Fórum RPG somente para jogadores dentro o grupo. Caso tenta interesse em entrar, entre em contato com a administração.


    [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Compartilhe
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 292
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Rin Damien em Qua Dez 10, 2014 4:12 pm

    Mas é claro que o ariano acharia graça do que acabara de acontecer; só não esperava ouvir outra risada, vinda do sistema de som da nave, invadir o ambiente. Reconhecia aquele som e aquela voz. Harold. Ele era o único que sabia de seu parentesco com Ren, e é claro que acharia graça e teria que compará-lo, mesmo sendo a coisa mais distante possível de seu irmão. Com certeza, após aquele dia, Rin agiria como se nada daquilo tivesse acontecido, porém também sabia que não deveria esperar o mesmo bom senso dos outros guerreiros. Por que precisava conviver com aquelas pessoas? Ouvia Zion gritando para a câmera, e logo a voz de Lavi respondia a pergunta retórica, e é claro, agia honrando seu signo. Ele já não havia apanhado o suficiente?

    Abriu a geladeira, buscando uma garrafa d’água e pegando-a antes de dirigir o olhar irritado ao escorpiano, dando a volta lentamente na cozinha de modo que, de todas as pessoas, Zion se encontrasse entre ele e o moreno. Distância e uma barreira, pelo menos. Não se preocupando em dar qualquer tentativa de resposta, dirigiu o olhar à câmera de segurança. O sorriso que surgira em seu rosto naquele momento fora o menos agradável possível, e sua voz saira perigosamente mais calma do que em todo tempo que estivera no aposento. – Harold. É melhor você nos manter presos, porque acredite, você não quer que eu saia daqui. – Uma ameaça implícita, que provavelmente não surtiria muito efeito, apesar de sua veracidade.
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 172
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Heike_Walker em Qua Dez 10, 2014 4:36 pm

    As risadas cessaram no exato momento em que escutou uma voz muito bem conhecida rir de forma histérica pelo auto falante do local.

    Harold.

    Levantou-se do chão num salto, sentindo a ira percorrer o corpo. Quer dizer que estava preso ali com aquele bando de inúteis por culpa DO CAPRICÓRNIO? Ok que dera boas risadas e o tempo que ficou ali nem fora tanto assim, mas de qualquer forma teve sua manhã interrompida. Pelo. Harold.

    Depois que quase se matarem da ultima vez o ariano mal havia olhado na cara do infeliz, e isso agora. Bufando de raiva, foi na direção de Zion e o empurrou de forma brusca com o ombro, fazendo seu corpo cair para cima do virginiano e assim pudesse tomar o seu lugar diante da câmera.

    HAROLD, SEU FILHO DE UMA CABRA INÚTIL. TÁ SE ACHANDO ENGRAÇADO NÉ? ESPERA SÓ EU CHEGAR AÍ. - Berrou contra a câmera e mostrou o dedo do meio. Assim, puto como estava, deu meia volta no lugar e concentrou todo o novo poder da constelação que ainda não controlava muito bem nos punhos, fazendo a pedra no peito brilhar de forma intensa. Sem pensar muito, enfiou um soco na parede perto da porta com toda a força que possuía, sabendo que ali daria para o corredor. O maldito não iria abrir a porta? Então Heike faria uma, mesmo que as paredes das naves elementares fossem extremamente grossas.

    Logo o calor concentrado nos punhos começou a reagir com o metal, derretendo-o e entortando com facilidade a cada soco. Sairia dali e iria direto quebrar a cara do albino.
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 165
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Harold Wilhelm em Qua Dez 10, 2014 5:05 pm

    Permaneceu rindo com o surto de Zion, embora já esperasse isso dele. A ameaça de Rin o deixou curioso sobre o que o menor faria e se, do mesmo jeito que Lavi, suas bolas estariam em apuros também. De toda forma, ver Heike gritar consigo ainda mais alto que o irmão o fez continuar as risadas, mas num ritmo mais calmo. O que o fizera rir já não estava mais acontecendo e agora só tinha gente puta. Vamos acabar logo com isso então. Disse, ordenando a Arthemis que retirasse a condução elétrica da porta de segurança, assim que Heike começara a derretê-la com socos contínuos.

    Eita, controle-se, ovelha. Pra onde foi o senso de humor de vocês dois? Eu abro a porta, relaxem. Vai ganhar um pirulito quem chegar aqui primeiro. — E a porta fez um breve som, além dos baques e do derretimento do aço. Abriu-se em sua velocidade padrão, dando a liberdade dos "presos" ali dentro, pra que procurassem sua vingança.

    Ainda se recuperando do ataque de risadas, Harold terminou seu café, limpando os olhos lacrimejados. Suspirou, cansando só com a ideia de ter que desviar dos golpes de Heike, pois não estava com o menor ânimo de lutar e revidar. Só de lembrar do estrago que causaram da outra vez... As consequências que teve depois... Hm. Esperaria ali, parado. Virou a cadeira para que ficasse para frente da porta, em sua costumeira posição de lótus, com a caneca apoiada entre os tornozelos cruzados. Ainda restava um sorriso restante em seu rosto, esperando quem seria o primeiro estressado a abrir a porta pra que ele pudesse continuar a rir: Heike ou Zion. Ou mesmo, Rin? Afinal, ele quem mais tinha se fodido naquela história toda. Talvez deixasse o menor bater em si, até. Deixou a caneca em cima do painel, aguardando pacientemente o primeiro invasor.
    avatar
    Zionga
    Aquário

    Mensagens : 62
    Data de inscrição : 07/03/2014

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Zionga em Qua Dez 10, 2014 6:59 pm

    Quando não tinha mais como ameaçar o irmão, o ruivo então começou a fazer caretas, dar línguas e fazer expressões engraçadas de irritação e raiva. Por incrível que pareça, xingar o irmão e criar planos na sua cabeça contra o mesmo o acalmou. Agora tinha certeza que aquilo teria troco e, comparado ao virginiano — qual sentia pena por hora — havia sofrido pouco naquela brincadeira.

    Quando o menor pôs-se perto de si em busca de segurança, por mais estranho que fosse, Zion não sentiu raiva ou desaprovou o ato. Apenas olhou de relance para Lavi e então virou-se para ele, sorrindo de uma forma aberta e a mais amigável que já havia oferecido para o loiro. Naquele mesmo momento, sentiu um empurrão de Heike contra seu ombro. Como de praxe, o aquariano não tardou para perder o pouco equilíbrio que tinha, caindo consequentemente por cima do virginiano. Chegou a tentar amenizar a queda, mas fora inesperada demais para poder ao menos desviar do outro. Ao menos não havia esmagado ele.

    Malz aê. — Falou em baixo tom para o regente de virgem, saindo de cima dele o mais rápido possível e sentando-se no chão ao lado deste. Deu algumas gargalhadas com a fala de Harold, claramente percebendo que ele o instigava a acertar as contas no mesmo instante, porém não o faria. Não pagava as brincadeiras com o capricorniano daquela forma. Era sempre pegadinha paga com pegadinha. Iria esperar os melhores momentos para zoar o irmão.

    Dessa forma tudo o que restou para o aquariano fazer fora observar a movimentação em busca de Harold, divertindo-se um pouco enquanto pedia para seu óculos reservar uma das suas lentes, mostrando apenas as câmeras da sala do albino. Agora que o sistema estava liberado novamente, fazer tal coisa era possível e quem se divertiria um pouco seria o ruivo. — Bá serto, bro. — Disse para o comunicador, sabendo que o outro o ouviria.
    avatar
    Lavi Strauss
    Escorpião

    Mensagens : 80
    Data de inscrição : 12/06/2014
    Idade : 25

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Lavi Strauss em Qua Dez 10, 2014 8:37 pm

    O bom humor com que acordara nessa manhã parecia ser apenas um sonho distante, ficou irritado, também após levar um soco no rosto, um chute no saco e uma cabeçada, seria surpreendente se conseguisse manter o bom humor, ainda mais considerando que até mesmo Rin, o mais calmo de todos, parecia estar extremamente puto.

                    Contudo no momento não faria nada, não estava mais de bom humor, apesar de ter conseguido uma coisa que queria, também não tinha mais uma gota de paciência e não tinha saco para falar com mais ninguém, se houvesse um próximo a se engraçar com ele, esse um se arrependeria, se o tirasse do sério. Fechou os olhos e respirou fundo algumas vezes para manter a calma e compostura, abriu a geladeira e pegou a primeira coisa que achou para beber e assim fez enquanto observa os outros regentes na sala com uma expressão nada amigável, diferente da usual.

                    Havia perdido até messmo a vontade de cozinhar, no momento faria a outra melhor coisa para se relaxar: Dormir. Mas primeiro Harold teria que abrir esse inferno de porta, assim que ela fosse aberta tentaria ir diretamente a seu quarto e passar o resto do dia lá, desligado de todo o mundo.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 292
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Rin Damien em Qua Dez 10, 2014 8:59 pm

    Alguma hora Heike também começara a gritar, e Rin percebera que tudo aquilo – aquela situação, aquelas pessoas, aquele lugar – estava lhe fornecendo uma agradável dor de cabeça. Zion, pela primeira vez na vida, não olhava apático para si; ao menos era uma trégua dos desentendimentos constantes dos dois. Ou ao menos, seria, se no segundo seguinte não tivesse outro gigante invadindo seu espaço pessoal, o levando diretamente ao chão. Deja vu. Ao menos o aquariano rapidamente se levantara, e sentando-se, o loiro agradeceu silenciosamente que não teria que passar por outra situação ridícula. Notou que a porta havia se abrido, e o ariano já disparara por ela na raiva habitual de seu signo. Levantou-se lentamente, andando em silêncio para a porta, atravessando-a, e indo a passos lentos pela nave na direção da sala de controles. Deixaria Heike chegar primeiro e descontar sua raiva antes.
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 172
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Heike_Walker em Qua Dez 10, 2014 9:57 pm

    Felizmente Harold abriu a porta antes que terminasse o estrago que fazia, porém, teriam que substituir grande parte da parede de qualquer forma.

    Assim que teve a oportunidade disparou para fora do local com velocidade, seguindo o caminho até a sala onde o albino estava de modo instintivo, quase rosnando no caminho. Der algum modo, estava animado.

    Talvez sentisse falta de espancar o regente de capricórnio? Era bem capaz, afinal ele era o único que revidava a altura além de Nero. O mais novo não guardava mágoas pelo que passou por culpa do outro, muito menos pelo olho e pelos chifres perdidos, não era comum a seu signo tal coisa e sabia bem que ele já ganhou o que merecia, mas a perspectiva de uma boa briga de verdade só fazia com que corresse mais rápido ainda.

    A porta já estava aberta e sequer pensou duas vezes quando invadiu o local e desferiu um soco forte o suficiente no rosto do albino para que o impacto jogasse seu corpo e a cadeira para trás, sobre o painel de controle. Abrindo um sorriso selvagem, Heike o fitou de cima e estalou os dedos. - Tinha esquecido como é gratificante te agredir.
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 165
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Harold Wilhelm em Qua Dez 10, 2014 11:00 pm

    Não demorou muito até que o ariano entrasse igual um trator na sala, deixando Harold reagir apenas com uma careta e apertando os olhos, sabendo o que viria. Literalmente "apanhando" pela sacanagem que fizera, não permitiu com que o soco no rosto e a queda no chão, com cadeira e tudo, desperdiçassem mais uma risada alta. A questão é que seu maxilar doía ao rir, dessa vez. Rolou para o lado, saindo da reta da cadeira caída, levantando-se lento demais para quem estava diante de alguém como Heike; sempre empolgado para brigar. Sorriu da forma como o outro bem conhecia, massageando o queixo. Apontou para o mesmo, com naturalidade.

    Gostei do cabelo. A minha cara. — Piscou o olho mecânico, ironizando mais ainda o sorriso. Se o outro tinha saudades de agredí-lo, Harold poderia dizer que estava com saudades de alguém pra irritar até o talo. Imaginou que Zion não apareceria. Provavelmente, em breve teria bombinhas em sua escrivaninha e alguns de seus arquivos hackeados. Até que se vingasse de novo. Mas Rin com certeza apareceria alguma hora e, quando acontecesse, o empecilho seria Heike. Afinal, também queria ter sua vez. Mesmo que fosse só pra diminuir a ameaça que levara do Virgem. De toda forma, não estava com muita vontade de lutar ali desde o princípio, embora seu ex-colega de liderança estivesse quase entrando em erupção - como sempre. Apenas tomaria o devido cuidado para desviar do próximo golpe.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 292
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Rin Damien em Qua Dez 10, 2014 11:15 pm

    Demorara o suficiente para chegar na sala de modo que, é claro, Heike já estava batendo em Harold, aparentemente com força. Estranhamente, o capricorniano parecia não ter objeções a estas ações, e não revidava; ou revidaria no futuro? De qualquer forma, era uma situação ideal. Não precisava sujar suas mãos, e podia apreciar um castigo merecido. Não gostava de violência, e já estava relativamente menos estressado tendo deixado o ambiente anterior e acabado com a garrafa d’água de pegara anteriormente. E, é claro, Harold não receberia nenhuma cura por aquilo, apesar de Rin ter planos para interferir se os dois começassem a arrancar braços e pernas um do outro. Encostou-se na parede mais afastada dos dois, cruzando os braços, observando apenas com um sorriso cauteloso nos lábios. Por enquanto, estava bem.  
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 172
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Heike_Walker em Qua Dez 10, 2014 11:46 pm

    Heike não questionou ao ver Harold rir quando foi atingido, pelo contrário, apenas riu junto a ele, de um jeito maldoso. Provavelmente seu rosto teria algumas queimaduras, mas grande parte da irritação dissipou-se após o primeiro golpe, assim como o calor que acumulava no peito.

    O próximo golpe que desferiu no maior já não queimaria, mas não deixaria de machucar, já que usava toda a força que tinha. Rindo a cada golpe sequer percebeu a presença de Rin, apenas derrubou o albino no chão com uma rasteira e em seguida chutou sua cintura com força diversas vezes. Quem se importava com o fato de que ele não revidava? Se queria só apanhar, Heike ficaria feliz em realizar sua vontade.
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 165
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Harold Wilhelm em Sex Dez 12, 2014 5:20 pm

    Como sentia boa parte das dores físicas de forma amenizada, ou mesmo atrasada, demorou um pouco pra notar que a pele de seu rosto estava estranha. Mas antes que pudesse pensar no que poderia ser, viu Rin chegar a sala e distraiu-se pelos segundos necessários para que Heike lhe acertasse no rosto mais uma vez. Se viu num deja-vu ao bater as costas no chão pela rasteira, que não reagiu por ter se desequilibrado pelo soco. Estava lento por estar desanimado, sem um pingo de ânimo pra brigar. Pelo visto, rir tanto até quase engasgar o broxou pra qualquer ação violenta. Um tratamento mais eficaz do que a lavagem cerebral, talvez. Talvez pudessem me matar de rir toda semana. Ironizou. Enquanto levava vários chutes na cintura, olhava para Heike de baixo, com a expressão de tédio que fazia ao acordar sem café. Não estava mesmo afim de brigar. Por que diabos não podia se divertir nem de maneira saudável? Depois reclamavam quando passava 24hs do dia com cara de tacho. E mesmo que gostasse de presumir o que as pessoas faziam, nem passou pela cabeça do albino que o chifrudo e a aranhazinha fossem molestar o Virgem. Mas bem, também não abriu a porta quando tudo estava acontecendo e só ficou rindo. Não era inocente. Mas se fosse apanhar por "direito", deveria ser de Rin. Não de Heike. Então, a paciência do albino foi pro ralo e novamente teve um deja vú, quando a deixa do próximo chute foi suficiente para que deslizasse um giro de costas no chão, e num impulso com os braços pra trás, os dois pés foram com tudo no queixo do Áries. O impulso do golpe também foi utilizado para que, num salto, se colocasse de pé.

    Rapidamente meteu a mão no rosto de Heike, usando o peso do próprio corpo para jogá-lo para trás deitado. Com um dos braços, pressionou o pescoço do outro contra o chão, usando as pernas e o outro braço para imobilizá-lo, aproveitando-se do fato de ser levemente maior que o ariano, e consequentemente mais pesado.

    Não se mexa muito, ou eu vou errar e vai cair na sua cara antes do tempo. — Como não poderia deixar de ser desagradável, sorriu, juntando uma boa parcela de catarro de dentro da garganta. Soltou parte da consistência, como uma gosma que ficou pendurada na boca do albino, descendo aos poucos até ficar centímetros do rosto do outro. A vontade de rir voltou, mas se risse, estragaria tudo, então se controlou.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 292
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Rin Damien em Sex Dez 12, 2014 7:45 pm

    Mantinha o sorriso em seu rosto, visto que Harold não parecia estar com vontade nenhuma de revidar, até que, repentinamente, ele o fez. Ajeitou sua postura, se concentrando nos dois, para ter certeza de que a situação não sairia do controle – tecnicamente não poderia sair demais, visto a terapia pela qual o Capricórnio passara – enquanto, discretamente, mandava uma chamada para Nero em seu comunicador. – Nero, pode vir para Sala de Controles o mais rápido possível? Tenho coisas pra falar com você, e talvez seja bom recolher o Heike. – Se referia ao ariano quase como se fosse um objeto ou uma criança, porém, sabia que se mencionasse o mesmo, o taurino viria mais rápido.

    Tendo dito isto, voltou sua atenção à briga, vendo o que o albino estava prestes a fazer. Que nojo. Não era algo realmente destrutivo, tendo em vista os estragos que aqueles dois já haviam feito em outras brigas, mas Rin viu como uma oportunidade não só de interferência, como para ao menos causar um estrago. Já estava quase de volta ao seu comportamento normal, após aquilo os deixaria nas mãos do outro líder. Se aproximou a passos rápidos, e antes que o catarro alheio tocasse o rosto de Heike, desferiu um chute horizontal no rosto do capricorniano com toda a força que possuía. – Modos, Harold.
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 172
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Heike_Walker em Sex Dez 12, 2014 8:29 pm

    Estava se divertindo como o adolescente revoltado e inconsequente que era a alguns anos atrás, chutando a cintura de Harold com força daquele modo. Apesar de o fazer com toda a força que tinha, sequer estava irritado. Na realidade estava com o humor muito bom, mesmo depois de toda aquela babaquice. Quem ligava para o fato do albino estar apanhando? Nem ele mesmo ligava, aparentemente.

    Porém, um segundo que se distraiu com a presença do virginiano parado na porta fora o suficiente para levar um chute em cheio no queixo, cambaleando para trás e exclamando um palavrão. Levou uma mão ao rosto com raiva pela dor e o fitou irritado a tempo de ver a mão alheia voar para sua cara, desequilibrando e caindo para o chão com o outro por cima. Havia algo de familiar naquela situação.

    Tendo o corpo preso pelo albino, debateu-se como podia para se soltar até que escutou o que ele dizia, e parou para fitá-lo com a expressão confusa e estressada. Logo a irritação se transformou num olhar de horror e asco ao ver ao nojo do que seria submetido. Sério isso? - H-Harold.. Era brincadeira cara.. Não precisa.. Exagerar.. - Disse com a voz rouca e certa dificuldade pelo braço esmagando sua garganta, tentando tirar o rosto da direção daquilo. Felizmente, antes que o catarro caísse em seu rosto, de repente viu um vulto acima e demorou para processar que era Rin dando um puta de um chute na cara do desgraçado do capricorniano. Mais felizmente ainda, o que era pra cair no seu rosto foi para o chão ao lado com a força do impacto.

    Aproveitando o momento Heike empurrou o mais novo para o lado e deixou uma risada estranha escapar, em alívio. O olhar que direcionou ao virginiano foi de pura admiração, rindo internamente ao pensar que poderia dar outro beijo no loiro agora só pelo fato de ve-lo ser tão violento, quando normalmente era tão careta. Porém, sem perder mais tempo levou a mão ao pescoço do albino e retribuiu a nojeira anterior com um cuspe certeiro em seu rosto.
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 165
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Harold Wilhelm em Sex Dez 12, 2014 8:48 pm

    Cara, facilita. Eu não posso rir. Pensou, querendo rir do pedido de piedade feito. Depois de tudo que fez a ele, Heike pedia clemência por uma cusparada? Poderia ter pensado em quase todas as possibilidades dele se livrar de si. Mas o que menos esperou, foi uma interferência externa. Foi descuidado em não pensar nisso, vendo que desta vez, sua briguinha com o ex-moreno tinha agora um espectador. Que esperava que ficasse inerte até determinado momento. Talvez, quando alguma quantidade considerável de sangue espirrasse pela sala. Mas não aconteceu. Porém, como havia considerado antes, bem que merecia aquele golpe vindo do Virgem. Ele tinha boas razões para dá-lo. Mas as últimas palavras suaves do menor o fizeram sorrir de maneira desagradável, com sangue e catarro misturados em seu queixo, assim como a trilha que formaram ao chão por ter sido chutado. Toda sua reflexão, embora parecesse epifânica demais, não durou um segundo sequer. Pelo menos até perceber-se ser empurrado para o lado e sentir algo quente atingir seu rosto.

    Fechou um dos olhos como reflexo, esperando alguns segundos para sorrir de maneira simpática ao chifrudo, antes de copiar a atitude de Rin e desferir-lhe um chute no saco. Precisaria apenas desse único espaço de tempo para tirar a mão de seu pescoço e empurrar Heike em cima do painel de controles violentamente. Virou-se para Rin, com o mesmo sorriso simpático no rosto. O sorriso que o Virgem costuma dar. Avançou rápido, repetindo o movimento que fez com Heike no rosto de Rin, para que o deitasse a mercê de si, com um pouco mais de delicadeza, embora não parecesse - afinal, o menor não tinha a mesma resistência e nem a mesma força do ariano. Sorriu, sabendo que a vista que o Virgem estava tendo de seu rosto não era nada "limpa" ou minimamente "higiênica" para que o agradasse. Catarro seu, catarro de Heike e sangue escorrendo dos lábios. Não o imobilizara como havia feito com o Áries. Apenas pressionar os braços contra o próprio corpo do loiro era suficiente para um corpo tão menor e tão mais leve que o seu. Também não o deixou entre as próprias pernas, ou teria o mesmo destino de Lavi, ficando abaixado com um dos joelhos no ventre do menor, apenas para evitar que ele se contorcesse demais.

    Ainda falta a mim. Se lembra? — Ao terminar a frase, selou os lábios aos do outro, forçando-o para que entreabrisse a boca com a própria língua e o sujasse da forma que menos poderia gostar, num beijo agressivo e rapidamente sufocante. O contato tão intenso permitia que o próprio sangue e saliva sujassem o queixo de Rin, além de sua própria boca. Como o outro poderia se vingar o mordendo, não durou no ato, separando-se num estalo molhado e sujo. "Com nojo?" O sorriso descarado perguntava em silêncio. Levantou-se rapidamente, deixando o garoto no chão e voltando-se para Heike, limpando qualquer "resíduo" que tinha em sua cara com as costas da mão. — Só não fique com ciúmes, Zion. — Pediu debochado, em resposta ao mais novo que anteriormente havia lhe contatado pelo comunicador ligado.
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 172
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por taurusnero em Sex Dez 12, 2014 9:34 pm

    Não sabia exatamente o que estava acontecendo naquele dia, mas tinha a impressão de que não era nada comum. Graças à sua audição, era capaz de notar diversos sons estranhos, e podia jurar que havia uma comoção em alguma parte da nave... Pena que não se importava. Não tinha tempo para lidar com qualquer nova bagunça naquele lugar, nem vontade e nem disposição. Se precisassem de si, poderiam usar o comunicador, se fosse algo que envolvesse gente morrendo, bem, uma hora iria perceber e tomaria seu rumo para o local. Porém tinha quase certeza que deveria ser alguma imbecilidade por parte dos moradores da nave, afinal, contava muitos imbecis em um local só. Que eles continuassem se matando, iria seguir a linha dos antissociais e continuar a realizar seu trabalho.

    No entanto, era óbvio que seria interrompido. Por mais que quisesse cultivar esperanças de manter-se em seu ambiente, calmo, quentinho e... Não muito feliz, mas pelo menos confortável; alguém precisava estragar todos os seus planos. E fora com pouquíssima felicidade que respondera a Rin com um breve "ok". Tirando pela forma como fora chamado, já tinha certeza que lidaria com algo inútil, já que, se fosse uma situação de perigo, muito provavelmente não seria contatado pelo virginiano daquela forma. Não que ele não fosse ser calmo, mas não havia qualquer seriedade em "talvez seja bom recolher o Heike". Suspirou pesadamente, salvou tudo que tinha produzido até então, e ergueu o corpo grande em busca de alguma coisa para cobrir a metade superior do corpo. Devidamente vestido, esticou a mão mais uma vez em direção à mesa, mas somente para pegar um pacote de salgadinhos que repousava ali, o qual abriu e começou a comer de boca aberta, preparando-se para irritar o loiro de alguma forma, já que estava realmente contrariado após ter sido retirado de seus afazeres.

    Seu caminho até a sala de controles fora calmo, a passos preguiçosos e tão lentos quanto sua natureza pedia. Porém, não demorara tanto quanto esperava para chegar, e não fora nada cerimonioso ao se dirigir para o interior do ambiente... Tudo para que desse de cara com uma cena que fez parte do que havia em sua boca cair ao chão. Mas que diabos estava acontecendo ali? Bom, Heike, a pessoa que fora chamado para rebocar, parecia bem. Aliás, ele havia destruído parte do ambiente... Com seu corpo... Provavelmente sem querer realmente. Talvez lançado por alguém? Não importava, sabia que o ariano estava bem. No entanto, havia alguém que parecia não estar bem. Primeiro porque era Rin, segundo porque Harold estava em cima dele, terceiro porque estava acontecendo um beijo... E, por fim, notou as condições do capricorniano... Ew. Pronunciou-se, antes de fazer uma careta breve e voltar a enfiar uma quantidade de salgadinho na boca. Dessa vez mastigava de boca fechada, afinal, o loiro parecia ter sido castigado o suficiente, e não queria ter nada a ver com a ira alheia depois.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 292
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Rin Damien em Sex Dez 12, 2014 10:37 pm

    O puro senso de superioridade que havia sentido ao chutar Harold fora apenas momentâneo. Imaginava se teria consequências para suas ações ou se poderia sair dali antes de qualquer coisa, com Nero provavelmente a caminho do local para cuidar da situação, mas não. Presenciara mais do que o necessário da briga entre os dois, e percebera que tanto teria uma consequência quanto que não seria rápido o suficiente para escapar dela, quando o capricorniano virou-se para si, um sorriso terrivelmente familiar e absolutamente sujo em sua face. No próximo segundo, se encontrara no chão, preso entre o piso e o corpo alheio, e com as palavras seguintes, lembrou-se do que havia sido dito anteriormente, apenas pela voz, na cozinha. Minha vez. Houve tempo suficiente para apenas seus olhos expressarem choque antes de ter uma boca ridicularmente contaminada contra a sua.

    Se fosse apenas um beijo, Rin já não ficaria feliz. Com todas as pessoas lhe beijando naquele dia, não queria nada a ver com aquele ato pelo próximo século; nem nunca quisera antes. Mas aquele era diferente. Havia uma língua em sua boca, saliva de duas pessoas somada à sua, sangue. Não havia como respirar, espaço para se mexer ou reagir. Seu próprio cérebro estava tendo dificuldades em entender o que estava acontecendo, como se estivesse particularmente lento. Esquecera com quem estava lidando. Harold sempre achava um jeito de ser pior, como se uma competição constante ocorresse naquela nave. O ato cessou antes que tivesse como processar qualquer reação, e pelo que pareceu um longo segundo, encarou o rosto do albino, que não possuía sequer nenhum resquício de arrependimento.

    Sendo um médico, havia melhorado relativamente no modo como lidava como sujeira, e principalmente, sangue, porém, nunca seria o suficiente para que lidasse bem com comportamento daquele tipo. Sentou-se lentamente, sentindo seu corpo tremer, limpando a sujeira da própria boca com as costas de uma mão, desejando poder engolir desinfetante naquele momento apenas para limpá-la; até que viu que Nero chegara no local. Sua mente pareceu finalmente clicar naquele momento, seu corpo se acalmando imediatamente. Não se sentia responsável pelas próprias ações, como se observasse tudo vagamente de seu interior. Com uma risada, levantou-se, passando a falar em um tom exageradamente gentil, um contraste com o sorriso desagradável em seu rosto e o olhar claramente afetado. – Nero. Que bonitinho você contar as coisas pra quem não deve, não é mesmo? Mas realmente, você não poderia saber das consequências. Que quase todo mundo nesse maldito lugar tentaria me beijar, inclusive ele. – Fez um gesto com a cabeça direcionado a Heike. – Mas ele não foi a pior parte, porque esses dois parecem ter uma competição pra quem faz mais merda na nave, sem se preocupar em como afetam os outros. “Sem se preocupar”, não... Se divertindo.

    Sentia-se rir quase histericamente por um segundo. Odiava aqueles momentos. Odiava quando o puxavam além do ponto que poderia se considerar são, principalmente por ser de Virgem. Agora se encontrava na frente do taurino, o encarando de baixo. – Suponho que você queira um também, Nero? – E, sem aviso, estendeu as mãos para cima, o puxando pelo pescoço para que seu rosto abaixasse o suficiente para o loiro pressionar os lábios nos dele com força por breves segundos, antes de larga-lo e virar-se para os outros presentes do local. – Divertido, não é? – E com isso, esticou o braço para os dois, mostrando claramente o dedo do meio, antes de deixar o aposento.
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 172
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Heike_Walker em Sex Dez 12, 2014 11:02 pm

    Tudo o que teve tempo de ver antes de sentir uma dor terrível no meio das pernas fora o sorriso simpático, sangrento e encatarrado de Harold, pada depois ser jogado contra os painéis de controle, derrubando várias coisas no caminho. Rolando para o chão com a dor aguda, respirou pesado e xingou alto, mas quando finalmente levantou-se para voltar a atacar o capricorniano deparou-se com o dito cujo novamente ao chão, mas agora por cima de Rin, beijando-o de um jeito bruto.

    A raiva que sentia dissipou-se no mesmo instante e mesmo que o ato alheio tivesse durado tão pouco, foi o suficiente para o ariano achar a visão.... Agradável. Afinal, Harold parecia violar Rin daquela forma, e se perguntou se tal coisa tivesse durado seria bem interessante. Porem pouco depois Nero estava ali por algum motivo e Rin, agora tão nojento quanto Harold, começou a rir. "Quebramos o virgem" foi o que pensou vendo ele dar um chilique.

    O olhar era algo entre surpresa e deboche, mas quando o pequeno puxou Nero e o beijou, o choque ficou completamente estampado na cara do ariano numa expressão completamente idiota. Estava mesmo vendo aquilo? Olhou para Harold por meio segundo e depois voltou a fitar os dois em pé, e quando o regente de virgem se virou e perguntou aquilo, mostrando o dedo do meio daquele jeito e saindo puto em seguida, uma gargalhada histérica preencheu o silêncio que tomou o local, e não demorou para que o loiro estivesse rolando no chão rindo até que lágrimas escorressem os olhos.
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 165
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Harold Wilhelm em Sex Dez 12, 2014 11:15 pm

    Poderia jurar que teria de lidar com Heike avançando em si novamente, mas o mesmo pareceu parar para apreciar o que tinha acontecido ali. Não deu reação em resposta aquilo, quando percebeu a silhueta chamativa por tamanho de Nero, acompanhando a reação calma, porém completamente desequilibrada e "alterada" do virginiano. Sorriu, satisfeito. Não esperava que ele fosse espernear, gritar ou chorar. Não. Queria exatamente aquilo. Aquela mudança de atitude. A perda daquela compostura refinada e quase aristocrata. Seu sorriso não tinha só satisfação. Na verdade, tinha um certo orgulho. Abafou uma risada quando o menor, em meio ao seu colapso racional por alteração, tascou um beijo em Nero. Na presença do Áries. Harold olhou Heike de imediato, esperando ver alguma alteração, quando só recebeu um olhar de volta, tão perplexo quanto o seu. Olhou os dois de volta, ao mesmo tempo que o ariano e...

    "Divertido, não é?" E o claro "Vão tomar no cu" gesticulado com um único dedo levantado.

    Sentiu novamente o estômago comprimir e as gargalhadas virem ao mesmo tempo que as do Áries. Pior de tudo, é que ver o chifrudo rir o fez rir mais ainda, se jogando no chão ao lado dele e relaxando o corpo com as mãos na barriga, esperando que a nova crise de risos passasse. Havia tido o estômago e as costelas chutadas, além de sua própria cara estar meio "travada" pelas pancadas. Mas não conseguia deixar de rir, e alto. Pareciam dois boçais drogados no chão alucinando.
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 172
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por taurusnero em Sex Dez 12, 2014 11:54 pm

    Se antes estava apenas enojado com a situação, logo as coisas começaram a parecer realmente ameaçadoras. Precisara somente notar a forma como Rin se posicionava, seu olhar, observar seus gestos e escutar aquela risada para se tornar alerta. Nada de bom viria a seguir. Porém o taurino não esperava que esse algo ruim fosse voltado a si. Em silêncio, e sem entender metade do que era dito a si de imediato, Nero apenas observou a aproximação do loiro com curiosidade e cautela; ao menos até enfim entender a acusação que recebera, a atenção mudando para o regente que dividia o quarto consigo, descrente. Se antes respeitava os chifres do outro, naquele instante tinha vontade de arrancar ambos com as próprias mãos. No entanto não pode manter a mente voltada às próprias vontades, e apenas desceu o olhar para continuar a focar aquele parecia tão ameaçador. Ameaçador demais para o próprio tamanho.

    Não gostava em nada daquela risada estranha, e gostou muito menos quando repentinamente teve o corpo puxado para baixo. Porém, ao contrário da porrada que esperara receber, o que sentira fora a surpresa invadindo seu corpo de imediato. De tudo que poderia imaginar receber como castigo, ser beijado era estava em último lugar. Aliás, era apenas um selar, mas podia sentir toda a irritação do pequeno ser transmitida por ele, os lábios alheios pressionados aos seus com força. Seus olhos se arregalaram, as duas orbes distintas brilhando em confusão, ao menos por alguns instantes, já que logo as pálpebras estreitavam o olhar, e sua testa franzia, em um claro estranhamento; o mesmo olhar que seguiu o comportamento nada educado de Rin em sua saída "triunfal".

    Em silêncio, e sem saber como realmente reagir, o taurino piscou, encarou a porta por onde o menor tinha passado e focou a atenção nos dois que ainda estavam ao chão, buscando energia nas risadas alheias para tentar raciocinar. Mas era evidente que sua mente não funcionaria adequadamente após tudo que ocorrera, e a sugestão que ela dera a si fora tão estúpida, que sequer pensou duas vezes antes de colocá-la em prática. Se você queria um pouco, era só pedir. E acenou com o pacote de salgadinho pela porta.

    Porém, apesar de ter respondido daquela forma inocente aos gestos do virginiano, fora só voltar o olhar para a sala - mais precisamente para os dois rapazes mais novos -, para mostrar que estava realmente emputecido. Seus passos foram tranquilos, já que eles pareciam muito mais ocupados em rir do que em prestar atenção a si, e o pacote quase vazio fora largado no meio do caminho, pouco antes do taurino tomar impulso para prender ambos os guerreiros pelas golas das camisas que vestiam, carregando-os até poder fitá-los de perto. Um sorriso pequeno surgiu em seus lábios, enquanto deixava os olhos correrem de um a outro com tranquilidade, ainda que sua expressão fosse tão agressiva quanto a que Rin vinha carregando até o momento anterior. Os engraçadinhos se divertiram bastante às custas de seu líder, hn? Que tal aprenderem a ter bons modos e respeito da forma mais divertida?

    E sem esperar qualquer resposta, fora rápido ao que deixou a cabeça ir de encontro à cara de Harold, usando de força suficiente para que pudesse lhe quebrar o nariz e um pouco mais, antes que repetisse o gesto com o ariano. Com o sorriso um pouco mais largo que antes, não esperou que pudessem reagir antes de soltá-los para que pudesse alcançar suas cabeças com as mãos e juntá-las em um baque tão alto que poderia ser ouvido ecoar pelo corredor, muito provavelmente. Largou-os no instante seguinte, satisfeito com suas próprias ações, antes de fechar por completo a expressão e lançar um olhar frio ao ariano, que era dono da maior parte de sua irritação. Você não é bem vindo em meu quarto. Então, voltou-se para a porta e passou a se dirigir para o cômodo citado. Tinha muito o que resolver ainda.

    Conteúdo patrocinado

    Re: [#05] - Turno Livre. – Cozinha

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Dez 16, 2017 7:50 am