olhar novamente ao maior, o questionando silenciosamente se aquilo parecia familiar.
avatar
taurusnero
Touro

Mensagens : 168
Data de inscrição : 26/02/2014

Re: [#01] Turno Livre - Jardim

Mensagem por taurusnero em Qua Jun 11, 2014 12:39 pm

A cada palavra que Rin dizia, Nero ia montando uma espécie de quebra-cabeça em sua mente, em que as peças iam se juntando e buscando referências o mais rápido que podia - por mais que sua velocidade não fosse exatamente rápida em momento algum de sua vida. Porém só precisou dos últimos dizeres, assim como a demonstração de poder da entidade citada, para que de seus lábios escapasse uma pequena oração em sua linguagem natal, antes que sorrisse leve e fosse a vez do nome de Gaia escapar como era em suas origens.

Diaunh, Gaia. Começou, tocando de leve a flor branca, ainda suavemente assustado e admirado com o que acontecera diante de si. Ela é a mãe terra, uma donzela... Pura. Um olhar sério fora guiado para Rin, esperando que ele achasse graça dos seus dizeres, por mais que estivesse expondo a realidade. É a perfeita representação do bem, então você não precisa se preocupar... Uma pausa, e a testa do taurino se franziu. Ou talvez precise. Ela não costuma se mostrar, se não tiver algo de errado. Pelo menos é o que dizemos em nosso povo. Gaia também costuma escolher alguém para ser seu corpo em vida.

Nero, então, lançou um olhar interessado para o virginiano, antes que arrancasse a pequena planta da terra, para colocá-la entre os fios loiros do companheiro de elemento. E não soube se deveria torcer os lábios, ou sorrir, diante da transformação que a flor sofreu. Estava ainda mais radiante ali. E, pelo jeito, é você. Suspirou, não gostando do que aquilo implicava.
avatar
Rin Damien
Virgem

Mensagens : 287
Data de inscrição : 05/03/2014

Re: [#01] Turno Livre - Jardim

Mensagem por Rin Damien em Qua Jun 18, 2014 5:07 pm

Após a tentativa de explicação do virginiano, algo parecera enfim fazer sentido para Nero,  e ao ouvir atentamente as palavras alheias, parecia fazer certo sentido associá-las à voz que ouvira em sua mente. Quando ele dissera que Gaia escolhia alguém para ter o corpo em vida, algo em sua cabeça estava quase clicando, a resposta a qual agora tinha a impressão que não queria realmente chegar estando bem à sua frente. Apesar de conhecer o taurino e saber que ele não destruiria a flor ao pegá-la, não deixava de ser uma imagem engraçada a do outro com aquela pequena planta nas mãos, que logo após fora depositada no cabelo de Rin. Seu sorriso estava a meio caminho de aumentar, antes de sumir completamente ao ouvir as últimas palavras.

Ah. Ali estava a conclusão, a explicação completa daquela voz. A explicação fazia sentido, apesar de alguns pontos ainda estarem confusos.  Ela não costuma se mostrar, se não tiver algo de errado. Já havia muitas coisas erradas acontecendo, mas ao ponto de algo assim ter que interferir? Ter que... Não, a ideia ainda não entrara direito em sua mente.  Gaia escolhera a ele? Mesmo pensando, se sentia assustadoramente calmo com o conceito, apesar de ligeiramente confuso; não acreditava que a ideia necessariamente ruim para si, mas não sabia quais as consequências e poderes opostos estariam a solta para precisar de algo do tipo, e por que ele. Talvez fosse sua habilidade quase inumana de se manter calmo em quase todas as situações. Talvez fosse porque gostava de mexer com terra. O que quer que fosse, sabia o que tinha que fazer.

- É melhor eu falar com Abel. – Respirou fundo, um sorriso metódico voltando a sua face enquanto se levantava. O Líder do Conselho Supremo já deveria saber, ao menos até certo ponto, da situação, mesmo que exteriormente parecesse um pisciano normal, que não sabia lidar com os guerreiros que chamara. – Se quiser continuar aqui cuidando das plantas, ou tirar um cochilo, vá em frente. Mas acho que meu tempo de ar fresco é mais limitado. – Não estava realmente reclamando; ele se sentia melhor do que em muito tempo, mas cuidar daquela questão era algo que sentia que não deveria deixar para depois. Se despediu de Nero com um aceno de cabeça, começando a fazer o caminho de volta em direção a nave.

Conteúdo patrocinado

Re: [#01] Turno Livre - Jardim

Mensagem por Conteúdo patrocinado

  • Novo Tópico
  • Este Tópico está bloqueado. Você não pode editar as mensagens ou responder.

Data/hora atual: Ter Jun 27, 2017 8:16 am