Fórum RPG somente para jogadores dentro o grupo. Caso tenta interesse em entrar, entre em contato com a administração.


    [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Compartilhe
    avatar
    Lavi Strauss
    Escorpião

    Mensagens : 76
    Data de inscrição : 12/06/2014
    Idade : 24

    [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Lavi Strauss em Seg Ago 18, 2014 12:39 am

    Resumo da Missão: Hans é descoberto como novo traidor dai rolam altas tretas.
    Motivo da Investigação/Batalha: Um regente vê o Geminiano ter uma conversa suspeita e decide investigar o que por fim culmina em uma batalha.
    Quem estará presente: Lavi, Escorpião - Água. /  Rin, Virgem - Terra. / Zion, Aquário - Ar.




                 Lavi estava um pouco preocupado, precisava conhecer os outros integrantes. Sabia que alguns estavam distantes treinando e outros simplesmente nunca apareciam para nada. Lembrava-se que Rin havia dito a ele que um dos Regentes normalmente ficava na Nave do Ar. Estava andando por ela quando de repente começou a ouvir uma voz grave que parecia estar falando sozinha. Não podia ouvir muito bem, mas pelo que entendeu o homem de cabelos mixados entre preto e louro falava sobre como seu treinamento estava progredindo bem e como logo ele seria capaz de enfraquecer as forças de algo, ele também falara um nome, contudo não ouvira muito bem... Seria ele um traidor? Não fazia ideia, mas a natureza desconfiada de Lavi o faria descobrir tudo sobre isso, não poria seus panos em riscos por causa de um traidorzinho de meia tigela.
                     Voltou a caminhar decidindo fazer um pouco mais de barulho para que o outro o notasse e foi com sucesso, pois o homem sibilou alguns palavrões e virou na direção do médico. 
                   - Olá. – Lavi disse fingindo uma falsa surpresa ao ver o outro ali, mas o avaliava com muito afinco, não deixaria nada passar despercebido.
                  - Boa tarde. – O outro o respondeu de forma educada. – Desculpe, mas quem seria você, estranho? – O outro continuou num tom metálico, mas Lavi conseguia sentir certa hesitação na voz do outro.
                  - Sou Lavi, novo regente de escorpião e também novo médico da nave; e você seria?
                  - Ah! Eu ouvi falar de você, mas tinham me dito que você possuía um cabelo azul berrante. Parece que me enganaram. – Deu um sorriso divertido. – Sou Hans o regente de gêmeos.
                   - Creio que procurava você então. – Disse esticando a mão para cumprimentar o outro. – É um prazer te conhecer, Hans. Não precisa fazer essa cara assustada, não é como se eu fosse dizer que vais morrer logo. Só queria conhecer os outros regentes.
                   Continuara a conversar algumas coisas aleatórias com o outro, parecia ser um cara legal e divertido, bastante simpático, talvez o mais simpático e normal que conhecera desde que viera para a nave. Entretanto ele também era geminiano e no momento parecia mostrar uma face, mas o escorpiano vira outra alguns instantes antes de saber quem ele era. As ações do outro o entregavam um pouco, a aura que ele possuía também, podia ver que ele escondia o nervosismo através de uma falsa mascara de divertimento, apenas uma pessoa falsa para notar outra não? Quando o outro retribuíra seu cumprimento sentiu a mão dele fria e um pouco suada... Essas coisas não eram provas concretas, contudo tornavam o geminiano um suspeito para o médico.
                   Como era novato na nave, não sabia se seu senso de julgamento estava correto, deveria falar com alguém mais experiente, tinha três opções. Os três regentes dos signos de terra. Poderia falar com qualquer um deles, mas sabia com qual deles era mais fácil de lidar. Se fosse falar com Harold passaria a ter uma conversa sarcástica que poderia durar um bom tempo e não o levar a lugar algum, além de que teria que simplesmente revelar tudo que descobrira e não pretendia fazer isso antes que tivesse alguma prova um pouco concreta. Nero... Não duvidava que esse fosse inteligente a sua forma, mas ele não parecia ser a pessoa correta pra se tratar com esse tipo de assunto. Então restaria apenas o virginiano; essa opção não deixara o escorpiano nada triste, teria um desculpa pra falar por um bom tempo com o virginiano e o observar.
                   Sendo assim direcionou-se para os aposentos do louro, pretendia ter uma boa conversa com ele, uma conversa sobre traidores onde não precisaria responder o que descobrira há pouco.  Diria que apenas estava curioso sobre os últimos incidentes na Nave, sabia que o virginiano iria perceber algo, mas também sabia que não perguntaria exatamente o porquê de querer saber essas coisas, ou espremê-lo-ia de forma que fosse obrigado a contar o que sabe. Assim que chegou enfrente o quarto do virginiano esperando que ele estivesse ali deu algumas batidas na porta. Insistiu por mais uns instantes, ele provavelmente já estaria ali, era noite e sabia que hoje não era plantão do outro.


    Última edição por Lavi Strauss em Dom Set 07, 2014 5:07 pm, editado 2 vez(es)
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 287
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Rin Damien em Seg Ago 18, 2014 1:22 am

    Já estava se acostumando aos treinamentos que estava recebendo, porém, os dias de treinamento físico ainda deixavam Rin particularmente morto. Ele não fora feito para aquelas atividades, e enquanto uma melhora definitivamente estava acontecendo, não o deixava menos cansado ao final dos dias. Quando chegara em seu quarto, apenas tomara seu banho, vestira uma roupa confortável e apagara na cama; nem se lembrava muito bem do processo. Não possuía um sono profundo, não podia, sendo tanto médico como regente, contudo nem havia tido tempo de cair propriamente no sono ao ouvir batidas na porta.

    Inicialmente se perguntou se era o começo de algum sonho estranho. Após o barulho ser repetido algumas vezes, abriu os olhos vagarosamente, situando-se na realidade. Por mais cansado que estivesse, seria educado o suficiente para atender alguém que poderia precisar dele. Se fosse com alguma inutilidade, apenas ignoraria e voltaria para a cama. Com o sorriso de sempre aparecendo em sua face, abriu a porta, se deparando com Lavi do lado de fora. – Boa noite, Lavi. No que posso ajudar? – Seu tom tinha a polidez habitual, mesmo com o toque de cansaço. No entanto, na piada sobre sexo que o escorpiano fizesse, fecharia aquela porta na cara dele sem  arrependimentos.
    avatar
    Lavi Strauss
    Escorpião

    Mensagens : 76
    Data de inscrição : 12/06/2014
    Idade : 24

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Lavi Strauss em Seg Ago 18, 2014 11:08 pm

                   Lavi estava quase desistindo quando escutou o barulho da porta se abrindo e surgiu um virginiano um tanto fora dos padrões para o quê ele costumava ver, se bem que para uma roupa de dormir aquilo estava um pouco arrumado demais.
                   - Perdão caso tenha lhe acordado. Entretanto creio que seja um assunto um tanto quanto delicado. – Sorriu para o outro. – Vou falar apenas uma palavra e você decide se é importante ou não e se eu devo entrar ou se conversamos amanhã pela manhã. – Encarava o menor com bastante seriedade. – Traidores. – Disse quase num sussurro.
                   Preferia não tratar desse assunto no corredor da Nave, aliás, como percebera a pouco, as paredes tinham ouvidos. Além de ser um assunto demasiadamente importante e delicado a seu ver, esse assunto poderia por em risco os planos futuros que tinha. Como pensara antes, não deixaria que coisas importantes fossem arruinadas por um filho da puta de duas caras. 
                  - Então? – Suspirou esperando a resposta do outro, enquanto pensava em como deveria começar a falar as coisas para o mais velho.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 287
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Rin Damien em Seg Ago 18, 2014 11:24 pm

    Não sabia o que deveria esperar das palavras alheias quando ele começara a falar, mas traidores definitivamente fez seu olhar ficar mais atento sobre o outro. Lavi tinha um assunto com este nível de importância para tratar consigo? Já conversara sobre isto com Harold uma vez, e sabia que qualquer um dos regentes poderia ser um traidor. Havia alguém além de Louis que estava se escondendo muitíssimo bem. Apesar de suas suspeitas não chegarem a zero, não acreditava ser o escorpiano ou o canceriano, pelo simples fato de terem chegado após tudo começar a se desenrolar.

    Saindo da frente da porta, a deixou aberta para que Lavi adentrasse o quarto. O local era extremamente arrumado, porém simples, com apenas as coisas necessárias para viver e para assuntos relacionados a seu trabalho e pesquisas. A única coisa minimamente fora do eixo era a cama, e apenas por ter acabado de se levantar dela. Fechou a porta atrás de si após o mais novo adentrar o cômodo e apenas encarou-o, esperando que ele elaborasse quanto ao que dissera.
    avatar
    Lavi Strauss
    Escorpião

    Mensagens : 76
    Data de inscrição : 12/06/2014
    Idade : 24

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Lavi Strauss em Sex Ago 22, 2014 11:39 pm

    Assim que adentra o quarto do outro viu como ele era realmente arrumado, digno do regente do signo, exceto pela cama, mas sabia o motivo por ela estar daquele jeito; pegara o menor quando ele estava prestes a dormir, isso não era muito legal, pelo menos Lavi odiava qualquer distúrbio em seu sono.
    O médico era realmente surpreendente, a forma que ele se vestia pra dormir não parecia das mais confortáveis ao olhar do escorpiano que dormia sempre com uma peça faltando ou então sem nada. O virginiano parecia ter roupas demais para dormir, se o assunto que tinha que tratar não fosse realmente sério, era provável que tivesse falado algo sobre as roupas do outro, até mesmo oferecer-se para ajuda-lo a tirá-las.
    - Mais uma vez, desculpe por acorda-lo. – Disse de forma polida recostando-se em uma parede. Fez uma pausa ponderando o quanto deveria falar para o outro; não muito, mas pouco também não seria o suficiente para tirar as informações que queria. – Ainda há algum traidor na nave? Um que esteja capturado, digo. – Encarou o menor e continuou:
    – Minha intuição me diz que eu posso encontrar o traidor que não está preso, eu tenho uma suspeita, mas não posso te falar nada além disso; não quero levantar falsas suspeitas, talvez eu esteja errado, mas duvido muito disso. Eu só preciso que você me diga tudo que sabe sobre a última traição e traidor. Pretendo investigar por mim mesmo; até porque você se encontra bastante atarefado ultimamente. 
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 287
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Rin Damien em Sab Ago 23, 2014 12:15 am

    Enquanto prezava por suas horas de sono e preferia que não fossem interrompidas por qualquer coisa, aquele assunto era interessante o suficiente para que deixasse de lado as reclamações que chegaram a percorrer sua mente. Apenas meneou a cabeça positivamente, como se aceitasse as desculpas, e cruzou os braços enquanto ouvia o que ele tinha a dizer. Então, o escorpiano possuía uma suspeita sobre quem poderia ser outro traidor na nave. Quem estavam procurando. E acreditava estar certo. Era uma informação extremamente valiosa, que ele simplesmente se recusaria a compartilhar?

    Algo como troca de informações era familiar a si. E não importava o quão ocupado estivesse, como líder – e talvez até como alguém curioso sobre os esquemas fora de seu alcance – apenas ceder as informações estava fora de questão.  – Vamos fazer assim. Você me conta algo sobre o que você suspeita. Eu sobre o que já ocorreu. Uma coisa de cada vez, e vamos obter as informações que queremos. Acho que, mesmo que seja uma suspeita falsa, qualquer pista que seja possível de seguir pode levar à descoberta de novas informações. E se você tiver uma mínima ideia do quão essencial isto é pro futuro de todos, não vai esconder nada. Além do que, duas pessoas trabalham melhor do que uma, se for pra tentar desmascarar alguém que conseguiu se esconder até agora. – Não duvidava da capacidade alheia, muito menos da própria. Era apenas um fato; claro, dependendo da competência de com quem se lidava.
    avatar
    Lavi Strauss
    Escorpião

    Mensagens : 76
    Data de inscrição : 12/06/2014
    Idade : 24

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Lavi Strauss em Sab Ago 30, 2014 9:43 pm

    Parou encarando o menor enquanto ponderava qual era sua melhor opção. Suspirou por fim, falaria o necessário para o outro para que obtivesse alguma informação que o ajudasse, contudo nada mais que isso, o virginiano de todos com quem pudesse discutir isso era o mais complacente e cooperativo, talvez.
    - Tudo bem. – Revirou os olhos. – Entretanto, você não vai agir até eu pedir que aja, quando necessário eu te procurarei. Isso não foi uma pergunta. Você não vai agir até que você seja necessário. – Sorriu para o outro de forma perigosa. – Por enquanto você faz parte da inteligência e eu da ação. Não tente argumentar com isso. – Ditou antes mesmo que o louro pudesse responder algo; pigarreou antes de continuar. – Espero que você entenda da forma que vou falar, não vou falar um nome diretamente. Duas faces, ninguém jamais desconfiaria dele por ser o mais antigo, confiável e amigável.
    Sabia que dizia as coisas de forma bem óbvia, se o louro não entendesse, ele realmente não era tão inteligente quando ele pensava; apesar de que quando fala que é um dos mais antigos, poderia estar se referindo a alguém do conselho... Mas não, o louro perceberia que ele estava falando de Hans, tinha que perceber. Lavi poderia comentar que não o conhecia até hoje; Contudo isso parecia desnecessário e ele ainda não conhecia muitas, muitas pessoas da nave.
    - Agora é a sua vez. Tem algum traidor capturado; e conte-me como aconteceu.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 287
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Rin Damien em Sab Ago 30, 2014 10:38 pm

    - Com todo o respeito... – Não gostava de jogar esta carta, porém, o jeito que Lavi acabara de falar o irritava. Superioridade nata de escorpião, talvez. Sugerira um acordo mútuo de informações, porém, se precisasse agir, faria com a maior racionalidade e sutileza possível, e provavelmente com a ajuda alheia, de qualquer forma, já que a suspeita era do outro. – Você está falando com o seu líder. Se eu decidir que a melhor decisão é agir, até para retirar de você estas suspeitas que já disse ter, você não poderia recusar. – Seu tom era gélido e firme, como se não pudessem haver negações à sua afirmativa. No entanto, o suavizou nas próximas palavras. – Mas...  Eu penso antes de agir, ou seja, qualquer conclusão que cheguemos com essa conversa, vou discutir o que deve ser feito sobre a suspeita com você, porque um acordo não se faz com uma pessoa só. Só espero que valha pra você também. Não aja sozinho, e não espere tomar toda a parte na ação se não for o melhor caminho. Entendeu?

    Sentia que tinha a tendência a falar demais quando estava repreendendo qualquer pessoa.  Respirou fundo, voltando às informações que estava obtendo. As primeiras palavras da descrição já eram a chave. E o resto se encaixava com a primeira dedução. Duas caras. Característica normalmente referida ao signo de gêmeos. Antigo, amigável. Já confiável, não tinha tanta certeza. Lavi estava achando que Hans era o traidor. Mas com base em que? Teria que descobrir. Então, teria que partilhar o que sabia. Não era nada difícil de se descobrir, porém o escorpiano era novo. Ele não havia convivido com Louis para se dar por falta dele.

    - Atacaram a nave. Duas vezes, na verdade. Culpa de Kain, que é quem os traidores trabalham para. Nestas duas, ele foi descuidado. Suspeitamos dele logo de cara. Mesmo sob suspeita, ele só veio a ser realmente preso no segundo ataque. Enquanto um relatório foi escrito sobre tudo que ocorreu, as informações nele são muito vagas. Apesar disso, dava pra perceber que havia um segundo indivíduo ajudando. No fim, o bicho que o representava e o seguia por aí foi morto.  – Se perguntava se o mais novo conseguiria descobrir de que signo estava falando com apenas a última informação.
    avatar
    Lavi Strauss
    Escorpião

    Mensagens : 76
    Data de inscrição : 12/06/2014
    Idade : 24

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Lavi Strauss em Dom Ago 31, 2014 12:36 am

                   Segurou o riso quando o outro começara a falar; o virginiano estava sendo realmente bom naquilo. Aos seus olhos o som gélido e firme do outro era um tanto sexy, tanto que o fez dar um leve sorriso.
                   O mais velho realmente não o havia entendido, quando falara sobre a parte da inteligência e ação. Revirou os olhos procurando a melhor forma de explicar o que aquilo queria dizer; mas seus pensamentos pararam quando voltou a ouvir a voz do outro falando-lhe que não devia agir sozinho... Lavi considerava-se além de capaz de realizar essa tarefa sozinho, apenas precisava de informações. Não é como se fosse irresponsável e descuidado; longe disso a natureza do seu signo era a mais desconfiada do zodíaco, logo ele não poderia ser descuidado nem se quisesse. Também não era como se quisesse agir sozinho, se quisesse faria pesquisas pra descobrir o que queria ao invés de pedir informações, sabia que não devia agir sozinho contra outro regente, por mais forte que fosse, isso seria perigoso e ainda não havia se acostumado totalmente com seus novos poderes.
                 - Você não entendeu muito bem, Líder. – Falara a última palavra em um tom malicioso, seria interessante fazer isso. – Eu não vou agir sozinho, vamos agir juntos; mas por hora apenas eu me arrisco, eu sou um total novato que confundiu um aliado; já você é o líder, não seria bom se errasse. Eu vou me arriscar, mas não sem você saber das coisas. Está entendendo? Mas esteja pronto, se for necessário uma ação de verdade, vou te chamar sem dúvidas. – Suspirou.
                   Dois ataques consecutivos... Não era por qualquer coisa que o louro estava naquela situação quando chegara à nave...  Por isso alguns saíram para treinamento. Tudo ficava mais claro agora. Bicho que o representava; hm... isso diminuía bastante os que pudesse suspeitar; Áries, Touro, Leão e Capricórnio tinham representantes bestiais; Harold dificilmente teria um animal ou seria o traidor, Nero idem, Heike saiu da nave recentemente, então só lhe restava uma opção.
                   - Léo. Chamemos o traidor assim. – Sorriu encarando o outro. – Então, Lider, Leo se encontra aqui ainda, em que lugar? Eu sei que consigo tirar bastante informações dele se me deixa-lo ver. – Sorriu presunçoso, não que mentisse, mas usaria qualquer método necessário para comprovar que Hans era um traidor. 
                   - Ah, estava quase me esquecendo, tenho que falar algo, não é, Líder. – Escarniou o outro. – Eu ouvi uma conversa bastante interessante enquanto visitava aquela nave. Foram algumas palavras, mas palavras bastante suspeitas.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 287
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Rin Damien em Dom Ago 31, 2014 1:01 am

    Talvez realmente não tivesse entendido completamente, porém, mesmo com aquela explicação, se sentia na tarefa de corrigir as palavras do outro. Seu sorriso quando respondeu, no entanto, possuía uma gentileza que, mesmo que fosse natural a si, era raramente vista. – E não é natural, também, para um líder proteger e tomar responsabilidade por quem tem a tarefa de supervisionar e proteger, às vezes? – Dera ênfase ao próprio título assim como Lavi fizera, mesmo que sem a mesma intenção.  – Ah, não se engane. Não é como se eu não achasse que as pessoas devam ter senso de responsabilidade. Mas você, como disse, é novo; acho que deve pensar em todas as possibilidades antes de se arriscar, e, se for mesmo fazê-lo, pode contar com minha ajuda, nesse caso.  E, é claro, eu vou te repreender caso esteja fora dos limites, certo, novato?

    De repente, tivera vontade de rir. Deveria respeitar o próprio título, mas o jeito que o escorpiano estava se referindo a si beirava o ridículo, e ele próprio retorquindo com algo parecido... Talvez fosse o dia cheio e o sono resultante o afetando. – Rin está bom, Lavi. – Acrescentou, calmo, antes de continuar. Então ele havia entendido sobre o Leão. Ao menos a lógica alheia chegava a algum lugar. – Se me informar quais métodos for usar, e eu puder estar ao menos perto da cena, é um plano. Já que é você, imagino que tenha algum medicamento, ou veneno, envolvido, não? E, se puder elaborar em “palavras”, agradeceria. Não tenho muito mais que posso te contar. Com o que você sabe, é fácil o suficiente encontrar o resto.
    avatar
    Lavi Strauss
    Escorpião

    Mensagens : 76
    Data de inscrição : 12/06/2014
    Idade : 24

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Lavi Strauss em Dom Ago 31, 2014 10:12 pm

               Um sorriso gentil e de entendimento surgira em seus lábios, agora conseguia entender melhor àquela frustração que Nero teve na vez que acidentalmente envenenou o virginiano. Ele soava muito fofo querendo ser um líder protetor; parecia até mesmo estar com instintos maternais. Seu sorriso mudou quando o outro disse sobre repreendê-lo, talvez isso pudesse ser interessante, fechou os olhos com força e voltou a abri-los precisava focar-se nesse momento; sem pensamentos sujos com o outro, ao menos por enquanto.
               O mais velho tinha razão, mas nem tanta. – Certo, Rin. Por enquanto, não há medicamento algum; apenas se se fizer necessário. Primeiro eu vou conversar com ele, tentar tirar alguma informação; talvez encurrala-lo. Será um jogo onde o farei dançar na palma da minha mão. – Sorriu de forma perversa e deu um olhar penetrante para o menor. – Mas há chances de falhar, então apenas precisaremos usar um soro da verdade. Apesar de eu achar que uma tortura não faria mal a ele.
               O sorriso do escorpiano ficara mais sombrio assim como seu olhar. As lembranças voltavam a atormentar sua mente; ele precisava da vingança, e se Hans ou “Léo” fossem um empecilho para isso não se importaria em livrar-se deles sem mais nem menos, mesmo que contra as ordens de qualquer líder; mas antes tomaria qualquer informação de qualquer pessoa que pudesse interferir em seus planos.
               - Oh desculpe. Eu me deixei levar. – O escorpiano voltou a ter uma expressão séria e fechada, estava quase mostrando seu lado mais sombrio ao menor. – Eu o ouvi falar de como estamos fracos, que ele mesmo poderia nos derrotar assim que terminasse o treinamento, nos enfraquecer... Também comentara algo sobre ter menos regentes aqui e um nome, disse um nome, mas não consegui entender direito. Eu não vou negar, a força da nave é bastante fragilizada. Os regentes são fracos e afetados, sem querer ofender, apenas verdades. Se eu fosse ele não demoraria muito para começar o golpe para fragilizar tudo ainda mais.
              Parou o que falava, talvez estivesse indo longe demais ao falar coisas assim. Não queria fazer-se de suspeito, sequer poderia ser um; ninguém além de Abel sabia o motivo de ter juntado-se a nave; e não pretendia deixar que soubessem, não por seus lábios.
              - Pesquisarei mais sobre nosso querido Léo amanhã. Para a primeira parte prefiro que não esteja presente, mas não vou te impedir. Caso ela falhe se for usar o soro, quero que esteja presente, uma testemunha de confiança, sabe.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 287
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Rin Damien em Sex Set 05, 2014 8:05 pm

    O plano de Lavi não parecia ser exatamente detalhado; conversar era algo que poderia dar errado e tomar um rumo violento, dependendo da reação de Louis, e havia possibilidade de absolutamente nada ser descoberto com uma simples trocas de palavras. Claro, havia o soro da verdade, porém... Não se impressionou com o que fora dito sobre tortura, muito menos sobre os regentes. Neste caso, o escorpiano estava certo. A maioria era considerada fraca diante dos inimigos que viriam, e estavam com o emocional extremamente instável. Para isto que serviria o treino. E sendo a oportunidade perfeita para um golpe, com traidores em todo canto, se perguntava como Kain, Lilith, ou monstros ainda não haviam explodido a nave.

    - Tortura vai ser a última opção. – Não havia espaço novamente para questionamento em seu tom, apesar de estar perigosamente suave. Claro que era uma opção válida, contudo, já que havia um plano a ser testado antes, iriam segui-lo. Respirou fundo outra vez antes de voltar a falar, meneando a cabeça em concordância para o mais novo. Tomara sua decisão. – Eu vou confiar em você, na primeira em parte. E quero que confie em mim, e me informe de absolutamente tudo que acontecer, sim? Se não der certo, planejaremos a segunda. – Não havia saído de perto da porta durante a conversa, então, apenas se virou para abri-la e voltou o olhar ao outro, o convidando a sair. Já que o assunto estava resolvido por enquanto, não perderia tempo em voltar para seu sono. Seus instintos lhe diziam que algo naquela história daria errado. E eles quase sempre estavam corretos.
    avatar
    Lavi Strauss
    Escorpião

    Mensagens : 76
    Data de inscrição : 12/06/2014
    Idade : 24

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Lavi Strauss em Dom Set 21, 2014 11:53 pm

    Lavi soltou um pequeno muxoxo quando o mais velho negou a possibilidade de tortura, seria uma das mais divertida... Tinha certeza que conseguiria as informações antes de poder tentar a parte mais divertida. Quanto aos outros assuntos que Lavi achou ser petulante ao falar o virginiano apenas calou-se, não chegou a dizer um “A” sobre, o que era um sinal de que o escorpiano, obviamente, tinha razão.
    Quando o curandeiro disse confiar nele para o trabalho um sorriso surgiu-lhe nos lábios. Sobre confiar no outro, bom era relativo, mas se não confiasse não teria vindo até ele em primeiro lugar, já a parte de deixa-lo informado de tudo que acontecesse, bom não falaria tudo, apenas o necessário e relevante.
    - Eu poderia perguntar se quer que eu me deite com você, mas tenho uma pesquisa a fazer. – Sorriu de forma maliciosa encarando o louro e a cama, mas logo se dirigiu para a porta. – Tenha uma boa noite de sono, Líder. – Falara em um tom ameno e amigável, não usara maldade alguma agora ao pronunciar o título do menor, apenas fez uma menção com respeito.


    Lavi acordou relativamente cedo naquela manhã, preparou-se com tudo que precisaria para ir à cela de Louis, havia descoberto o nome do Leonino em meio a pesquisas que fizera no banco de dados da nave quando retornara ao quarto, depois de conversar com Rin. Isso lembrava que deveria avisar ao Líder que, provavelmente, não apareceria no ala médica hoje, fez isso enquanto estava na cozinha pegando algumas coisas para ele e o leonino comerem enquanto conversavam.
    Já havia se acostumado bastante com a Nave e seus corredores, que às vezes pareciam imitar labirintos, então não demorou muito a chegar ala onde ficavam as celas e os prisioneiros, sabia que seria um lugar bastante seguro, mas não esperava que fossem tentar impedi-lo de entrar naquela parte da Nave e ainda mais negar seu pedido de leva-lo até a cela do ex-regente.
    - Espero que não estejam me desafiando. – Disse dando um sorriso perigoso.
    - Desculpe-nos. Mas são ordens dos líderes, ninguém pode ver esse prisioneiro. – Um dos guardas disse desviando o olhar do homem a sua frente.
    - Veja bem. Tenho certeza que você valoriza seu trabalho, assim como eu o meu, mas você está me impedindo de fazer o meu. Leve-me até a cela desse prisioneiro agora, é uma ordem. – Bradou. – Ou você pensa em contrariar a ordem de um Regente, soldado? – Pegou o homem pelo queixo e o fez olhar nos olhos, já vendo a resposta. – Ótimo.
    Assim que o carcereiro mostrou-lhe onde ficava a cela do leonino Lavi ficou enfrente a porta por algum tempo, respirou fundo e botou um dos melhores sorrisos no rosto. O escorpiano abriu a porta com sua digital, sem problema algum, provavelmente todos os regentes tinham acesso às celas.
    - Eles acharam que essa roupa não ficaria bem em você? – Lavi começou encarando o menor de forma lasciva.
    - Fico bem em qualquer coisa. – Louis disse com uma expressão de indiferença. – Quem é você?
    - Um aliado, talvez. – Sorriu. – Kain já me falou sobre você. – Viu a expressão do outro suavizar-se, um sorriso parecia querer nascer. – Aqui tem comida decente, coma. – Estendeu a cesta, que trazia com comida, para o outro. – E certamente você ficaria bem em qualquer coisa, Louis.
    Mal havia começado e sabia que seria fácil, na verdade seria ainda mais fácil do que achava o mago estava em uma situação delicada e Lavi teria o prazer de fazê-lo sentir-se mais desesperado, para depois confortá-lo e controla-lo. Além de fácil seria rápido. Leoninos.  Suspirou de forma silenciosa e voltou a conversar com o ruivo.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 287
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Rin Damien em Qui Out 02, 2014 6:13 pm

    Havia uma possibilidade do segundo traidor dentre os regentes ser descoberto, uma ideia de quem era, e um deles estava começaria a trabalhar para que a verdade viesse à tona o mais rápido possível. As possibilidades vagavam pela mente do virginiano, e enquanto gostaria de tomar ações maiores para contribuir, sabia que esperar era a melhor opção no momento; ao menos possuía a paciência necessária. No entanto, havia alguém com que talvez fosse bom partilhar as novas informações, tanto por ele já saber da existência do traidor e terem comentado sobre o assunto antes, quanto pelo intelecto alheio, que talvez conseguisse descobrir mais com uma suspeita certa.

    Tendo isto em vista, na manhã seguinte chamou o regente de capricórnio para seu escritório na ala médica, e, uma xícara de café depois, havia explicado a suspeita sobre Hans, e o processo que ele próprio e Lavi entraram para confirmá-la. Poderia não apreciar a ideia de confiar tanto no escorpiano, mas como ele fora o primeiro a suspeitar, estava à frente no plano. Enfim, questionou, no mesmo tom sereno que havia usado em toda a explicação. - O que acha sobre tudo isso, Harold?
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 161
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Harold Wilhelm em Sab Dez 20, 2014 4:44 pm

    Não era muito frequente sua presença ser requisitada por um dos líderes, quando no caso de Rin, não fosse por conta de café. Durante aquela manhã, teve de interromper parte de seus afazeres para atender ao chamado feito pelo virginiano, dirigindo-se sem tanta pressa para o local indicado. Sentou-se à frente do mais velho, ouvindo atentamente a razão pela qual estava ali e, não surpreso, voltava a ouvir parte sobre o que conversaram na ala médica, momentos antes de sua terapia. Deveria estar, em parte, interessado por terem uma pista à mais. Mas, sendo típico do signo, ver os erros era sempre a sua melhor forma de acertar nas decisões. E um olhar incrédulo e desaprovador encarou Rin por um longo tempo, assim que a pergunta foi feita assim, encerrando os dizeres do menor. Por um lado, sentiu-se decepcionado. Não esperava que o loiro fosse participar um assunto tão delicado com um mero novato que quis se meter a besta no assunto. A quantidade de riscos naquilo não tinha nome, número, gênero. Rin tinha noção daquilo, não tinha? Se não tinha, precisava ter.

    Acho que me lembro o suficiente de ter dito que "era um assunto pra poucos saberem", não é? Não querendo questionar a sua sabedoria e prudência como líder, mas... — Suspirou pesado, encarando o virginiano com os olhos vermelhos ligeiramente irritados. — ... O que caralhos passou na sua cabeça, pra contar isso ao Escorpião? Estamos nos privando até mesmo de contar isso a regentes mais antigos, e justo o novato? Que não sabemos merda nenhuma sobre? Rin, tem noção de que foi imprudente, não tem? De que foi burro, não tem? E pelo que me falou, não sabe muito o que ele está fazendo lá agora, com o Louis, não é? Tem provas de que ELE não é um segundo traidor? E de que não está lá apenas revelando ao Leão que nós temos suspeitas de mais traidores? Não sabemos como eles se comunicam, não sabemos se possuem comunicação indireta com Kain, não sabemos de nada. Louis está encarcerado, mas e se Kain tem como saber o que se passa, usando-o de sentinela? Sua cautela e a cautela de um cachorro cego atravessando a rua foram as mesmas. Eu espero que isso não se repita, afinal, você é um líder agora. Você se cegou pela pressa em resolver o problema e justo você, um dos mais pacientes daqui. Só não estou mais frustrado em ter partilhado as coisas com você, porque Lavi ainda deu informações em troca. Que por sinal, não sabemos se são reais também. Ele poderia muito bem ter inventado tudo, pra ganhar seu interesse no assunto e fazer você falar o que sabia. Ele é escorpiano, ele é bom nisso. Fique com os olhos mais abertos, certo?

    Suspirou mais uma vez, sinalizando que aquele seria o final de sua "bronca". É claro que não estava na posição de criticar as ações de um líder, mas se via erros em algo, não podia deixar de alertá-los e corrigí-los. Era de sua natureza ser pessimista e por isso, não confiava em muitas pessoas. Principalmente em quem, pelo signo, já tinha fama de não ser confiável por si só.

    Mas certo, foi bom ter vindo falar comigo. A cela onde Louis está é constantemente vigiada pelo meu sistema. É uma das minhas funções ficar de olho nas câmeras de segurança também. Temos como vigiar as "medidas" que Lavi "disse" que iria tomar com o Leão. Se virmos algo suspeito, não vou hesitar em prender os dois numa mesma cela pelos controles do sistema de emergência. Quando o nosso querido colega voltar, eu quero que me dê a devida permissão para interrogá-lo como se deve. Por favor? — Pediu, de forma mais educada, para que pudesse ter a liberdade de se tratar do problema com a devida cautela.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 287
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Rin Damien em Sab Dez 20, 2014 5:15 pm

    Pela expressão e pelas primeiras palavras de Harold, Rin já tinha uma noção aguda do que seria dito. Sabia que não agira da forma mais prudente possível, e não pode discordar de nenhuma palavra que era jogada em sua direção, mesmo querendo repreender as ofensas. Ele estava certo. O novo regente o enchera em um momento em que particularmente não queria lidar com o assunto aparentemente urgente, conseguira sua atenção, e retirara informações que, até então, pouquíssimos sabiam. A ameaça de outro traidor estava presente, entretanto, deveria haver outro modo para lidar com ela. Algo o dizia para confiar em Lavi, porém, as informações que obtivera também não eram concretas. Sabia bem demais que merecia aquela bronca, e apenas olhara o outro nos vermelhos enquanto a recebia, sem qualquer vestígio de expressão.

    - Eu sei que temos o sistema de segurança, e é claro que não deixaria eles sem supervisão alguma. - Retorquiu às últimas afirmações, antes de um pequeno sorriso arrependido surgir em sua face. - Mas, você está certo. E se isso tiver consequências ruins, tomarei responsabilidade por elas. E farei melhor se uma situação como esta surgir no futuro. - Preferiu não falar nada sobre intuição, sabendo apenas que levaria outra bronca se o fizesse. Não achava que o novo escorpião fosse um traidor, contudo, desde quando achar tinha alguma relevância para o seu signo ou da pessoa a sua frente? "Achar" era apenas burrisse. - Você tem permissão para interrogá-lo do jeito que quiser, e tomar as ações necessárias, com a única condição de eu ter que estar presente durante tudo. Temos um acordo? - O albino não era difícil de se lidar no dia-a-dia, mas se havia alguém que poderia fazer Lavi botar-se em seu lugar, ainda sendo racional sobre aquilo, seria Harold. Se não funcionasse, ao menos poderia cansar o novato com suas reclamações eternas, o que daria alguma brecha pra discussão.
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 161
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Harold Wilhelm em Sab Dez 20, 2014 6:20 pm

    Era prático conversar daquela forma com o Virgem, pois ele não sabia só criticar: sabia escutar críticas também. Realmente esperava que o rapaz entendesse por fim a gravidade da situação, e que a partir daquela bronca, desse a devida atenção para as atitudes que tomava. Não era um problema constante, mas apenas um deslize e, pela cobrança do Virgem quanto à perfeição, sabia bem que o mesmo tomaria mais cuidado dali pra frente. Satisfeito com a permissão dada à si, não questionou com a presença do líder quando conversasse com Lavi. Não é como se fosse usar de violência contra o outro. Já havia tido um mínimo de contato com o rapaz para saber que palavras seriam mais que necessárias e, não era difícil também tomar o controle de uma conversa com o outro. Assim como de todo mundo naquele lugar. O faria entender com o mínimo que precisava saber e se saísse da linha, Abel ficaria sabendo do novo "encosto" problemático que precisaria de supervisão constante. Assim como ele próprio e Heike. Eram dois ótimos exemplares que Lavi não gostaria de se equiparar.

    Levantou-se então da cadeira, olhando uma última vez para Rin, antes de virar-se para a saída da sala.
    Me acompanhe até a Sala de Controles. De lá, monitoraremos toda a conversa em tempo real. Depois, quando ele sair de lá, comunique-o onde estamos para que ele venha. — Pediu, com palavras autoritárias, mas sem o tom usual de superioridade, soando mais como uma "sugestão acatável". Sabia bem que não era ele ali que dava as ordens. Ao entrar no recinto, pediu a Arthemis para que conectasse uma das enormes telas à câmera de vigilância, correspondente a cela onde Louis estava preso. Nela, já era possível ver e ouvir claramente a conversa feita pelo Escorpião e o traidor encarcerado. Harold puxou uma cadeira próxima, sentando-se ali e oferecendo uma ao lado para Rin.

    A câmera no local não era facilmente encontrada. Era pequena o suficiente para enganar os olhos de quem estivesse buscando-a, mesmo se fosse com atenção. Mas, caso fosse achada e destruída, ou tampada, já seria motivo suficiente para declarar Lavi um traidor. Então, naquele mesmo momento já poderiam tomar uma providência. Seria ótimo, de fato, se nada daquilo fosse necessário e que também, nada dito pelo escorpiano naquela cela passasse pelos ouvidos do albino de maneira duvidosa. Ou teriam problemas.
    avatar
    Lavi Strauss
    Escorpião

    Mensagens : 76
    Data de inscrição : 12/06/2014
    Idade : 24

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Lavi Strauss em Sab Dez 20, 2014 9:39 pm

    Precisava tirar informações do ruivo, informações úteis precisava saber se Hans era realmente chefe dele ou se eram iguais que agiam para alguém do alto escalão.

    - Kain me mandou para uma missão aqui, assim que você foi capturado, ele tinha bastante apreço por você, um mago habilidoso. – Começou  a inflar o ego do leonino enquanto ele comia e bebia. Um sorriso maquiavélico passou por seus lábios assim que Louis sorveu o liquido, um pouco de soro da verdade, mesmo dizendo que usaria isso depois se necessário, decidiu usar um menos concentrado e em menor quantidade na bebida que fizera, só para garantir, isso sequer causaria efeitos no outro, garantia isso como médico.

    Lavi conhecia tão pouco desse regente quanto dos outros na Nave, estava guiando-se por sua intuição e por conhecimentos bases que tinha do signo alheio, mesmo que tudo não fosse certo, ajudaria de certa forma. Sentia o olhar de duvida sobre si diminuir cada vez mais e um prevalecer no brilho de esperança no olhar verde-água.

    - Eles pretendem matar Berta em breve. – Talvez comentar sobre o leão fosse um erro, mas deveria jogar verde para colher maduro, não? E ver a reação do outro quanto a isso o ajudaria, ou melhor faria isso ser de ajuda.

    - Não podem fazer isso! Ninguém tem o direito de machucar meu Berta! Se fizerem qualquer coisa com ele, eu juro que escapo daqui e mato todos eles com o dobro de prazer que já teria ao mata-los. – O leonino levantou e bradava tudo isso num tom autoritário e nervoso, em seguida socou a parede dizendo: - Me tirem daqui seus merdas! Eu vou matar todos vocês, irei revivê-los e matar de novo!

    Louis estava agindo conforme o escorpiano imaginava, ele era realmente cheio de si. Embora não fosse muita coisa não é mesmo? Havia sido capturado, se fosse bom como dizia não estaria nessa cela e Berta não teria morrido, pobre leão. O ruivo pretendia socar a parede novamente, mas Lavi o impediu segurando o pulso do homem.

    - Cuidado. Você pode se machucar, Líder. – Sorriu vendo a expressão do outro mudar ao olhar para ele. – Eu pretendo começar algo para tentar te tirar daqui, mas sozinho é difícil, não dão tanto acesso a um regente novo, não mais ao menos. Eu sei que há mais gente trabalhando para Kain aqui, mas ele apenas revelou você para mim, por mais que confiasse em mim, bom ele é um escorpiano. – Lavi revirou os olhos como se fosse o signo que menos gostasse, o que falar? A desconfiança do próprio signo era realmente desagradável até mesmo para si. – Você com certeza sabe mais que eu... Então tem ideia de quem poderia me ajudar a te tirar daqui, sem que desconfiassem de mim?

    - O inútil do Hans e aquele chefe que deve ser um dos dez não fizeram nada pra me tirar daqui!  Duvido que aquele veado do gêmeos tente te ajudar.  Se ele não quis ajudar a mim, porque ajudaria a você? – Louis parou por um instante, provavelmente pensando porque falara, tanto, mas parecia não se importar.

    - Eu tenho certa confiança, vou conseguir, fique tranquilo, logo você vai estar em um lugar a sua altura, Louis.  Se me der licença, vou começar a agir. – Lavi sorriu para o outro e recolheu as coisas que trouxera.
    Quando estava indo em direção porta para sair, o Leonino o atacou, o prensou contra a porta e abocanhou seu pescoço, mordendo-o e chupando forma lasciva. Lavi sorriu e olhou o outro certo ímpeto no olhar e com a força que tinha, que sem dúvidas era maior que o outro, pois o leonino era um mago e enquanto o escorpiano um guerreiro, inverteu a posição deles jogando Louis na cama e então também marcou o outro para então dar-lhe um beijo e no final mordeu o lábio alheio sentindo um pouco do sangue do outro escorrer em sua boca.

    - Adoraria ficar e brincar com você. Contudo será melhor quando você não estiver aqui, não? – Lavi levantou e saiu rapidamente da cela, já lá fora revirou os olhos e fechou melhor a camisa para que a marca não aparecesse.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 287
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Rin Damien em Sab Dez 20, 2014 10:34 pm

    Apenas meneara a cabeça em concordância e seguira Harold para a Sala de Controles, não questionando o tom autoritário que fora usado consigo. Talvez fosse o costume da liderança anterior do outro, ou apenas sentisse que não merecesse naquele exato momento questionar tal atitude; ou que apenas não seria minimamente produtivo reclamar daquilo naquele momento. Sentou-se na cadeira livre oferecida a si, em frente à grande tela que observariam, logo olhando para dentro da cela de Louis, onde Lavi também se encontrava. O que era dito era o esperado do Escorpião, que se fazia de espião de Kain; o que realmente esperava que ele não fosse. O novato usava métodos óbvios para conseguir as informações, e mesmo que fosse persuasivo, Rin culpava em parte a falta de inteligência de Louis por dar respostas tão cedo. Não que ele próprio pudesse falar nada.

    Hans. E um membro do conselho supremo. Se estivessem falando de alguém normal, mandaria seguranças captura-lo imediatamente, porém, naquele caso, precisavam das pessoas mais fortes que tinham. Os guerreiros. Qualquer outra força poderia ser facilmente aniquilada, ou traidores menores infiltrados poderiam o ajudar a escapar. Precisavam de um plano. Olhou de esguelha para Harold, antes de continuar focando a tela, a tempo de ver o ruivo se alterar e atacar Lavi, que parecera lidar bem demais com aquilo. Rin pôde apenas erguer uma sobrancelha ao ato que se desenrolara. Desnecessário. Ao menos não houvera nenhum outro problema.

    Ligou o comunicador assim que o escorpiano saiu da cela, dando uma ordem direta para que se encontrassem imediatamente, no primeiro local que não possuiria câmeras que conseguiu pensar. Quarto de Harold. Poderia nem conhecer o novo regente direito, mas já estava cansado da possibilidade dele a menos de dez metros de seu quarto. Enquanto caminhavam para o local, algumas palavras eram trocadas com o maior, apenas afirmando que pensaram a mesma coisa. Tinham alguma prova, mas eles teriam que ser os responsáveis pela captura. No entanto, antes, havia aquele pequeno problema para se cuidar. Lavi.
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 161
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Harold Wilhelm em Dom Dez 21, 2014 7:15 pm

    Por sorte havia sido avisado de antemão que o Escorpião se passaria por um aliado de Kain. Não poderia avaliar se era verdade ou não pela destreza com que o novato se fingia realmente um amigo de Louis; escorpianos sabiam manipular melhor que qualquer um. Mas também, conhecia o Leão por um tempo curto o suficiente para saber que ele não era idiota de soltar informações gratuitas tão rapidamente. E nem de confiar de primeira vista alguém que se diz seu amigo. Basicamente, o único ser que aquele narcisista medíocre se permitia confiar era seu leão Berta e fim. Não precisava trocar meia dúzia de palavras com o ruivo para perceber aquilo. As intenções falsas do traidor não modificaram sua personalidade no fim das contas. Ele era o que realmente se mostrara aos demais regentes: um legítimo leonino. O primeiro erro: comida e bebida. Seria muita bajulação de Lavi levar um "lanche" para o prisioneiro. Talvez funcionasse para alguém que gostasse de ser bajulado, mas aquilo não era de fato suficiente para arrancar informações daquela forma. Era no mínimo, estranho e suspeito. Não do rapaz ser um traidor, mas de ser um desobediente. Rin havia mencionado o soro da verdade, mas não era uma das primeiras opções a serem usadas fora do comando dele. E provavelmente, teria de arrancar a verdade de Lavi com algumas ameaças.

    Arqueou uma das sobrancelhas assim que Louis atacara o novo regente com uma mordida. Ignorou a resposta do Escorpião para tal atitude, se questionando se aquilo realmente era necessário. Por parte de Lavi, seria até interessante se ele tivesse algum tipo de veneno nos dentes. Por parte de Louis, não sabia; mas se fosse necessário, seria um problema. De toda forma, era uma tese baseada em outra tese. Por enquanto, seria posta em último plano.

    De toda forma, o problema real que se mostrara presente era: o Gêmeos era um dos traidores. E ainda havia um segundo metido no meio do Conselho Supremo. Ótimo. Era tudo o que precisavam. Enquanto Rin se comunicava com Lavi para que se direcionassem ao seu próprio quarto - o que não questionou, até porque ele próprio sugeriria aquilo -, pediu a Arthemis para que reabrisse os arquivos e fichas dos integrantes do Conselho. As informações gerais dos membros do Conselho eram abertas até mesmo aos trabalhadores da Nave Principal, porém, informações como relatórios de atividades gerais e recentes áreas de influências eram confidenciais. Apenas os líderes dos regentes tinham acesso a isso e ainda assim, para obterem um respaldo dos Conselheiros, além do próprio Abel. Antes de ser retirado do cargo, Harold já havia sincronizado boa parte do armazenamento de arquivos do Conselho para Abel, em Arthemis. Então, mesmo sem ser líder e mesmo sem ter permissão, ainda tinha algumas formas de obter informações que atualmente, apenas Rin e Nero teriam licença para ter. Seria um problema o Virgem saber daquilo, mas não é como se Abel fosse tonto pra não saber que Harold, sendo um hacker do nível, já tinha feito aquilo há tempos. De toda forma, poderia passar seu tempo agora analisando cada membro do Conselho por conta própria. Acharia algo suspeito. Eram 10 membros espertos demais para não perceberem um traidor entre eles, mesmo que não tivessem provas. Então essa é a hierarquia do plano... Louis é o cachorro de Hans, Hans é o cachorro de um dos grandes do Conselho. Keh, interessante. Abel deve ter sido avisado por um membro desconfiado e, por fim, raciocinado que se havia alguém no Conselho com a mão nas costas, não seria nada surpreendente ter entre os regentes também. Só era uma pena não terem a devida liberdade de encontrar os conselheiros quando convinha. Interrogá-los seria uma forma prática de descobrir... E uma forma de ser descoberto também, né, Harold. Otário. Respondia às confirmações de Rin positivamente, até entrarem em seu quarto e esperarem o novato.

    O local rapidamente foi coberto por telas hologramáticas, jogando várias informações simultâneas de várias vertentes do sistema das naves. Era como uma segunda sala de controles, particular do Capricórnio. Trabalhar daquela forma era mais prático. Sentou-se numa cadeira móvel próxima, deixando Rin livre para fazer o mesmo se quisesse. Também havia a adição da imagem feminina artificial, sentada numa bancada do outro lado do cômodo. Basicamente, a imagem da falecida Arthemis, que nomeava também todo o software usado por Harold. A mesma sorriu para o Virgem, acenando de forma retraída, o que estranhou o albino que se perguntava desde quando Arthemis simpatizava com Rin.
    avatar
    Lavi Strauss
    Escorpião

    Mensagens : 76
    Data de inscrição : 12/06/2014
    Idade : 24

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Lavi Strauss em Ter Fev 10, 2015 2:18 pm

                   O fato de que Rin lhe pedira para ir ao quarto de Harold para discutirem a situação era um sinal obvio que de que o louro havia contado tudo ao branquelo. Lavi revirou os olhos já imaginando que tipo de coisa extremamente lógica e com sentido, mas inútil que o outro pensara, sem dúvidas levaria algum tipo de sermão extremamente racional que apenas o faria ficar com sono, ou um pouco irritado, já que Harold era um típico capricorniano só que mais chato. Contudo quem liga, havia conseguido o que queria e o que eles queriam, não tudo, mas o que conseguira já era um grande avanço, acreditava.

                    Enquanto caminhava sentia o pescoço formigar, não ligou para aquilo no momento, apenas coçou e deixou de lado, apressando-se em direção ao quarto do capricorniano. Ao chegar lá a porta abriu-se automaticamente e foi “recebido” por um holograma da uma mulher muito bonita e estranhamente parecida com Harold... Apenas sorriu para ela e seguiu em direção onde viu Rin e Harold.

                    - Vocês me farão um monte de perguntas, mesmo, provavelmente, tendo visto tudo que aconteceu naquela cela? – Sua fala era o óbvio, desde que o albino estava inteirado do assunto ele provavelmente sugeriu que fossem ver o que ele fazia na cela e caso suspeitassem de algo, estaria lá preso juntamente com Louis. – Querem que eu conte tudo...  – Pausou o que falava, para coçar o pescoço onde Louis o havia mordido, a irritação piorara era como se sua pele estivesse queimado... Seria possível que ele tivesse usado algo? Não, ele não poderia, sua magia estava restringida. Devia ser apenas uma sensação retardatária pela mordia profunda de mais cedo. Apenas colocou a mão sobre a marca de mordida e usou um pouco da sua aura para resfria-la, deixar a pele um pouco dormente para que parasse de sentir aquilo, e então continuou sua fala:

                  - Ou podemos ir direto ao ponto; pegar Hans e ver se conseguimos encontrar o traidor do conselho? – Perguntou encarando os que tinham mais experiência com coisas da nave.
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 161
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Harold Wilhelm em Qua Fev 11, 2015 4:56 pm

    Estava deixando algo escapar e o problema era saber o quê. Analisava os arquivos um por um, mas nada ali não conhecia então, era como rever um álbum de figurinhas antigo. Teria de pensar numa solução e teria de ser rápida. Não sabiam qual seria o próximo passo de Hans e pelo que Louis havia dito, o segundo traidor não tinha a menor intenção de tirá-lo de onde estava. Mas é claro, havia um problema menor, mas que poderia ser solucionado naquele momento e sem muito esforço. Ao ver o moreno entrar pela sala, coçou a cabeça de maneira cansada. Adorava reclamar, era um fato. Mas reclamar repetidamente com gente retardada era sempre cansativo. Até pra Harold. Que não precisou de muito esforço, nem muita comunicação, pra perceber o tipo de gente que Lavi era. Conhecia muitos com aquele padrão de personalidade no ramo financeiro de sua família. Era sempre mais fácil encontrar aquela mentalidade entre os mais ricos. Imbecis, que se acham muito mais do que realmente são. Gostava de pisotear naquele tipo, mas não fazia questão agora, então apenas diria o necessário que achava conveniente. Mas não pode deixar de soltar uma risada extremamente irônica e forçada.

    Claro. Ótima sugestão. Pra começarmos uma batalha, que vai alarmar o traidor do Conselho e aí sabe-se lá o que ele poderá fazer pra revidar, antes de sequer conseguirmos identificá-lo. Genial. — Palmas lentas ecoaram pelo quarto. — Rin, dê o posto de líder pra ele. Tamanha capacidade chega a me emocionar. — Suspirou, falsamente dramático. Recuperou a compostura normal, deixando as sacanagens de lado e indo ao que importava. É claro, da maneira dele. — Acho que você não sabe que Hans é o mais experiente de nós e por conseqüência, um dos mais fortes. Ah, é claro que não sabe, me perdoe. Você é novato e não sabe de nada. Se meteu a besta num assunto que descobriu por acaso, convenceu seu líder do jeito mais porco possível a tratar disso e está aí agora, se achando o maioral por conta de respostas que um soro te deu. — Quase precisou bater palmas de novo, mas o resumo da situação já fazia o trabalho de diminuir tudo ao mínimo. — Rin, eu poderia sugerir um plano, ou uma armadilha bem pensada, antes de darmos o primeiro passo. Já que alguém aqui está me obrigando a ser o Capitão Óbvio, y’know. — Gesticulava sem olhar para o menor. Entrelaçou os dedos, apoiando os cotovelos na cadeira. — A forma como você resolveu se introduzir nesse assunto foi no mínimo suspeita, Lavi. E ao contrário de Rin e de mim, você não tem álibi nenhum que comprove que não é mais um traidor entre nós. Nos ajudou pegando informações? Parabéns. Poderia estar fazendo isso justamente pra ganhar nossa confiança. E não vou esperar que você tente mais vezes então... Rin, posso sugerir instalar um sistema de segurança em qualquer compartimento que tenha os utensílios laboratoriais de Lavi. Venenos, remédios, coisas do tipo. E ele só vai poder usar sobre seu monitoramento. É o chefe da Ala Hospitalar, não tem problema você assumir esse posto, não é? Eu posso me certificar que ele não vai abrir sequer uma única gaveta do escritório sem a sua permissão. E se tentar arrombar... Bem, só vai levantar mais suspeitas ainda. Não seria recomendável. Essa “penalidade” ocorreria até que você nos prove que pode ter a capacidade de ser confiável e submisso às ordens de seu superior. De acordo? Sim? Perfeito. Mas posso desenhar se preferir, também.

    Terminou, suspirando pesado e retirando do rosto todo o sarcasmo e ironia que havia plantado ali desde as primeiras palavras. Agora poderiam de fato tratar do problema que tinham em mãos. Mas não se sentia nem um pouco confortável em ter que tratar daquilo com alguém que não tinha a menor ideia das reais intenções. Deixaria as primeiras palavras para o líder e então, seguiria de acordo. Também esperaria qualquer crítica da sugestão que ele havia dado quanto ao castigo de Lavi, embora achasse que o Virgem não fosse se queixar de nada. Talvez.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 287
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Rin Damien em Qua Fev 11, 2015 8:16 pm

    Ao entrar no quarto ao lado do seu, a primeira coisa que notara era o fato de estar decentemente organizado, mesmo com a quantidade de telas surgindo no espaço; o esperado daquele signo. A segunda, fora o holograma de Arthemis, que apesar de quase não ter contato com, era simpática e educada o suficiente para que ganhasse a simpatia do virginiano rapidamente. Retribuiu o sorriso e o pequeno aceno antes de sentar-se em uma cadeira livre e esperar Lavi, que não demorou a aparecer. Sabendo que o capricorniano queria ser o primeiro a falar, ficou em silêncio, porém, não deixou de notar o incômodo do regente de escorpião com o local onde fora previamente mordido por Louis. Se algo estivesse nos dentes do traidor, ou alguma reação houvesse ocorrido com o ferimento, teriam que tomar alguma medida, mas antes que pudesse se mover para examiná-lo, Harold começara a falar.

    O albino possuía uma forma direta, sarcástica e extremamente rude de falar o que pensava grande parte do tempo – talvez pelo gosto em reclamar - no entanto, sempre conseguia se fazer entender com aquele método. Não havia modo algum que Lavi não entendera o que estava errado com aquela situação, que ele era novo naquilo tudo, e que não poderiam confiar nele. Quanto à “punição”, não era algo absurdo, visto a posição em que se encontravam. – É justo. E é algo que só vai ser negado se tiver algo a esconder, certo, Lavi? - Concordou suavemente, sem qualquer ameaça no tom, dando permissão para que o sistema fosse instalado. Seria apenas um trabalho extra de supervisão, em que ficaria extremamente atento a qualquer comportamento estranho do outro.

    Tendo isto resolvido, levantou-se, aproximando-se do escorpiano, que agora, com o cabelo cortado, facilitava o que estava prestes a examinar. O ferimento no pescoço alheio era recente, e apesar da laceração em formato de mordida não parecer grave, se o outro sentia-se incomodado, o ideal seria a checar em um ambiente próprio. Porém, no momento, após examinar apenas com o olhar, estendeu a mão para tocar a pele em volta do machucado, quando sentiu algo incomum emanando dele. Passou a mão em um toque extremamente leve por cima, uma curiosidade preocupada surgindo em sua expressão por um momento. Normalmente precisava se concentrar minimamente para sentir qualquer tipo de magia, mas aquela era aparentemente poderosa o suficiente para Rin captá-la imediatamente? Fechou os olhos brevemente, concentrando-se, podendo sentir a energia acentuada, maligna e poderosa. E o que quer que fosse, estava em Lavi. – Isso tem que ser visto imediatamente no hospital. Louis botou algum feitiço em você. Algo desagradável.

    Voltou-se a Harold, meneando a cabeça em direção à porta. – Vamos com ele até lá. – Sentia que não deveria deixar o escorpiano sozinho no caminho, tanto por ser médico quanto por não saber que tipo de ações ele poderia tomar. Sabia que a magia era poderosa, então por garantia, e pelo fato de ainda ter coisas a discutir com o Capricórnio, preferia que ele os acompanhasse; isto somado ao fato de que teriam a certeza de Lavi estar quieto em um lugar, sem ouvi-los. Conveniente, apesar de preocupante para o moreno. Poderia apenas esperar que a magia lançada não fosse nada irreversível. O que, com o nível do poder de Louis, não era completamente impossível.
    avatar
    Lavi Strauss
    Escorpião

    Mensagens : 76
    Data de inscrição : 12/06/2014
    Idade : 24

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Lavi Strauss em Dom Mar 22, 2015 9:20 pm

          Uma pequena onde de raiva subia-lhe o corpo conforme Harold falava, mas não se deixaria irritar pelo sarcasmo do outro, continuou ouvindo o que ele dizia, hora ou outra dava um bocejo e cantarolava algo em sua cabeça, o outro tinha um pensamento lógico e pessimista demais, poderia parecer até mais desconfiado que o próprio escorpiano, mas ele duvidava disso.

         O quê? Teria o uso do seu laboratório vigiado? Quase deixou sua expressão mudar, mas continuou impassível até mesmo quando o louro aceitou a sugestão do outro. Não importava, algumas de suas pesquisas eram feitas em seu quarto e isso continuaria a fazer de qualquer forma, também não sabia por quanto tempo o virginiano aguentaria ter que dar permissão para tudo aquilo que ele pudesse ou não usar, o escorpiano não tinha um horário muito preciso para suas pesquisas, as vezes estava dormindo e algo lhe iluminava então corria para o laboratório completar o veneno, antidoto ou remédio... Isso sem dúvidas causaria alguns problemas ao outro, mas de qualquer forma isso não era grande coisa também, era desnecessário, mas fazer o que, disse que faria algo para Rin e fez outra, bom na verdade apenas pulou um passo ou dois. Deu os ombros perante a punição, aceitaria ela.

          - Ah, aquilo? Então realmente foi uma magia. – Disse mais para si mesmo que para o loiro. – Um momento.

            Pediu e em seguida fechou os olhos e tocou a laceração em seu pescoço, começou a sentir a magia, uurgh, era uma magia asquerosa, seria difícil remove-la, mas possível, por hora iria apenas retardar seus efeitos com sua própria forma de magia. Respirou e inspirou profundamente algumas vezes e então começou a concentrar sua aura no lugar que a magia parecia estar indo, resfriou bastante a área e circundou a magia invasora com sua própria aura, fazendo-a congelar-se em seguida forçou seus músculos para que tudo aquilo se estilhaçasse e se espalhasse por aí, acreditava que aquilo não iria parar totalmente àquela magia, mas a deteria por algum tempo, depois pesquisaria mais e veria o que poderia fazer para resolver isso, não ia deixar isso lhe parar agora ou depois, mas por hora aquele formigamento e pontadas haviam parado.

          Ao abrir os olhos viu que o quarto tinha praticamente se tornado um freezer, os dedos que tocavam seu pescoço estavam até um pouco azuis e meio congelados, foi um pouco difícil desgruda-los da pele do pescoço sem causar uma ferida. Sabia que para impedir que aquilo progredisse por um tempo demandaria uma boa quantia de sua energia, mas não imaginou que fosse tanta e que isso fosse alterar o ambiente a sua volta...

        - Desculpem por isso. – Olhou para os dois apontando para o quarto meio congelado enquanto ia em direção à saída. – Por hora estou bem, não acho que será necessário que eu vá ao hospital agora, fiz algo em relação a isso, mas caso queria verificar algo lá, podemos ir, Rin. – Pigarreou e olhou seriamente para os veteranos do trabalho. – Bom, aceito as punições, apressei um pouco as coisas. E se Hans realmente for forte como diz, Harold, toda ajuda vai ser necessária, não? Eu posso não conhecer as habilidades dele, mas me adapto rápido as coisas; posso ser de ajuda caso ocorra algum confronto, coisa que eu não cogitei em momento, se quer saber. – Anteriormente havia sido bastante ambíguo com o que dissera e isso ajudara com o sermão do capricorniano.

       - Então o que faremos, Rin? – Encostou-se na parede do corredor enquanto esperava a resposta do líder.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 287
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Rin Damien em Dom Mar 22, 2015 11:09 pm

    Cruzou os braços, apenas observando atentamente a magia que Lavi usava no ferimento, não a identificando de imediato como uma que conhecia. Esperava que ele soubesse o que estava fazendo, pensando em pará-lo ao sentir a temperatura do quarto cair gradativamente conforme os segundos se passavam. Porém, não demorara muito até que a mão alheia fosse retirada do machucado. Um olhar de reprovação se fizera presente por sua face ao ver o estado dos dedos do escorpiano, e continuara nela conforme ouvia o que o mesmo tinha a dizer. Mesmo que, felizmente, ele houvesse aceitado a punição sem maiores reclamações, a situação do traidor não seria mais discutida com o moreno, por enquanto.

    - Já disse o que faremos. Vamos pro hospital. – Talvez eles não tivessem a cura para uma maldição poderosa e potencialmente fatal, mas arriscar e ter olhares profissionais – que não viessem do próprio paciente – era sempre uma opção viável. Não dera tempo para que fosse questionado, olhando para os dois presentes de modo que fosse entendível que esperava ser seguido, e prosseguindo em direção à ala hospitalar da nave. Ao menos fora ouvido, e lá convocou certos médicos particularmente experientes com efeitos causados por magia, explicando a origem do ferimento sem dar detalhes desnecessários, como quem o havia feito ou por que, deixando o regente de escorpião à mercê dos curandeiros após direcioná-los a uma sala.

    Seguiu com Harold pelo corredor, até achar um local em que nem médicos nem pacientes pareciam estar passando no momento. Haveria câmeras e possibilidade de pessoas em qualquer lugar do hospital, então as únicas coisas que poderiam ter eram discrição e atenção. Usava um tom mais baixo que o normal, apesar de ter a suavidade de sempre, sem especificar qualquer pessoa no que era dito.  – Já que ele já sabe, acho que seria pior excluí-lo de qualquer coisa do que o deixar sob nossa supervisão. De resto, temos que decidir a melhor forma de lidar com a situação. E acho que tenho uma ideia. – O repuxar dos lábios levemente maior que o que lhe era comum era o único indicio de algo anormal na próxima frase, em que se referia ao traidor. – É só eu conseguir tomar um café com ele.

    Conteúdo patrocinado

    Re: [#04] - Descoberta do Traidor Duas Caras.

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Ter Jun 27, 2017 8:18 am