Fórum RPG somente para jogadores dentro o grupo. Caso tenta interesse em entrar, entre em contato com a administração.


    [#06] A arte de engordar Heikes.

    Compartilhe
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 169
    Data de inscrição : 26/02/2014

    [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por taurusnero em Dom Fev 01, 2015 6:07 pm

    Enquanto atravessava os corredores do enorme prédio a passos típicos de uma preguiça, Nero permitia-se correr os dedos com a destreza de um coala pelos números do celular. Precisava de um favor de seu querido amigo Lavi, mas, ao mesmo tempo, não sentia muita vontade de ligar para a pessoa que fizera da sua noite um inferno e ainda quase o deixara incapacitado de voltar para casa. Aliás, ele realmente o deixara sem ter como voltar para casa, mas tivera a sorte de encontrar com Heike, que fizera o favor de lhe dar uma carona e permitir que pudesse chegar ao lar sem que precisasse cruzar metade da cidade à pé no meio da noite. Uma pessoa legal, de fato, mesmo que sua impressão mais marcante dele tivesse sido um pouco... Batata.

    Precisara esperar por um bom tempo na linha até ser atendido. Claro, cortara o bom dia de Lavi, perguntando rapidamente o que desejava e desligando o celular antes que o outro pudesse lhe encher o saco com qualquer coisa banal sobre a própria vida. Tinha coisas para fazer e, principalmente, uma aula para assistir. Porém se permitira enviar uma rápida mensagem para o número que havia acabado de conseguir; e esperava que Heike pudesse encontrá-lo em algum momento do dia, realmente queria agradecê-lo por sua bondade na noite anterior.


    Última edição por taurusnero em Dom Mar 22, 2015 10:58 pm, editado 4 vez(es)
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 170
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por Heike_Walker em Dom Fev 01, 2015 7:12 pm

    Heike no momento se encontrava na biblioteca matando aula. Sabia que não era legal começar a faltar logo nos primeiros dias, porém preferia aquilo do que enfrentar uma turma com 60 pessoas falando sem parar. Poderia cometer algum assassinato, talvez, com a ressaca que estava.

    Não só ressaca, mas dor de cabeça e um sono terrível, além de um leve enjoo e calafrio por todo o corpo. Talvez estivesse até com febre. Afinal, de quem fora a ideia do inferno de sair no meio da semana mesmo tendo aula cedo no outro dia e beber até não aguentar mais? Oh certo, dele mesmo. Ótimo.

    Balançando a cadeira para trás com os pés apoiados na mesa, se mantinha de braços cruzados, praticamente encolhido dentro do grande casaco enquanto olhava pela janela com a maior cara de cu que alguém poderia fazer. Imaginava o que as pessoas no pátio lá em baixo pensariam ao olharem para a janela do segundo andar: um homem todo de preto e encolhido, pálido como um cadáver, com olheiras profundas e a expressão como se prestes a jogar uma bomba em todo aquele lugar. Provavelmente estava parecendo algum baderneiro viciado, mas não se importava. O ar condicionado da biblioteca e o silêncio o estavam deixando um pouco melhor.

    Suspirou e fechou os olhos, alternando os pensamentos ao que se lembrava da noite anterior e a vontade de ir para casa, quando sentiu o celular vibrar no bolso. Continuando a se balançar de leve, pegou o objeto com descaso e grunhiu, desbloqueando o aparelho com uma lentidão ridícula. Tinha recebido uma mensagem de um número desconhecido e já estava prestes a ignorar, achando ser engano, quando os olhos escuros se fixaram no nome escrito ao fim da frase. A surpresa foi tão grande que ao inclinar o corpo num movimento brusco para colocar a cadeira no lugar, se sentar direito e reler o que estava escrito, acabou perdendo o equilíbrio e foi com tudo no chão num baque alto.

    Ouviu algumas risadinhas de pessoas sentadas ao redor e logo a bibliotecária apareceu com uma cara feia, arqueando uma sobrancelha e perguntando se estava tudo bem ao ver o rapaz caído. Contendo a vontade de mandar todos ali pro inferno, permaneceu imóvel por um segundo no chão, sem saber se ria também ou se estava irritado. Nero tinha mandado uma mensagem para ele. Tinha conseguido seu número com alguém e então mandara uma mensagem pedindo para se encontrarem.

    Para ser honesto, depois da noite passada não colocou qualquer fé na vontade de trocar saliva com o barman, mas agora as coisas estavam interessantes. Levantou-se num pulo e pegou a própria mochila jogada contra a parede em baixo da janela e vazou dali sem nem olhar ao redor. Sem perder muito tempo, mentiu dizendo que tinha a manhã até o inicio da tarde livre e deixou a escolha dele hora e lugar. Apesar de ainda estar se sentindo meio mal e de ter a aparência péssima, agora estava curioso e animado.
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 169
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por taurusnero em Dom Fev 01, 2015 8:02 pm

    Já estava consideravelmente atrasado quando chegara à porta da sala de aula, mas o taurino não poderia se importar menos. O que poderia fazer? Dormira mal, e aquilo era o suficiente para que não conseguisse compreender adequadamente o que quer que o professor fosse falar. Aliás, acima de tudo, estava com um humor bem diferente do convencional, o que ocasionava em uma vontade 0 de ser um aluno exemplar.

    Talvez fosse sorte, talvez fosse azar, mas recebera a resposta para sua mensagem quando a mão já estava presa à maçaneta, o texto fazendo-o automaticamente largar o objeto e dar alguns passos para trás para que não pudesse ser visto pelo responsável pela aula. Com uma expressão pensativa, e deslizando o dedo pela tela para que pudesse se distrair, chegou à conclusão de que se não fosse ser produtivo ali dentro, talvez fosse melhor cuidar daquela questão primeiro. Então, em um ímpeto não muito convencional, perguntou se o outro poderia encontrá-lo em alguns minutos, sugeriu a pequena praça no centro da universidade e adiantou seus passos para a saída do prédio.

    Teria que caminhar um pouco - já que tentara arranjar um local que estivesse próximo aos dois campus -, algo um pouco desanimador no calor que fazia, mas resolveu tentar não se importar muito com aquilo. Retirando o casaco que usava e o pendurando na mochila lateral, iniciou sua jornada até o local indicado, e ao qual chegou com um pouco de demora, ainda que não conseguisse encontrar Heike em lugar algum. Com um suspiro, e sacudindo um pouco a regata folgada para ventilar o corpo suado, permitiu-se sentar de qualquer jeito em um dos bancos de pedra, apenas tomando o cuidado de colocar a mochila ao seu lado de forma suave, já que não queria estragar o que tinha ali dentro.
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 170
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por Heike_Walker em Dom Fev 01, 2015 8:42 pm

    Ao receber a mensagem logo depois de sair do edifício, teve que conter um suspiro pesado ao notar o local em que o outro marcara, logo agora. Ia dar um tempo na cantina do próprio curso, tomar um café forte e depois talvez lavar o rosto para poder encontrar o moreno estando pelo menos um pouco mais apresentável, mas pelo jeito não tinha muito tempo para ficar enrolando.

    Só de pensar em andar em baixo do sol todo aquele caminho, um arrepio ruim subiu pelo corpo. Tirando um elástico do bolso, prendeu o cabelo e logo tirou os fones de ouvido da mochila, plugando no celular para se distrair com música enquanto caminhava até o local marcado.

    Acabou levando muito mais tempo do que pensava e quando finalmente chegou na praça, sentia-se péssimo. Estava suando pelo corpo quente com o sol forte, mas a sensação de frio ainda se fazia presente, então mantinha o casaco. A expressão não era das melhores, mas tentou disfarçar ao avistar o moreno de longe. Ele parecia um deus grego sentado no banco de pedra. Rindo internamente de nervosismo pelo caco que estava, passou a lingua pelos lábios e chegou perto.

    Hn, oi? Desculpe a demora.
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 169
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por taurusnero em Dom Fev 01, 2015 9:25 pm

    Nero não precisara de mais que um olhar para perceber o estado do outro. Bom, somente notar o casaco colocado no corpo alheio quando o sol estava fazendo seu trabalho muito melhor do que deveria, já era um sinal bastante evidente de que o rapaz estava longe de estar em suas melhores condições. Você está péssimo. Comentou, porém não o fizera como uma forma de ofender o outro - ainda que sua expressão indiferente não ajudasse muito -, pelo contrário, constatara aquilo pouco antes de levantar e forçar o menor a se sentar no banco, suas mãos logo se ocupando em abrir a própria mochila e retirar uma garrafa térmica de lá.

    Era uma pena apenas ter chá gelado naquele dia, água teria sido uma opção muito melhor, mas não podia deixar o rapaz do jeito que estava. A bebida o refrescaria, pelo menos, e lhe hidrataria um pouco, por isso logo estendeu a tampa cheia do líquido, a expressão corporal deixando claro que não aceitaria qualquer recusa por parte do menor. Beba, irei ver se tenho algum remédio que possa te ajudar. Poderia ter me avisado que estava assim, poderíamos ter marcado outra hora.
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 170
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por Heike_Walker em Dom Fev 01, 2015 10:11 pm

    Franziu o cenho e o fitou com uma cara feia, entre ofensa, irritação e impaciência ao ver ele dizer aquilo com a mesma cara de nada que o dia anterior. Estava animado pra isso? É mesmo? Nem percebi. Respondeu com uma ironia grossa, prestes a dar um chute em seu pé, quando o moreno se levantou e o forçou a se sentar num movimento rápido. Heike queria estar com paciência para a crush, mas naquele estado provavelmente não teria paciência nem com o papa. Devia ter imaginado.

    Piscou algumas vezes, vendo ele tirar uma garrafa térmica de dentro da bolsa e então enfiar na sua cara com algo que parecia suco, talvez chá. O encarou com o cenho franzido e se afundou no banco, suspirando e pegando o que lhe era oferecido. Aquieta o cu, moreno. Eu 'tô bem. É só ressaca. Resmungou e então deu de ombros, tomando um gole e suspirando pela sensação gelada percorrendo o corpo. Fechou os olhos por um momento, enquanto continuava a tomar o chá e então riu baixo. Você é engraçado.
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 169
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por taurusnero em Dom Fev 01, 2015 11:11 pm

    De todas as pessoas do mundo, Heike escolhera a pior para direcionar seu mau humor e ironia. Nero não se importava. Sempre fora uma criança indiferente a tais coisas, crescera para ficar um pouco só irritadiço, mas voltara a aprender a como se portar quando começara a trabalhar no bar. E de tantas situações que presenciara e casos extremos que precisara interromper, fazer uma pessoa um pouquinho infeliz por tentar amenizar a ressaca dela, bem, não lhe fazia nem cócegas.

    Tanto era indiferente, que sequer se importou em responder ao menor de imediato. Apenas se dera ao luxo de expor a voz baixa quando alguns comprimidos ganharam espaço entre os dois corpos, assim como a garrafa com chá. Aqui. Era um convite para que ele tomasse, mas, ao contrário do momento anterior, não iria forçá-lo. Haviam pessoas que não gostavam de se medicar, certo? E estava longe de desrespeitar as crenças de qualquer um. Fora só após aquilo tudo, que lançara um olhar demorado ao loiro, e estava prestes a comentar um "estou vendo o quão bem está" quando fora interrompido com o adjetivo utilizado para descrever a si. Engraçado?!

    Nero não era engraçado, raramente conseguia fazer alguém rir, e, acreditava, não tinha feições divertidas, então não conseguia entender de onde o outro tirara aquilo. A sua dúvida ficou visível em sua expressão também, enquanto encarava o outro em busca de alguma explicação.


    Última edição por taurusnero em Seg Fev 02, 2015 6:24 pm, editado 1 vez(es)
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 170
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por Heike_Walker em Seg Fev 02, 2015 10:15 am

    Abrindo os olhos, o fitou com uma sobrancelha arqueada e então tomou os remédios de sua mão de um jeito emburrado, murmurando um agradecimento vago. Não iria recusar a chance de se sentir melhor, não era idiota. Engoliu os comprimidos de uma vez e então voltou a colocar os olhos no outro enquanto relaxava sobre o banco. Ele era engraçado por se preocupar tanto com um desconhecido, quando qualquer pessoa apenas diria para ir para casa descansar ou algo assim. Ou será que estava pior do que pensava? De qualquer forma a expressão dele continuava fixa, assim como se lembrava praticamente a noite toda. Isso era hilário para o loiro por algum motivo. Rindo baixo, balançou a cabeça e desconversou.

    - Então... Por que queria me ver? E como conseguiu meu número, aliás?
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 169
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por taurusnero em Seg Fev 02, 2015 7:37 pm

    Apesar de ter estado curioso por todo o tempo em que o outro parecia se divertir às suas custas, ao ser questionado Nero apenas piscou levemente e tratou de puxar novamente a mochila para si, abrindo-a e mostrando-se cuidadoso ao retirar algo que havia ali dentro. Ah, é verdade... Eu consegui seu número com Lavi. E queria te agradecer de alguma forma por ter me ajudado ontem. Seria muito ruim andar para casa no meio da noite. Uma expressão suave fora lançada ao mais novo, antes que uma vasilha fosse esticada para ele. Não sei do que gosta de comer, mas tomei a liberdade de cozinhar algo para ti. Espero que não se incomode e seja de seu agrado. O que havia dentro não era mais do que uma série de pequenos pães com recheios diversificados, uma metade apenas de recheios salgados e outra com doces, ainda que não tivesse feito nada muito açucarado - não sabia se o estranho gostaria, afinal. Tomara o cuidado de preparar alguns molhos também. Havia uma pequena vasilha em que o nome "queijo" indicava o sabor, outra era de "alho" e havia uma terceira com "chocolate amargo", tudo para que ele pudesse umedecer as massas se fosse de seu interesse.

    É bem simples. Preferia ter feito algo melhor, mas não sabia quando poderia te encontrar. Não deixaria a comida estragar. E a seriedade que usava para dizer aquilo deixava claro o quanto alimentos importavam ao maior. Odiava desperdiçar comida. Mas se não for suficiente, ainda posso cozinhar algo mais para você. Então um sorriso pequeno fora lançado na direção de Heike, antes que o moreno bocejasse e se esticasse preguiçosamente.
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 170
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por Heike_Walker em Ter Fev 03, 2015 12:41 am

    Uh, Lavi. Aquela era uma informação bem óbvia, considerando que o mais velho era provavelmente a única pessoa que conheciam em comum. Por falar no estudante de medicina, se perguntava se ele estava bem. Ele havia apanhado bastante na noite anterior, sem realmente necessidade, mas afinal, seus amigos eram todos violentos. Sabia porém como o escorpiano era mimimizento. Talvez ligasse para ele mais tarde.

    Logo a atenção era voltada para o rapaz a frente e notou ele abrir a mochila e tirar um pote de dentro. Piscou, ouvindo o que ele dizia com uma expressão nula muito parecida com a dele. Aquilo era sério? O moreno tinha mesmo feito comida para ele por causa de uma simples carona? Depois ele estranhava se era chamado de engraçado. Hoje em dia era tão raro encontrar esse tipo de pessoa generosa, atenciosa e cuidadosa, que o loiro até estranhava. Afinal, quando a esmola é muita o santo desconfia, certo?

    Segurando o objeto com cuidado, olhou seu interior, piscando com surpresa pelo conteúdo. Era algum tipo de pegadinha? Já estava prestes a vocalizar sua duvida, dando pouco crédito a ele quando viu ele finalmente abrir um sorriso sincero ao terminar de falar. Corando com a visão, Heike voltou o olhar ao pote que segurava e se encolheu dentro do casaco. Ali em baixo da árvore o clima estava fresco, com um pouco de sombra e brisa entre as árvores, e por se estar sentado em local aberto logo se sentia um pouco melhor. Não sabia se já era efeito dos remédios, mas não se importava também.

    Não... Não seja idiota. Só isso aqui já é muito, que besteira. O que você tem na cabeça, foi só uma carona rápida. - Questionou num sussurro, criticando apesar do tom de voz suave e do sorriso tímido que brincava nos lábios. Estava feliz. Não era de ganhar coisas assim, por nada. Sem perder muito tempo, pegou um pãozinho que tinha orégano por cima em vez de açúcar de confeiteiro e mergulhou no pote onde estava escrito queijo, mordendo um pedaço com curiosidade. Após mastigar um pouco, fitou o moreno a frente e engoliu, com a expressão indecifrável. - Foi mesmo você que fez? - Questionou num tom admirado, notando finalmente que estava ocupando quase todo o espaço do banco. Se moveu para o lado e indicou com a cabeça para que ele se sentasse ao seu lado.
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 169
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por taurusnero em Ter Fev 03, 2015 6:24 pm

    Estava cansado e distraído o suficiente para não perceber as alterações na expressão de Heike, ainda que tivesse a singela impressão de que o surpreenderia desde que resolvera preparar aquele agradecimento. Sabia bem como eram as pessoas da geração atual, sabia como não davam tanto valor quando eram ajudados em pequenas coisas, mas Nero simplesmente não conseguia largar dos bons costumes que foram ensinados a si desde pequeno por sua mãe. Aliás, sequer desejava abandoná-los. Gostava de ser um mínimo respeitoso para com as pessoas, por mais que seu porte e expressão não trouxessem uma boa imagem pra maioria.

    Além de seus princípios, para o moreno também era muito fácil cozinhar. Então preparar o conteúdo da vasilha não lhe fora em nada trabalhoso, poderia dizer que se divertira, e que ficara bastante satisfeito com a aparência que os alimentos ganharam. Ficara contente, também, ao notar como o outro parecia ter apreciado seus esforços, e não desgrudara o olhar do mais novo até vê-lo provar sua receita, ainda que não conseguisse tirar muita coisa da expressão que ele fazia ao lhe encarar.

    Sua rápida carona me poupou muito estresse e cansaço. Começou, ao que se sentava no espaço cedido. E sim, fui eu que fiz. Está bom? Seu olhar se tornou levemente curioso, ainda que o sentimento não se expusesse de forma muito evidente. Sempre gostava de ter um retorno daqueles que experimentavam o que fazia, e como não gostaria? Era seu futuro trabalho, precisava aprender a agradar todo o tipo de paladar, e se o de Heike fosse agradado, seria mais um passo para o sucesso - fora querer agradecê-lo, claro, não gostaria se seu presente fosse ruim. Ah... Quer um pouco mais de chá?
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 170
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por Heike_Walker em Ter Fev 03, 2015 7:26 pm

    Hmn... - Não comentou nada quanto a primeira parte, mas acenou acenando com a cabeça com entusiasmo antes de voltar a morder o pão. - Você tem um dom cara, isso ta melhor que qualquer coisa em padaria que já comi. - Comentou com sinceridade após engolir, dando uma ultima mordida e rindo soprado pelo nariz.

    Por favor. - Pediu com um aceno positivo, e então estendeu a vasilha com a comida na direção dele, oferecendo. - Come comigo. - Pediu, afinal mesmo que ele tivesse feito aquilo para si, não tinha graça ficar ali comendo sozinho.
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 169
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por taurusnero em Dom Fev 15, 2015 11:25 pm

    Por mais que não fosse de rir, de alguma forma não conseguira se conter ao escutar o elogio do menor, o som escapando baixo ao que dava de ombros levemente. Eu estudo pra isso. Não é nada demais. Porém seu raciocínio fora interrompido ao que tivera a vasilha estendida para si, seu olhar correndo do objeto à face do outro rapaz, antes que alterasse a expressão para uma suavemente infeliz. Não gostava da ideia de comer do que havia dado ao mais novo, no fim das contas fizera apenas para que pudesse agradecer à Heike, que sentido faria comer seu agradecimento? Porém entendia que não deveria ser muito confortável comer só, e, apenas por tal fato, recolhera um dos pãezinhos, partindo-o em dois, e umedecendo uma das partes no molho de queijo. Pelo menos pudera confirmar que havia acertado na receita e que o loiro não estava mentindo para si ao elogiá-lo.
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 170
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por Heike_Walker em Seg Fev 16, 2015 8:08 pm

    O ariano abriu um sorriso breve quando o maior finalmente pegou um pãozinho. Não chegou a imaginar que poderia estar aborrecendo o moreno ao lhe oferecer aquilo, não estava se desfazendo do agradecimento dele, mas não se importava em dividir realmente. O calor começou a ficar mais ameno a medida que uma brisa longa passou a bagunçar-lhe os fios da franja, então o jovem deu um suspiro satisfeito. Amava climas quentes, mas não tinha como gostar estando mal como se sentia.

    Então você estuda gastronomia? - Questionou com curiosidade, sabendo que havia o curso por ali. Era interessante imaginar um homem daquele tamanho e de presença tão positivamente bruta fazendo pratos delicados de alta gastronomia. Como se já não fosse surpreendente vê-lo trabalhando atrás do bar.

    Hm... Habilidoso e ágil para cozinhar e fazer drinks. Me pergunto o que mais essas mãos grandes sabem fazer... - Comentou com um suave tom sugestivo de malícia, estreitando os olhos ao que o fitava de cima a baixo e colocava uma mecha da franja atrás da orelha sem desviar a atenção dele.
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 169
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por taurusnero em Dom Mar 01, 2015 5:00 pm

    À primeira questão, tudo que o rapaz fizera fora assentir com um movimento breve da cabeça, já que mantinha a boca ocupada com o pão. Porém, ao que ouviu novamente o menor se pronunciar, não conseguiu deixar de engasgar levemente com o alimento e fitá-lo de forma levemente incerta, tentando entender a forma como era observado pelo mesmo. Ele estava insinuando o que pensava que estava, ou estava entendendo coisas demais? Não sabia, mas resolveu responder buscando acreditar no pensamento mais inocente que possuía, a expressão voltando à naturalmente porta, enquanto mastigava o último pedaço do lanche que havia preparado. Sei lutar muay thai e sou bom pescando também.

    Então, incapaz de segurar o próprio riso, disfarçou abrindo um sorriso levemente maior que os naturais seus, enquanto lançava um olhar de esguelha para o loiro, divertido. E sei fazer uns pratos ótimos com os peixes frescos e recém-pescados. Não que eu queira contar vantagem... O sorriso diminuiu e os ombros largos se ergueram em um dar de ombros, antes que voltasse a falar - algo bastante incomum para alguém tão quieto. Você sabe pescar, Heike?
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 170
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por Heike_Walker em Dom Mar 01, 2015 6:34 pm

    Era fato que o ariano não esperava aquela reação que parecia tão adorável do maior. Ele estava com vergonha? Riu soprado, inclinando o rosto e o encarando com ainda mais interesse. Pela aparência do moreno, poderia jurar que ele já estava acostumado com esse tipo de abordagem, mas deixá-lo sem jeito trouxe um sentimento satisfeito ao ego do mais novo. Era engraçado.

    Porém ele disfarçou bem ao responder como se não tivesse entendido seu tom malicioso, e isso só fez o loiro sorrir ainda mais, rindo internamente ao que o encarava, a expressão divertida e maliciosa. Se fosse fácil, que graça teria, certo? Entraria no jogo alheio.

    Imagino que faça pratos ótimos, mesmo. - comentou, sorrindo de canto. - Se eu sei pescar...? - Perguntou baixo para si mesmo, lembrando-se quando era mais novo de ter ido a um lago com seu pai Kain e o namorado Abel, para tal. Lembrava-se de em certo momento o pai ter pegado um dos peixes vivos e arrancado um pedaço na mordida olhando diretamente para Abel no que deveria ser alguma provocação pessoal. Tinha na cabeça claramente a lembrança do mais velho empalidecer na hora e nunca mais foram pescar. O loiro que se tornara como um pai evitava até hoje sequer preparar qualquer prato com peixe, mesmo depois de tantos anos separados. Heike nunca entendeu aquilo e nunca quis, honestamente. Após um momento em silêncio com a lembrança, franziu o cenho e riu discreto. - Não posso dizer que sei, apesar de já ter tido a experiência. Eu era muito novo pra me lembrar.
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 169
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por taurusnero em Sex Mar 06, 2015 2:50 pm

    Por mais que sua personalidade fosse lenta, e por mais que se forçasse a ser ainda mais lento naquela situação, Nero ainda não era estúpido o suficiente para não perceber algumas coisas. Aliás, fazia o tipo observador, mas era raro conseguir compreender quando algo era direcionado a si... Como os olhares de Heike. Tentava acreditar que era impressão sua, que estava sendo muito egocêntrico, mas não conseguia sentir que o peso do olhar alheio era o que naturalmente se usava com pessoas ao conversar com as mesmas. Das duas uma, ou Heike estava achando engraçado estar ali consigo, ou ele parecia interessado demais em algo que não saberia definir... Talvez sua camisa estivesse manchada? Acabou olhando a mesma de forma demorada, aproveitando os momentos de silêncio que se seguiram após sua questão.

    Ah, uma pena. Pescar é bastante relaxante... Meio sem jeito, incerto de ter sido visto encarando a camisa, o mais alto apenas riu disfarçadamente e bagunçou o próprio coque um pouco, alguns fios longos caindo para seus ombros. Havia questionado aquilo apenas como uma forma de continuar conversando com o loiro, afinal, não gostava muito de silêncios demorados - era desconfortável. Porém, não tinha muito mais o que falar, e não queria que o outro voltasse a lhe oferecer algum dos pães, e tais fatos o fizeram lançar um olhar breve ao relógio, constatando que o horário da próxima aula se aproximava e precisava ao menos comparecer em alguma, certo? Bom... Eu preciso ir agora, Heike. Você pode me devolver a vasilha depois, já que estudamos aqui e... Bem, já tem meu número, certo? Um sorriso pequeno nos lábios do moreno, e ele logo estava de pé, a mochila ganhando um de seus ombros.
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 170
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por Heike_Walker em Sex Mar 06, 2015 3:28 pm

    Estreitou os olhos e franziu um pouco o cenho em estranhamento ao ver ele encarar a própria camisa de forma demorada. Havia algo nela? O jovem não saberia dizer, mas não se importava. Acabou piscando e desviando o olhar então, notando-o sem jeito. - Quem sabe você pode me ensinar algum dia desses? - Questionou naturalmente, sem esperar realmente algo daquilo.

    Quando notou ele olhar o relógio e bagunçar o cabelo, o loiro fechou a tampa do pote e o fitou curioso, vendo-o se despedir. Era uma pena ele já ter que ir, mas afinal era verdade, tinha seu número. Além disso sabia onde ele estudava, morava e trabalhava. Estava se sentindo um stalker, ainda que nada daquilo fosse realmente intencional. Riu-se brevemente e balançou a cabeça, tateando os bolsos em busca do maço de cigarros e o isqueiro, já que ao contrário dele ainda iria matar mais algum tempo por ali relaxando. - Certo, amanhã te devolvo então.

    Acenou breve, dando uma última olhada no moreno, agora mais discreto, e sorrindo tranquilo. - E bom, obrigado, de novo. Foi... Muito gentil da sua parte, agradecer assim... E o remédio, também. - Hesitou por um instante, então balançou a cabeça. - Até mais, Nero.
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 169
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por taurusnero em Sex Mar 06, 2015 3:46 pm

    Apenas esperava a resposta alheia para seguir em direção ao seu prédio, porém não resistiu a encarar o cigarro, reprovando-o, antes de dar alguns passos para trás. Não gostava do cheiro da nicotina, nem de fumaça no geral, já que seu nariz era bastante sensível e ainda era alérgico, mas também não se sentia no direito de dizer qualquer coisa ao outro rapaz; não tinha intimidade suficiente. Certo, então até amanhã. Me mande uma mensagem dizendo que horas e onde. Começou a se afastar, então, de costas para o caminho que seguia, enquanto ainda escutava os dizeres alheios. Negou o agradecimento com um movimento breve de sua mão, e apenas meneou a cabeça em uma última despedida, antes de voltar o corpo para frente, acelerando um pouco os passos. Porém acabou pausando repentinamente, lançando um olhar rápido ao outro por cima do próprio ombro. E eu posso te ensinar a pescar de verdade, se realmente quiser. E logo voltou a correr para a aula. Chegaria atrasado.
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 170
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por Heike_Walker em Sex Mar 06, 2015 5:01 pm

    Depois daquele dia, as semanas passaram rápidas para o ariano ao que finalmente começou a focar nos estudos e ir direito as aulas. Não tinha muito tempo para fazer qualquer coisa, porém a maioria das tardes livres eram passadas agora com Nero, fosse no bar onde trabalhava, fosse fazendo qualquer outra coisa. Assim não foi difícil a amizade entre os dois crescer rapidamente.

    Por mais que os próprios planos de ficar com o moreno estivessem seguindo lentamente pelo fato de que ele ignorava completamente qualquer avanço que o ariano fazia, estava feliz que pelo menos podia chamá-lo de amigo. Estava feliz por vê-lo sempre e era fácil conviverem. Inicialmente havia sido um pouco estranho, é claro, afinal Heike não costumava se aproximar dos outros dessa forma com facilidade. Se irritava um bocado com ele e brigavam também por besteiras, como cigarro ou bebida ou estudos, normalmente o moreno se preocupando e o loiro não dando a mínima. Mas também havia algo nele que tornava a convivência agradável e divertida, mesmo que ele fosse meio porta, e não podia evitar querer mantê-lo perto mais e mais. Heike tentava não pensar muito nisso, mas estava começando a achar que estava gostando do maior, muito além de querer apenas trocar saliva e outros fluidos.

    Na verdade, pensar tal coisa fora algo decisivo no fato de parar de dar em cima dele descaradamente, visto que agora ficava sem jeito com tal coisa. Não que tivesse vergonha, mas se de fato estava sentindo algo e se ele não tinha tanto interesse assim, seria bom tentar evitar um pouco a atração. Tinha esperanças é claro de que o outro ainda aceitasse algum avanço pelo menos para algo casual, mas admitia que não estava mais interessado apenas nisso. Agora o moreno havia se tornado um amigo valioso.

    -

    No momento estava novamente na biblioteca aproveitando o silêncio daquela tarde fria. O professor havia faltado e o jovem não estava com pressa para ir pra casa, nem para fazer qualquer coisa, então resolveu ficar ali matando tempo. No canto que já havia tomado como seu, se apoiava na janela vendo o clima piorar pouco a pouco enquanto se distraia jogando algo de terror no celular, pensava em muitas coisas e suspirava vez ou outra, se perguntando se dizia para o moreno o que vinha sentindo ou não. Não que estivesse esperando qualquer coisa ou estivesse admitindo os sentimentos para si mesmo, mas não fazia o seu estilo não dizer o que pensava. Bufando irritado, largou o celular de lado e viu uma movimentação entre as estantes mais a frente. Nero. 'Só falar do capeta que ele aparece.' Pensou com ironia, sorrindo minimamente. Já fazia mais de uma semana que não via ele e alguns dias que não conversavam. Na verdade vinha notando que o outro estava um pouco estranho, mais quieto e aéreo que o normal, mas não falara nada a respeito pensando ser algo dele.

    Pegando seu estojo quase vazio dentro da mochila, mirou o maior e o jogou com força, acertando sua cabeça ainda que estivesse relativamente longe. Acenou com uma risada baixa, esperando que ele se aproximasse.
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 169
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por taurusnero em Sex Mar 06, 2015 9:35 pm

    O tempo passava, e muitas coisas pareciam mudar na vida de Nero. Desde que chegara à "cidade grande", vivenciara uma quantidade ímpar de experiências e descobrira tantas coisas diferentes, que não fazia impressionante alcançar um estado de confusão extrema. Claro, coisas simples e boas aconteceram, como o fato de que aperfeiçoava ainda mais seu talento na cozinha, conseguira um segundo emprego nos finais de semana, e ainda desenvolvera uma amizade com um certo loiro fumante -e cuja parte fumante não gostava muito. No entanto, não era como se só vivesse amenidades. Brigara com Lavi - e, sinceramente, perguntava-se como aguentara os dramas alheios por tanto tempo -, além de ter desenvolvido um sentimento muito esquisito por um certo loiro; esse não fumante. E aquele era seu problema.

    Por algum motivo, seus olhos pareciam encontrar Rin com muito mais frequência e facilidade do que seria convencional, principalmente considerando que ele estava em seu período de residência. Percebia quando ele aparecia no bar em que trabalhava, quando passavam na mesma rua, quando ele ia para a faculdade para resolver qualquer coisa. Percebia cada momento em que ele surgia, mesmo que ele estivesse o mais distante possível de si. E aquilo, acreditava, deveria ser algum tipo de doença.

    Talvez fosse por tal fato que estivesse mais disperso que o normal. A doença estava afetando sua capacidade mental, e o deixava ainda mais lento - ou mais lerdo, como seus colegas adoravam taxar. Fora a mesma lerdeza que fizera com que demorasse a entender o que havia acontecido e de onde a súbita dor de batida havia vindo. Seu olhar precisou descer para o estojo, se esconder sob as pálpebras algumas vezes e depois correr pelo ambiente, para que só então pudesse compreender que seu amigo estava na biblioteca também. Um sorriso constrangido fora sua resposta, e demorara um pouco no processo de abaixar e recolher o estojo, não por pura lerdeza, daquela vez, mas por ter uma quantidade significativa de livros em suas mãos.

    Bom dia, Heike. Matando aula? A pergunta fora inocente, já que havia se acostumado - parcialmente - à irresponsabilidade do outro rapaz. Devolveu o estojo do mesmo, colocando-o logo diante do loiro, antes de abandonar os vários livros na superfície de madeira, a mochila ganhando o mesmo destino, logo sentando de frente pro menor. E o que está fazendo?
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 170
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por Heike_Walker em Dom Mar 08, 2015 8:26 pm

    Ajeitando o próprio cabelo brevemente assim que a lerdeza finalmente chegou a mesa, o ariano deixou uma risada baixa escapar, balançando a cabeça de forma negativa.

    Que tipo de pessoa irresponsável você acha que eu sou? - Questionou num tom ofendido, levando a mão ao peito e forjando uma expressão de ultraje. Logo em seguida rodou os olhos e sorriu, pegando o estojo e guardando na mochila. - Na verdade só estou passando o tempo. O professor não foi dar aula e tô com preguiça de ir pra casa, não tem nada pra fazer lá. - Deu de ombros, largando a mochila no chão ao lado sem muito cuidado.

    Só estou jogando uns jogos aleatórios. - Comentou sem entrar em detalhes ao erguer o celular por uns segundos. Não sabia se ele se interessava por tais coisas, esse era um assunto que provavelmente daria mais conversa com os melhores amigos. - E você? Veio estudar pra alguma prova? - perguntou, observando a grande quantidade de livros que ele havia pegado. Tomando liberdade, pegou o primeiro no topo da pilha e começou a folhear de um jeito distraído.


    Última edição por Heike_Walker em Dom Mar 08, 2015 11:20 pm, editado 2 vez(es)
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 169
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por taurusnero em Dom Mar 08, 2015 9:08 pm

    Para quem já era lerdo, e ainda estava longe de sua capacidade de raciocínio natural, o moreno não fora nem um pouco devagar ao reagir à súbita atuação do mais novo. Sua sobrancelha se ergueu, sua cabeça fora apoiada em uma das mãos, e o olhar fora focado no rapaz com a resposta muito bem exposta na expressão: "Acho". Era pura descaração do menor questionar aquilo, e sabia bem que ele também tinha conhecimento daquilo, já que Nero vivia reclamando o fato dele não ir para as aulas devidamente. Heike tinha a tendência a ser irresponsável, e era possível notar aquilo só de olhar para a cara do loiro, que parecia sempre privado de sono. Pior, era ainda mais fácil perceber por ele estar sempre grudado a um cigarro, e o maior realmente repudiava aquilo - sempre acabava saindo de perto do outro até ele terminar o que fazia.

    No entanto, resolveu não se prender a tais pensamentos naquele instante. Pelo visto - e por algum milagre divino -, Heike não estava ali pra ser irresponsável, aliás, tinha todo o direito de gastar um tempo na biblioteca se não havia aula, ainda que acreditasse que talvez fosse mais interessante para o loiro... Estudar um pouco?! Não, eu não tenho nenhuma prova por agora. Começou, sem pensar muito, os dedos correndo ao segundo livro da pilha, já que o primeiro estava nas mãos do ariano. Só pensei em estudar um pouco pra poder espairecer. E sequer percebeu estar comentado algo que geraria questões. Por que precisava espairecer? Não sabia se queria contar para Heike sobre o que vinha sentindo naqueles dias, ainda que considerasse bastante o amigo. Mas se dera margem ao outro para questionar... Imaginava se ele insistiria muito no assunto.
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 170
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por Heike_Walker em Seg Mar 09, 2015 12:39 am

    A sobrancelha foi arqueada em resposta ao mesmo gesto do moreno, então mostrou a língua de forma infantil, captando bem aquele olhar irônico. Sentia-se feliz de ter encontrado ele ali tão de repente. Sentia-se bobo até, pensando que o dia tinha se tornado infinitamente melhor do que pensará que seria. O olhou de canto demoradamente, contendo um sorriso para si mesmo, o peito quente num sentimento gostoso. Infernos, era tão ridículo ficar dessa forma, mas como conseguiria evitar? Não se lembrava de ter ficado assim nem mesmo com Zion, pelo qual fora apaixonado por tantos anos, e agora não conseguia nem mesmo ficar perto do moreno sem começar a suspirar. Idiota.

    Estudar, disse ele? Porque não podia ser um pouco normal pra variar e relaxar um pouco no tempo livre? Considerou por um segundo em chamá-lo para ir ao cinema, mas não sabia dizer se queria se torturar passando um par de horas no escuro do lado de alguém que ainda não se interessava por ele do mesmo modo. Franzindo o cenho ao ver teorias bem complicadas a respeito de alimentos e pratos requintados, resolveu que era melhor não tentar entender, então voltou a atenção ao moreno novamente. - Huh, espairecer? - Perguntou mais baixo, vendo ele parecer ligeiramente desconfortável. - Aconteceu alguma coisa? - Questionou após hesitar um pouco, vendo que estava certo então ao notar como ele estava estranho ultimamente. O fato é que mesmo os dois tendo se tornado bons amigos naquelas semanas, assim como o ariano Nero falava muito pouco sobre si mesmo ou sobre problemas pessoais, então ficava meio incerto em perguntar esse tipo de coisa ao mesmo tempo em que queria mostrar que se importava o suficiente para ajudar ele no que fosse possível.
    avatar
    taurusnero
    Touro

    Mensagens : 169
    Data de inscrição : 26/02/2014

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por taurusnero em Sab Mar 21, 2015 6:05 pm

    Obviamente, Heike não deixaria seu deslize passar, o que o acordou para o que havia dito, e o fez respirar fundo para não enfiar a cara entre os livros e fingir não ter escutado o mais novo. Era estúpido. Um imbecil. Não estava na hora de falar sobre aquelas coisas com o outro, afinal, por mais que considerasse o loiro como alguém próximo, não achava que estava preparado para assumir o que sentia por completo... Muito menos em voz alta e para outra pessoa. Respirou fundo mais uma vez, deixando o ar escapar junto a um som exasperado pelos lábios, que logo foram torcidos em uma careta breve, ao mesmo tempo que lançava um olhar levemente constrangido ao mais novo. Promete que não irá rir?

    No entanto, por mais que questionasse aquilo, sabia bem que a resposta que receberia não iria condizer com a verdade ou apenas confirmaria suas suspeitas: Se fosse algo que faria Heike rir, ele apenas riria, certo? E normalmente não se importaria muito com aquilo, isso se não estivesse lidando com algo que o deixava constrangido antes mesmo de se pronunciar. Com a mão apoiada no próprio rosto, cobrindo parte dos lábios, Nero arriscou falar baixinho o que queria dizer, de forma abafada o suficiente para o outro não entender. Ou, ao menos, esperava que assim fosse. Acho que estou afim de Rin.

    Conteúdo patrocinado

    Re: [#06] A arte de engordar Heikes.

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qui Ago 24, 2017 4:51 am