Fórum RPG somente para jogadores dentro o grupo. Caso tenta interesse em entrar, entre em contato com a administração.


    [#09] - Turno Livre. – Nave do Fogo

    Compartilhe
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 290
    Data de inscrição : 05/03/2014

    [#09] - Turno Livre. – Nave do Fogo

    Mensagem por Rin Damien em Dom Dez 21, 2014 12:47 am

    Fazia tanto tempo que Heike e Nero estavam viajando, que Rin nem se lembrava de como era ter a presença dos dois na nave. Encarava a situação com certo alívio, já que antes da saída do taurino, o outro perdera toda a confiança que tinha em si, e enquanto o loiro estava preparado para lidar com tal fato, com certeza fora ótimo poder apenas ignorá-lo. Sem o regente de áries, também haviam menos brigas. No meio dos acontecimentos, haviam perdido Ren, o que significava uma situação explosiva por parte do ariano; entendível, visto que seu irmão o criara desde pequeno. Pedira a Abel permissão para dar a notícia, mesmo que não entendesse o que o outro passaria. Talvez pudesse consolá-lo minimamente, falar sobre o antigo Sagitário. Sentia que também queria ouvir sobre a pessoa que nunca prestara atenção, a que se recusava a contar sobre o parentesco quando era vivo, e que acabara matando em misericórdia. Não se arrependia de tal fato, o que não deixava o acontecimento menos triste, constando apenas no relatório de missão entregue a Abel. Não planejava em momento algum contar tudo a Heike.

    Chegara o dia deles voltarem, e enquanto esperava uma melhora no comportamento explosivo alheio por conta da viagem, não poderia garantir o rumo que a conversa tomaria, entretanto, muito menos podia adiá-la. Se Heike descobrisse repentinamente e aleatoriamente, as consequências seriam piores. Então, esperava pacientemente sentado em um dos sofás da nave do fogo, distraído com um livro digital, esperando que a presença que aguardava se direcionasse ao local ao menos para deixar algumas coisas depois de tanto tempo fora; e sem Nero como companhia.


    Última edição por Rin Damien em Dom Dez 21, 2014 9:54 am, editado 1 vez(es)
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 171
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#09] - Turno Livre. – Nave do Fogo

    Mensagem por Heike_Walker em Dom Dez 21, 2014 1:28 am

    Parecia que tinha uma eternidade desde a ultima vez que pisara na nave mãe, muito menos na nave do próprio elemento. Tanto pelas missões constantes de sempre, depois por se relacionar com Nero e ter o quarto explodido, depois com todos os problemas e em seguida as viagens.. Fazia realmente um bom tempo. Lhe trazia uma sensação nostálgica caminhar pelos corredores tão conhecidos, passar pelos mesmo locais desde que era criança. Por mais que amasse liberdade, era sempre reconfortante voltar para casa.

    Por falar em casa, se perguntava se Ren já tinha voltado de seu treinamento depois de tanto tempo. Esperava que sim, afinal, tinha muita coisa para contar a ele. O tempo que passou na tribo tão afastada da civilização e tecnologia tinha feito bem não só ao taurino, mas também ao ariano. Muito além do psicológico que melhorou ainda mais depois de um contato tão grande com a natureza, com a calmaria e os ensinamentos de uma tribo tão antiga que sobrevivia em comunidade, a aparência do jovem tinha mudado um pouco com as diversas tatuagens e músculos que aumentaram com o treinamento intenso, havia se casado por acidente e voltaram trazendo uma criança junto, que tinha a estranha mania de chamar Heike e Nero de pais. Estava excitado e feliz, e mesmo com todos os problemas que viriam a enfrentar contra Kain, estava otimista. O ariano e o taurino estavam mais fortes do que nunca, e imaginava o quanto os outros guerreiros tinham evoluído nesse tempo.

    Assim, direcionava-se a própria nave para se instalar, tomar um banho longo e ver se o sagitariano já tinha voltado. Mas logo que pisou na sala principal do lugar deparou-se com uma cabeleira loira por cima do sofá. Dando a volta pelo móvel, reconheceu o regente de virgem. -Rin?- Questionou para chamar a atenção dele, então ofereceu um sorriso sincero. Não entendia o motivo de ele estar ali, mas não fazia muita diferença. -Olá.- Cumprimentou depois de tanto tempo, deixando a mala que carregava no ombro em cima de uma poltrona ao lado. Esperou qualquer resposta que fosse, para poder seguir para o próprio quarto e assim se lava e descansar.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 290
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#09] - Turno Livre. – Nave do Fogo

    Mensagem por Rin Damien em Dom Dez 21, 2014 10:20 am

    Ouvira os passos ao longe antes de sentir qualquer presença, porém, pensando que não haveria motivos para ansiedade, podendo ser o – não mais novato – leão, que já passara por ali uma vez. Não levantou os olhos até a pessoa aparecer diretamente no aposento e contornar o sofá, o chamando. Não sabia se estava feliz ao constatar que era Heike, que, enquanto não parecia tão diferente do esperado exteriormente, possuía alguma coisa... Nova. A energia alheia parecia melhor, mais equilibrada, e talvez até mais feliz. Uma pena que, em alguns segundos, não haveria qualquer semblante daquela sensação.

    Deixou o livro de lado, o encarando diretamente, a expressão séria, sem nenhum de seus costumeiros sorrisos mesmo quando o cumprimentou. – Olá, Heike. Pode se sentar? – Fora dito mais como uma ordem que um pedido, e ao menos o ariano estava dócil o suficiente para obedecer sem questionar em voz alta, talvez captando a seriedade da situação. Quanto mais rápido o mais novo soubesse, melhor. Não tinha razão para não ir direto ao ponto, mesmo sendo um assunto delicado, apesar de gentileza achar em espaço em seu tom nas próximas palavras. – Ren faleceu durante o treinamento dele. Tae também. Logo depois de você viajar com Nero. – O observava atentamente, sabendo que não adiantaria falar qualquer outra coisa. Primeiramente, teria que esperar o outro absorver aquela informação.
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 171
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#09] - Turno Livre. – Nave do Fogo

    Mensagem por Heike_Walker em Dom Dez 21, 2014 12:35 pm

    Ao contrário do esperado, Rin não retribuiu o sorriso nem mesmo com aquele sem emoção que costumava manter no rosto, então o ariano o encarou com uma expressão questionadora. Havia acontecido algo enquanto estiveram fora? Ou o virgem ainda estava preocupado com sua situação com Nero? Sem saber muito o que esperar, sentou-se ao ouvi-lo.

    O jovem não possuía uma intuição muito boa, e sequer acreditava nessas coisas, desse jeito nunca poderia imaginar o que viria a seguir. A notícia o atingiu tal como um soco, fazendo-o se arquear e o fitar com o cenho franzido, a expressão descrente. Estava prestes a falar que não imaginava que o regente de virgem fosse do tipo de fazer brincadeira tão imbecil, isso era coisa do próprio Ren, porém olhando o loiro melhor, Heike não conseguiu notar qualquer traço de que aquilo era uma piada. Não... Aquilo TINHA que ser alguma brincadeira de mau gosto. Mas a expressão do virginiano não abria espaço para escapatória.

    Um arrepio frio e ruim atravessou o corpo de Heike e de repente sentiu como se os pulmões tivessem parado de funcionar, ao mesmo tempo que a cabeça girava, tonto pelo baque de uma notícia tão ruim. Levantando-se num pulo, olhou Rin com raiva, seu jeito calmo só deixando o maior mais nervoso ainda.

    Isso... Isso não é possível... O Ren não.. Estava tudo bem! - exclamou exasperado, lágrimas subindo aos olhos a medida que o coração parecia ser esmagado no peito a cada segundo. Não sabia o que pensar, não sabia o que sentir. Aquilo não podia ser real. Ren era um filho da puta que sempre se safava, independente da situação. Tremendo, agarrou Rin pela blusa num aperto forte e o ergueu até a altura dos próprios olhos, praticamente rosnando. - O que aconteceu....?! ME DIZ, O QUE ACONTECEU? - gritou com o rosto a milímetros do menor, o ambiente ao redor ficando cada vez mais quente a medida que as emoções saiam do controle.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 290
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#09] - Turno Livre. – Nave do Fogo

    Mensagem por Rin Damien em Dom Dez 21, 2014 2:01 pm

    Observara atentamente as expressões passarem pelo rosto de Heike enquanto este absorvia o que lhe fora dito. É claro que ficaria chocado, descrente, triste, nervoso. Talvez apenas acreditasse por ser alguém como Rin lhe revelando a notícia. Esperava também alguma reação física, então não se impressionou por ser levantado em um momento súbito de raiva, tendo gritos direcionados a si. A expressão agora demonstrava minimamente simpatia pelo ariano, porém, percebeu que se lidasse com aquilo sozinho como originalmente planejara, as consequências poderiam ser desagradáveis. Não sentia que era racional contar tudo ao outro, e não estava em posição para isso. Porém, existia uma pessoa que poderia julgar o que falar ou não a Heike. Ainda queria estar por perto, queria falar sobre Ren, mas, segurou as mãos de Heike que o prendiam, em um aviso. – Me solte. O que você ouviria de mim não vai ser o suficiente. Não sei nem se dele vai ser. Mas me deixe chamar Abel aqui. – Respirou fundo, fazendo exatamente o que fora dito; era estranho requisitar a presença do Líder Supremo em um local daqueles tão repentinamente, no entanto, necessário.


    Última edição por Rin Damien em Seg Dez 22, 2014 8:58 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 171
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#09] - Turno Livre. – Nave do Fogo

    Mensagem por Heike_Walker em Dom Dez 21, 2014 2:45 pm

    Não queria saber de nada, não conseguia pensar em nada. Ouviu Rin dizer algo, mas por não ser nenhuma informação útil as palavras mal fizeram sentido na cabeça do ariano, tão perdido na dor da própria perda que um chiado alto começou a bloquear os pensamentos coerentes. Havia treinado para tal coisa não acontecer novamente, mas a notícia tinha pegado o jovem desprevenido justo quando estava tão bem. E era uma notícia aterradora. Ren, sua única família, estava morto. Isso era irreal demais para acreditar.

    A respiração começou a pesar e na medida que as coisas estavam, o virginiano já estaria se sentindo sufocado pelo calor intenso e perigoso, a roupa onde o ariano segurava começando a queimar e se desfazer entre os dedos. Antes que ele caísse, Heike num acesso de raiva gritou e jogou o corpo menor contra a parede. - O QUE.. O QUE ACONTECEU...? FALA! - gritou de onde estava, indo na direção do outro. Porém acabou parando no meio do caminho quando uma dor forte tomou conta de sua cabeça, e sentiu novamente aquela energia negra se revoltar dentro do corpo. Estava fraca, pelo tempo que ficou contida, mas se não conseguisse se concentrar logo, não iria demorar muito para que a situação começasse a ficar critica.
    avatar
    Abel
    Líder do Conselho Supremo
    Líder do Conselho Supremo

    Mensagens : 42
    Data de inscrição : 03/12/2013
    Localização : Nave Principal

    Re: [#09] - Turno Livre. – Nave do Fogo

    Mensagem por Abel em Seg Dez 22, 2014 8:45 pm

    Depois de dar a devida permissão ao Virgem sobre a notícia de Ren para o ex-líder de Áries, Abel precisou de um tempo consigo mesmo para refletir sobre o assunto. O Sagitário tinha uma importância grande para si e, por longos minutos, sentado em sua poltrona e de frente para sua enorme sala... Pensava se poderia ter feito algo que pudesse ter evitado aquilo. Talvez, se tivesse contado a Ren a verdade sobre ele e seu pai. Ren não entenderia... Ele sempre foi muito explosivo e não conseguia absorver as coisas direito. Só adiantaria a situação, já que Lilith se aproveitava da fraqueza psicológica de seu - não mais - futuro hospedeiro. Mas talvez, se contasse daquela forma... Só talvez...

    Ren, me perdoe. Eu não fui capaz de protegê-lo do seu destino... Abel era o líder dos 12 regentes. Não podia se dar ao luxo de tratá-los como pessoas especiais, assim como evitava se envolver emocionalmente com os mesmos. Mas Ren, por muito tempo, foi um grande amigo seu. E se sentia uma pontada no peito por cada regente que perdia diante de Kain, perder Ren fez Abel, o Líder Supremo, sentir um nó dolorido na garganta junto a um peso enorme em seu peito. Era o seu fardo como Líder. Já estava acostumado, mas não podia deixar de sentir. Cada vez que um dos guerreiros perecia, Abel revisava em sua mente todos os seus métodos até agora. Talvez, por achar que fosse mais reconfortante se encontrasse algum erro seu. Aquilo seria muito menos doloroso do que ter de aceitar que, na verdade, não podia ter feito nada para evitar. O pisciano deslizou os dedos sobre a testa, cansado mentalmente. Mostrava-se triste e decepcionado de várias formas. Até ouvir o chamado do líder de Virgem, requisitando sua presença na Nave do Fogo.

    Heike.

    Sem delongas, o homem levantou-se de seu assento, direcionando-se a saída. Confirmaria suas dúvidas naquele momento. Se ter escondido a verdade de Ren havia sido a razão de sua morte, não deixaria que isso também virasse motivo para perder Heike. Os cumprimentos eram bem recebidos dos trabalhadores que encontrava pelo caminho, mas às pressas. Não perderia tempo. Ao entrar na Nave do Fogo e rapidamente seguir para onde o mais velho dos regentes disse que estavam, chegou a tempo de ver Heike lançar Rin para a parede mais próxima e dirigir-se furioso a sua direção. Era compreensiva aquela reação do Áries. Não só dele, afinal poucos seriam os regentes que não teriam uma reação no mínimo impulsiva diante de uma notícia como a que o mais novo havia recebido. Nos olhos dele Abel pôde sentir não só sua fúria, como o descontrole pela descrença na situação, o desamparo pela ideia e o desespero por tudo. Sentiu naquele meio segundo a energia negra de Kain excitar-se com o turbilhão de emoções negativas vindas do ariano. Mas o líder sorriu orgulhoso, visto também a forma como ela estava contida, comparada há muitas outras vezes. Você evoluiu, Heike... Ren se orgulharia muito.

    Aproveitou o espaço de tempo de quando Heike se interrompeu para reagir a energia, para aproximar-se e pousar a ponta dos longos dedos na pedra incrustada no peito do rapaz. Aquilo provavelmente o queimaria, se não fosse capaz de impedir - e era. Não fez força alguma, entretanto. O toque seria o suficiente para espalhar por toda a áurea alheia um efeito calmante nas emoções desequilibradas. Como se curassse o que poderia estar se contorcendo de agonia, em qualquer parte dentro de Heike. Não tanto como Áries, mas Peixes também era um signo instável. Mas seu elemento permitia a magia para curar até mesmo reações emocionais negativas, podendo equilibrá-las então. Para chegar a tal nível, Abel precisou antes aprender a estabilizar a si mesmo, para que então, pudesse começar a estabilizar os outros. Aquilo relaxaria e "amansaria" o rapaz o suficiente para que o mesmo se controlasse e, por conta própria, reprimisse a energia negra conforme havia treinado. Entretando, por ser uma magia forte e quase uma invasão do emocional alheio, Abel esperava que o treinamento físico do rapaz lhe desse resistência para, ao menos, se manter de pé. Aquilo no mínimo, o deixaria tonto e desnorteado. Então com calma, proferiu devagar, para que Heike entendesse como deveria.

    Antes havia dito para que eu não hesitasse em matá-lo, caso saísse do controle. Ao invés disso, é minha missão impedí-lo de chegar a tal ponto, Áries. Sei que a situação não favorece... Mas eu preciso da sua calma, para poder te esclarecer tudo o que quiser saber. Você tem o direito. Lhe darei ele. — A voz do homem saía tranquila, como se a cada espaço de palavra procurasse oferecer um sopro de alívio ao outro. Muito provavelmente não tinha a confiança que desejava ter do ariano. E sabia muito bem que se realmente não tinha, a culpa era de escolhas suas que não podia voltar atrás e muito menos renegar, em prol daquilo.

    Os dedos subiram tocando o rosto de Heike. Quente pela fúria. Chegava a ser admirável tanta energia advinda daquele ser. Mesmo que, em parte, aquilo ferisse a ele mesmo. Esperava que o outro atendesse as expectativas, olhando de relance para o Virgem, como se perguntasse com o olhar se ele estava bem, após o baque contra a parede.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 290
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#09] - Turno Livre. – Nave do Fogo

    Mensagem por Rin Damien em Seg Dez 22, 2014 9:57 pm

    O ariano não prestava atenção alguma a suas palavras, o que, enquanto completamente entendível devido à situação, poderia se tornar um grande problema. Conseguia sentir vagamente uma energia negra começar a crescer dentro de Heike; a qual o lembrava da vez em que ele quase matara metade da nave. Era pequena, contida ainda, muito provavelmente graças ao treinamento árduo e tempo fora que o outro tivera, no entanto, sentia sua pele queimar por baixo do pedaço da roupa pela qual o outro o segurava, e ao menos tivera tempo de chamar quem precisava antes de ter o corpo jogado com força contra a parede.

    Sentiu o estalo de seus ossos contra o metal, a cabeça não sendo uma exceção. O resultado foi ir diretamente ao chão, ligeiramente tonto, a respiração dificultada pela pressão repentina em sua caixa torácica. Uma movimentação repentina e o fato de que não houve mais ataque algum a si denotavam que Abel conseguira chegar extremamente rápido, e a visão do virginiano se ajustou a tempo de vê-lo fazer algo com Heike. Não sabia muito bem as origens ou como funcionava aquela magia, não sendo especializado nela, porém, o regente afetado não estava tentando atacar, e Rin sentia os vestígios da energia negativa que sentira anteriormente enfraquecerem. Talvez a própria pedra e conexão com Gaia o houvesse deixado mais sensível para com aquelas coisas, mas de qualquer forma, sentira alívio, principalmente com as palavras seguintes de Abel.

    Heike tinha o direito de saber.

    Um pequeno sorriso surgiu em seu rosto, enquanto se movimentava lentamente, verificando se não quebrara nenhum osso. Apesar da dor latente, tudo parecia em seus eixos. Checou também a queimadura, logo abaixo de parte da camisa que havia sido destruída – ignorou a parte de si que queria julgá-lo pelo ato – e com um pouco de concentração, a curou, levantando-se em seguida, meneando a cabeça para o loiro mais velho em sinal de que estava bem. Logo em seguida, curvou-se em uma demonstração de respeito, logo após voltando à postura inicial. Porém, permanecia onde estava enquanto prestava atenção nos dois. Acreditava que a situação estava sob controle, contudo, agiria a comando do Líder Supremo caso precisasse.
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 171
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#09] - Turno Livre. – Nave do Fogo

    Mensagem por Heike_Walker em Ter Fev 10, 2015 10:55 pm

    A respiração vinha em ofegos pesados a medida que a dor na cabeça ficava mais e mais intensa, então o jovem se arqueou um pouco onde estava e levou as mãos á base dos chifres, apertando o local com força. A dor que tomava o peito do regente era tanta que sequer conseguia pensar em se acalmar para conter a energia negra dentro de si. Ren. Seu Ren. Que era um pai, um irmão, seu melhor amigo e mentor. Que mesmo com todos os defeitos, nunca desistira de si. Eram iguais, ainda que tão diferentes.

    Notou a aproximação de alguém, mas antes mesmo que pudesse reagir sentiu um toque suave sobre a pedra incrustada no peito e perdeu todo o ar dos pulmões no mesmo segundo. A sensação era tão intensa que chegava a lhe trazer agonia, uma energia calma percorrendo o corpo a partir daquele toque como em ondas suaves, amansando e relaxando sua mente. Conhecia aquilo, já havia sentido algumas vezes, havia sentido muito na infância, em seus piores momentos. Abel. Respirando pesado, olhou para o mais velho a medida que os sentidos pareciam ficar dormentes, assim como o corpo. Não era exatamente uma sensação física, mas sentia-se dessa forma. Odiava aquilo. Ainda que o poder tivesse sido efetivo e tivesse clareado sua mente, sua angústia era tão grande que podia senti-la junto a dor se remoendo no fundo do peito, pulsando como algo vivo e coberto por uma camada falsa de compostura. E não conseguia expressá-las como queria. Não conseguia ter essa liberdade de deixar o sentimento se fazer presente, não conseguia extravasar para ter algum alívio, o que para alguém que era extremamente impulsivo e emocional naquele estado e naquele momento parecia uma tortura. A energia maligna fora contida sem muito problema agora que conseguia pensar com clareza, sabia o que fazer, sabia quem era de verdade e não seria dominado. Mas ao fechar os olhos, a imagem de Ren rindo lhe veio a mente e então teve de colocar para fora o que sentia da única maneira possível: lágrimas.

    Ren. Ren... Ren.. Chamou baixo, fechando os olhos com ainda mais força ao que se encolhia onde estava, as lágrimas rolando abundantes pela face pálida. O sagitariano era a única família que tinha. Era sempre tão cheio de vida, tão impulsivo e idiota. Ele sempre conseguia um jeito de resolver as coisas a seu modo e seu otimismo era inabalável independente da situação. Ele nunca havia abandonado ou julgado Heike. Desde o primeiro momento aceitara o ariano em sua vida, e apesar de todas as confusões e problemas sempre se ajudaram, se amaram. Ele não tomou o lugar de seu avô, mas somou o prazer de viver em sua vida mesmo diante de tantos obstáculos, mesmo diante de todo o ódio e dor. Ren era a única pessoa a quem Heike tinha um carinho profundo, a única pessoa que confiava cegamente, a única pessoa que seguiria sem questionar. Mesmo o ruivo sendo tão problemático, era assim que o regente de áries o via. Era assim que sempre iria ver.

    Ouviu o que Abel dizia e continuou respirando pesado sem conseguir ou tentar conter as lágrimas. Não gritaria, não destruiria nada, mas no momento seu coração havia sido reduzido a nada. Não havia orgulho, não havia respeito, não havia nada. Estava sozinho. Queria ouvir o que o mais velho tinha a dizer? Porque estavam todos tão calmos? O choro se tornou ainda mais forte e logo o loiro soluçava, a expressão demonstrando toda a dor que havia em seu ser. Aquilo tinha que ser algum pesadelo.

    Num momento súbito, Heike respirou fundo e se moveu de forma abrupta, socando o rosto do líder dos regentes com força. Odiava a calma dele. Odiava ele. Como ele havia deixado aquilo acontecer? Grande líder de bosta, tudo estava acontecendo da pior maneira e ele sequer conseguia resolver alguma coisa. Eles não eram amigos? Por que ele estava tão calmo!?

    Perdendo as forças em meio ao choro, deixou o corpo cair sobre os joelhos e se arqueou para frente, colocando as mãos no rosto ao que as lágrimas continuavam a escorrer. Não queria chorar. Chorar não adiantava absolutamente nada, queria gritar, queria quebrar tudo, queria agredir alguém, queria matar o culpado da morte de Ren, quem quer que fosse. Mas não conseguia. A energia de Abel não permitia que se exaltasse daquela maneira.

    Não podia acreditar que nunca mais veria o sagitariano. Que nunca mais ouviria sua voz irritante. Que nunca mais o socaria ou ofenderia. Que nunca mais teria de aturar toda a merda que ele era. Estava tão confuso e perdido que não sabia o que fazer, então ignorou os outros e ficou ali onde estava.

    Estava sozinho.

    Conteúdo patrocinado

    Re: [#09] - Turno Livre. – Nave do Fogo

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Out 20, 2017 6:50 am