Fórum RPG somente para jogadores dentro o grupo. Caso tenta interesse em entrar, entre em contato com a administração.


    [#08] Liga das Lendas

    Compartilhe
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 290
    Data de inscrição : 05/03/2014

    [#08] Liga das Lendas

    Mensagem por Rin Damien em Ter Fev 17, 2015 3:05 pm

    Rin lembrava vagamente de ter pego alguns livros de Arthemis emprestados dias atrás, e os tendo lido propriamente, esperara até que tivesse tempo para respirar que não fosse no meio da madrugada para devolvê-los. Enfim, ao término de uma tarde e antes que estivesse completamente morto, percebera que teria o resto do dia livre, e mandara uma mensagem apenas avisando que passaria na casa alheia para deixa-los. Esperava que ela estivesse lá, mas se não, apenas entregaria os objetos a alguém e seguiria seu caminho. Ao chegar, tocou a campainha, esperando pacientemente ser atendido por um dos empregados, que não demorou a abrir a porta, reconhece-lo e convidá-lo a entrar. No entanto, dissera que a albina não se encontrava em casa, mas que poderia deixar os itens na sala que ele teria a certeza de informa-la.

    O loiro gostava daquele ambiente. Não por serem ricos, mas sim por terem trabalhadores extremamente educados, que mantinham o local funcionando. Não que fosse daquela forma com toda família que possuísse condições para pagar aquele tipo de pessoa. De fato, alguns membros daquela família serviam impecavelmente como contradição para o pensamento de que educação e dinheiro andavam juntos. Mal pensara que esperava não encontrar nenhum dos irmãos de Arthemis ou associados pela mansão, quando avistou um imediatamente ao entrar na sala. O irmão de sangue de sua amiga, porém talvez o menos pior do trio que normalmente rondava o local. Podia ser um inferno quando estava com os outros – ou mesmo apenas quando queria - mas normalmente quando estava sozinho, como naquela vez, parecia apenas quieto e distraído enquanto jogava algo, mesmo com a TV ligada à sua frente. Desperdício de energia. – Olá, Harold. Vim deixar uma coisa pra sua irmã.

    Falou apenas por educação, retirando os livros da bolsa e os colocando em cima de uma das mesas que pareciam servir para o propósito de deixar o ambiente relativamente organizado, com objetos do dia-a-dia arrumados por cima. Tendo sua missão cumprida, voltou-se ao outro, planejando apenas acenar com a cabeça e sair do aposento, quando sua visão se focou no que estava na tela do computaor alheio. Não tinha tempo nem vontade de conhecer jogos digitais em sua vida, porém, aquilo parecia levemente intrigante. E ao se aproximar, percebera que com certeza Harold deveria passar uma quantidade razoável de tempo jogando, ao matar cinco jogadores – de outro time? – ao mesmo tempo, com um grande “Pentakill” aparecendo na tela. Pelo pequeno mapa no canto, parecia ter algo a ver com estratégia, e o time azul parecia estar esmagando o roxo; e agora batiam em duas torres à frente de um cristal gigante. Era esse o objetivo? Ganhava quem batesse no cristal adversário até a morte?

    Por isso Rin nunca entendera jogos.  
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 163
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#08] Liga das Lendas

    Mensagem por Harold Wilhelm em Qua Fev 18, 2015 8:35 pm

    Trancado em seu quarto, com as luzes apagadas e jogando online. Quando não estava fazendo trabalhos da faculdade, ou quando seus colegas masoquistas de curso não resolviam convidá-lo para qualquer passeio, era daquela forma que ele passava seu tempo livre. Com a diferença de que naquele dia especialmente, resolvera instalar seu QG na sala de televisão, porque simplesmente quis mudar o ambiente. A TV ligada numa série de terror qualquer e uma garrafa térmica cheia de café na mesinha de centro, onde seus pés também estavam apoiados. Além do seu notebook em seu colo e um mouse sem fio, não precisava de muito mais do que aquilo pra passar o resto do dia sossegado em seu canto. Não sabia exatamente onde Zion estava, provavelmente era sua semana de hibernação. Heike parecia ter evaporado durante uns dois dias e Arthemis havia saído e não se deu o trabalho de perguntar o horário que voltava. Percebeu o mordomo se apressar até a porta da frente da mansão, assim que a campainha soou. Sem precisar retirar a atenção de seu jogo, percebeu quem era o visitante assim que o empregado o convidou para entrar, avisando sobre a ausência de sua irmã. O colega loiro de curso dela, que de vez em quando surgia ali pra devolver coisas emprestadas. Ele não tinha material de estudo próprio, não?

    Grunhiu uma concordância pouco interessada nas palavras do menor, direcionadas a si. Já havia sido o quarto Pentakill seu naquela única partida e não entendia como a equipe adversária não decidia se render ainda, visto que nem ao menos era uma ranqueada para tanto esforço. Mas havia gostado dos top e mid da própria equipe, que resolveram brigar entre si e xingar a mãe um do outro ao longo de todo o jogo. Sabe-se lá por qual razão. “Bronzes.” Quando resolveu apressar o final daquela partida, ajudando o Jungler a abater o Nexus inimigo, foi quando percebeu o loiro atrás de si, assistindo-o jogar. O enorme “Victory” em azul surgira na tela, junto com o estalar das articulações dos dedos de Harold. Entediado, virou a cabeça para cima, deitando-a no encosto do sofá, podendo olhar o rapaz enxerido.

    Quer que eu te ensine? – Perguntou retórico, esperando um “Não”como resposta, para poder manda-lo vazar e deixar que jogasse em paz.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 290
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#08] Liga das Lendas

    Mensagem por Rin Damien em Qui Fev 19, 2015 2:46 am

    Aparentemente estivera certo ao presumir que ganharia o time que batesse no cristal grande até o fim, ao ver a vitória sinalizada na tela pouco tempo depois das torres em volta do mesmo serem destruídas. Percebera que se distraíra olhando a tela apenas ao ouvir as palavras alheias e notar o olhar de Harold direcionado a si. Piscou algumas vezes, notando que provavelmente invadira o espaço alheio, e se perguntando se valeria a pena se desculpar a alguém como a pessoa à sua frente, ou se seria melhor apenas negar e deixar o local, que parecia ser a intenção da pergunta. Não se importava de ir. Porém, tinha alguma coisa para fazer naquele dia? Quando chegasse a seu apartamento provavelmente revisaria informações de sua residência e dormiria. E estava levemente curioso sobre aquele jogo, mesmo que soubesse que nunca o jogaria a sério, tendo tão pouco interesse em videogames. Então, em parte para irritá-lo, em parte com uma entonação verdadeira, respondeu, com o sorriso falsamente educado que lhe era comum surgindo em sua face.

    - Quero.
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 163
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#08] Liga das Lendas

    Mensagem por Harold Wilhelm em Qui Fev 19, 2015 10:47 pm

    Sentiu um peso no peito juntamente com uma pressão na cabeça, ao mesmo tempo em que o lábio superior subiu no canto, expondo o canino do rapaz, que só faltou rosnar. As pálpebras se mantinham caídas pela metade, conservando aquela bela e convidativa expressão de desprezo. Suspirou alto, pesado e lentamente, encarando a expressão alheia com uma vontade especial de costurar aqueles lábios permanentemente num sorriso, até que o próprio loiro tomasse ódio de si mesmo. Esperou alguns segundos, na última esperança daquele "Quero" ter sido da boca pra fora. Não era. Harold resmungou quaisquer coisas incompreensíveis e sinalizou para que o menor sentasse ao seu lado. Esperando que o fizesse, fechou o jogo para que pudesse relogar em outra conta. Que também era sua, mas num nível de experiência iniciante. Tinha por outras razões, mas iria servir. Imaginava que o rapaz não estivesse disposto a criar uma conta só para ele, já que o mesmo não se importava com aquele tipo de entretenimento.

    O jogo é auto-explicativo no tutorial. Jogue aí enquanto eu pego outro notebook e então poderei te ensinar na prática. — Explicou ao mais velho onde na tela ele poderia iniciar a partida de instruções e então levantou-se.

    Subiu as escadas em direção ao seu quarto, sem nenhuma pressa, buscando o notebook que usava para trabalhos da faculdade. Tinha o jogo instalado ali de qualquer forma, então servia. Além do mouse sem fio, pensou se precisaria levar algum tipo de bloco de desenhos pra resumir a estratégia geral das coisas, mas lembrava que o mais velho tinha o mínimo de inteligência. Então, não seria necessário. Desceu novamente, ouvindo a voz feminina do jogo explicando o passo-a-passo, podendo ver Rin não ficar tão confuso a princípio. Talvez aquilo não fosse ser tão difícil, mas se fosse, seria engraçado de certo ângulo.

    Pôs o segundo notebook no colo, devolvendo seus calcanhares à superfície da mesa de centro, em frente ao sofá. Enquanto esperava o jogo atualizar a versão – pois fazia tempo que não jogava naquele computador –, passou o braço por trás da cabeça do mais baixo, pelo encosto do sofá, para apoiar a própria cabeça e vê-lo jogar. Ele estava seguindo a linha dos jogadores iniciantes, aquilo era óbvio, fazendo apenas o que o jogo sugeria.

    Você é esperto, mas não tem muita noção de jogo, não é? Olhe pra cá um instante. — Apontara para o canto inferior esquerdo da tela, no lado oposto do pequeno mapa. Explicou o que cada uma das habilidades significava e como funcionavam contra oponentes, que podiam aprimorar alguns tipos em especial ao longo da partida. Ele não iria pegar a prática da estratégia de início, mas era apenas para dá-lo um norte. O resto das informações, Harold sabia que o próprio jogo já havia explicado e não iria se dar ao trabalho de fazer muito além do que mandar ele ficar de olho na barra de vida. E que ficasse longe das torres e de minions acumulados demais.

    O tutorial finalizou e aproveitara que o menor havia tido a primeira experiência com um mago, para refletir na possibilidade de ensiná-lo direito e incentivá-lo a jogar de suporte. Ele havia se saído bem de Ryze e embora tivessem mudanças pelas funções, era menos diferente do que se tivesse usado as outras duas opções iniciais. Naquela conta já havia alguns campeões comprados, não tantos, por conta do nível baixo e pela pouca usabilidade, mas que Rin poderia escolher, além da rotação semanal gratuita.

    Achei que não gostasse de jogar. Arthemis disse que você não ligava pra essas coisas, ao menos. — Comentou, apontando com o dedo uma sugestão de escolha: Lux. Ela servia tanto como rota solo, quanto como Suporte. Talvez fosse a melhor escolha, por enquanto. Em seu próprio jogo, selecionara um AD Carry, que era o tipo de personagem que melhor jogava. Pela graça maior, escolhera justamente Ezreal. Poderia explicar toda a relação dos dois campeões na história do jogo, mas era desnecessário e não teria saco. Ainda com a cabeça deitada no próprio braço, aguardou a partida iniciar sozinha em ambos os computadores, sem outros jogadores online, além deles dois.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 290
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#08] Liga das Lendas

    Mensagem por Rin Damien em Sex Fev 20, 2015 12:10 am

    Com a expressão que recebia, não esperava que o outro fosse realmente ensiná-lo a jogar. No entanto, até que fosse mandado embora, permanecera com mesma expressão na face, esperando a decisão final ser tomada para que pudesse enfim ir para casa dormir. Porém, demorando um segundo para entender o resmungo de Harold, uma leve surpresa passou por seu olhar enquanto sentava-se onde fora indicado. Não questionaria o que quer que tivesse passado pela cabeça do mais novo. Arranjara algo para fazer, e mesmo com uma companhia estranha, ao menos teria uma distração. Fora deixado com o notebook alheio em uma conta de nível aparentemente baixo, e então, começou a examinar o que poderia ser feito no jogo.

    Os menus eram simples o suficiente de se entender. Havia o nível, dois tipos de dinheiro, uma loja, e um sub-menu que possuía informações que não tinha a menor chance de entender no momento.  Se preocupou apenas em clicar no grande “Jogar” no topo da interface, passando o olhar pelos modos de jogo até finalmente encontrar o tutorial. Uma voz femina começara a explicar tudo que precisava saber desde o começo, e Rin apenas tentava absorver tudo de uma vez, chegando a conclusão que perguntaria depois para mais informações sobre detalhes como runas e talentos, que pareciam não ter importância naquela instância. De resto, fora deixado com três escolhas para aquele jogo: um lutador, um mago, e uma atiradora. Não escolheria combate a curta distância de forma alguma, não tendo qualquer vontade de apanhar de quem quer que estivesse batendo de imediato no meio de uma luta. Entre as outras duas opções, não sabia qual era a melhor, mas terminou escolhendo o mago – Ryze, pelo visto – e esperou a partida carregar.

    Continuara seguindo o que era dito, clicando em todas as mensagens que apareciam no canto da tela, as quais lhe informavam o que deveria fazer  e como grande parte das coisas funcionavam.  Não tinha muita noção de para onde deveria ir, mas acabara na rota do meio do mapa, jogando recuado e batendo nas pequenas tropas que surgiam e brigavam entre si. Em um nível baixo, não sabia se seria esperto já atacar o oponente, sendo que nem sabia fazer aquilo direito. Logo ouvia passos retornarem ao cômodo e sentia Harold se sentar a seu lado, preocupado demais em se concentrar para olhar o que o outro fazia. Em alguns segundos a voz alheia se pronunciara, ensinado mais informações, e ao finalmente entender – em parte – às habilidades, começara a atacar o inimigo. Era mais difícil do que parecia, sendo que a menininha com um urso a qual lutava contra atacava de volta, e parecia sempre fugir quando estava quase morrendo, o deixando morrer para minions ou para a torre algumas vezes. Ia aprendendo a ficar longe das coisas, e que de fato, era melhor jogar como inicialmente planejara. Ou tentar.  

    Com o tutorial finalizado, jogaria outra partida, agora com o albino em seu time. Após o que sentira que foram alguns anos, retirava o olhar da tela para encará-lo. – Eu não ligo. Só vi uma parte do jogo agora há pouco, e não planejava jogar. Mas você ofereceu. – Havia um resquício de divertimento em seu tom, como se apenas por aquela frase simples, a culpa fosse completamente de Harold. No entanto, dando de ombros em um movimento mínimo, voltou a olhar a tela. – E estava livre hoje, então, por que não? – E não era como se não tivesse achado o jogo levemente divertido. Talvez se conseguisse entende-lo melhor- cortou o pensamento ao ver que a nova partida começava. Não poderia começar a querer jogar aquele tipo de coisa constantemente; era apenas algo para passar o tempo naquele dia.

    Fora com seu personagem na rota inferior do mapa com o do mais novo, ouvindo novamente uma explicação do que cada habilidade fazia e qual era a melhor forma de jogar com ela. Lux, daquela vez, era aparentemente uma maga e suporte; a última classe não fora mostrada no tutorial, mas pelas palavras alheias, serviam normalmente apenas como apoio ao atirador, e sempre iam naquele local do mapa. Contudo, sendo também uma maga, suas habilidades tiravam dano considerável caso comprasse o suficiente para aquilo, e é claro, jogasse certo. Tentava prender os inimigos e jogar o escudo direito, mas com a pessoa que jogava consigo, parecia quase desnecessário. E ainda assim, conseguira matar uma vez com a melhor habilidade dela, que possuía um alcance absurdo. Para logo após ser morto por um minion. Um passo de cada vez.
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 163
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#08] Liga das Lendas

    Mensagem por Harold Wilhelm em Sex Fev 20, 2015 9:06 am

    Ensinar um iniciante não era uma coisa que aborrecia o mais novo. Talvez por ser paciente e conseguir explicar o necessário sem enrolar. E também, especialmente, pela pessoa ao seu lado aprender as coisas rápido e não se desesperar no meio do jogo. O loiro era metódico e racional, afinal. É claro que não esperava que o mesmo fosse se empolgar e virar um viciado nerd sem vida social – como o próprio Harold –, mas não era impossível jogar apenas como passatempo.

    Retirou o braço de cima do encosto do sofá, posicionando os dedos nas teclas padrões de habilidades, quase que involuntariamente e antes mesmo da partida começar de fato. Tinha uma terceira conta de nível baixo e a usaria para jogar com Rin, aproveitando para subir o nível também. Jogariam apenas contra o próprio sistema, com personagens do time adversário que não eram comandados por nenhum jogador online. Explicara a usual função do tipo de campeão que Rin utilizava naquela partida e por ser mais experiênte, pôde deixá-lo jogar sem tanta pressão de ajudar. Mencionou os Atiradores que costumam achar que tudo que dá errado na rota de baixo é culpa do Suporte, caso Rin resolvesse jogar sozinho naquela função. A mentalidade das pessoas.

    Dava dicas de itens de vez nas vezes que o outro voltava à base, assim como de tempos em tempos sinalizava lugares importantes pela selva que deveriam ser vigiados por sentinelas – embora aquele tipo de coisa só iria valer quando Rin começasse a jogar contra outros jogadores. E, um abate. E uma morte em seguida, pra uma tropa. Sem poder tirar as mãos do teclado e do mouse, inclinou a cabeça para o lado, colidindo com a dele intencionalmente, sem tanta força.

    Suportes não vão na frente assim, fique perto dos seus minions enquanto eu não estiver podendo atacar junto. Se os dois adversários chegarem de uma vez, vá pra baixo da torre e ataque de lá. — Disse curtamente, voltando à base por falta de mana. Só esqueceu de reerguer a cabeça novamente, usando a de Rin como travesseiro improvisado.

    Uma das torres da rota superior já havia caído e agora, conseguiam derrubar a primeira do bot, indo para a segunda. Parou no meio do caminho e meteu a mão no teclado de Rin, apertando a tecla Ctrl e em seguida o número 3. A personagem dele começara a dançar graciosamente e então, usou da mesma função em seu próprio campeão. Chegava a ser meio triste ver Ezreal dançar. Voltava a seguir o objetivo do jogo, quando os adversários se aproximavam.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 290
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#08] Liga das Lendas

    Mensagem por Rin Damien em Sex Fev 20, 2015 9:45 am

    Teria tentado tirar a cabeça de Harold de cima da sua se não estivesse completamente entretido pelo jogo; a cada morte aprendia algo, e mesmo que não conseguisse aplicar bem estratégias para não morrer de início, sentia que aos poucos começava a pegar o jeito. Conseguiram destruir uma torre, e iam para a segunda da rota quando foi interrompido ao ter a mão alheia clicando em algo em seu teclado, e ver sua personagem começar a dançar. A animação era bem feita e ela dançava graciosamente, já o personagem ao lado... Deixou escapar um riso soprado, constatando que as pessoas que fizeram o jogo deveriam ter certo senso de humor.

    Perguntou brevemente o que havia sido apertado, descobrindo que os “ctrls” serviam para fazer o pequeno avatar falar, dançar ou rir. Decidiu tentar apertar junto ao um, para ouvir ”Arco-íris duplo? O que significa?” com o som duplicado no outro computador. Tentando entender o contexto daquilo, apertou os botões de novo, para ver se algo diferente era dito, para receber um “Bom, um arco-íris duplo é um fenômeno de ótica que exibe um espectro de luz devido ao sol que brilha nas gotículas de umidade na atmosfera. Entendeu ou quer que eu desenhe?" Um pequeno riso se fez presente novamente; decidiu que, junto às habilidades, gostava daquela Lux. No entanto, percebera que Harold já fora na frente e conseguira matar os dois inimigos enquanto brincava com aquilo. Ops.

    Conseguiram destruir a outra torre sem maiores problemas, e pelo visto, as outras rotas já haviam conseguido abrir caminho também. Agora alguns se juntavam na do meio, onde os campeões do outro time pareciam ter se agrupado para defender primeira torre da base inimiga. Tendo voltado à própria base recentemente, estava a caminho enquanto a luta acontecia; experimentou destrancar a câmera para ver o ocorrido, mesmo que não poder ver o próprio personagem o confundisse de leve. Estavam conseguindo se virar, e logo havia um amontoado de campeões com a vida baixa, perigosamente juntos. Talvez pudesse... Experimentou passar a seta sobre o R para ver o alcance certo da última skill da loira, e constatando que seria possível, apenas apertou o botão. Triple kill.

    Certo. O jogo poderia ser mais divertido do que esperava.
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 163
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#08] Liga das Lendas

    Mensagem por Harold Wilhelm em Sab Fev 28, 2015 10:55 pm

    Não esperava que Rin fosse capaz de fechar um Triple Kill logo na sua primeira partida. E de vez em quando olhava para a tela do computador no colo do rapaz, então pôde ver que o ataque não foi acidental, como sorte de iniciante. A falta de noção de jogo do loiro poderia ser facilmente substituída pela aprendizagem acelerada do rapaz e também, pela calma dele. Porém, ainda restavam dois adversários e não quis deixá-lo para o Malphite ao seu lado, então, num Double Kill bem sem graça, marcara um Ace ao terem todos os adversários eliminados de uma vez só, naquele espaço de tempo. Enquanto atacava uma Torre Inibidora, para em seguida atacar o seu Inibidor correspondente, levou a mão que estava no mouse até os cabelos loiros alheios, antes reparando que estava apoiado no mesmo e saindo dali. Depositou um afago rápido na cabeça alheia.

    Compre a Lux. — Sorriu, soando quase como uma ordem, mas que era bem óbvia. Porém, sugeria também entre linhas, que Rin fizesse uma conta própria pra ele no jogo. Via no rosto do rapaz que ele estava gostando daquilo. E gostando de estar sabendo jogar. É claro, erros aqui e ali eram normais num iniciante, mas pelo menos ele não estava 0/8/7, embora sua posição fosse a de Suporte. Seria interessante fazer o responsável amiguinho da Arthemis se viciar em League of Legends e esquecer de viver de vez. Certo, talvez ele não vá se esquecer de viver. Mas espero que isso ao menos afete a rotina dele. Num sorriso imperceptivelmente maligno, se sentia como se estivesse puxando o loiro para o fundo do poço. O faria jogar mais vezes depois daquela partida. Que inclusive, terminara enfim. O enorme "Victory" em azul em ambas as telas. Virou o rosto para o mais velho, sem tanto interesse, perguntando com o olhar se ele tinha algum comentário a fazer sobre sua primeira partida.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 290
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#08] Liga das Lendas

    Mensagem por Rin Damien em Dom Mar 01, 2015 12:11 am

    Ficou feliz ao notar o peso saindo de sua cabeça, registrando as palavras de alheias enquanto ajudava o time a destruir o caminho restante da base inimiga para que pudessem enfim finalizar o jogo. As considerava cuidadosamente; aquilo sugeria que ele próprio começaria a jogar constantemente, e enquanto anteriormente fora um pensamento que negara, cada vez que aprendia alguma coisa e se saía melhor naquele jogo, a vontade de continuar nele crescia. Poderia ser completamente responsável e esquecer daquilo quando fosse pra casa, porém, refletia se era possível manter sua rotina normal e conseguir jogar League of Legends da mesma forma. A solução seria dormir menos. Menos do que já dormia. E ainda assim, queria fazê-lo. Argh.

    Jogaria. E compraria a Lux.

    Com sua reflexão, mal notara que a tela de vitória aparecera no computador. Clicou para ir para as estatísticas, virando a cabeça de modo a perguntar a Harold se iriam para outra partida; ação impedida ao notar, tarde demais, o quão próxima a face alheia estava da própria, olhando em sua direção. Demorou um segundo para processar que seus lábios estavam tocando os do mais novo antes de se afastar bruscamente, segurando o notebook com rapidez para que não caísse de seu colo. Agora alguns centímetros afastado do albino, o encarava, tentando conter a expressão surpresa no próprio rosto, em que sentia uma queimação leve se fazer presente. – Ahn. Desculpe. – Não sabia exatamente o que deveria dizer naquela situação. Um beijo estranho. Um acidente. Não precisava pensar naquilo, e esperava – mesmo sabendo que era Harold – que ele não comentasse o acontecimento. Voltou o olhar à tela, usando o tom calmo de sempre para falar em seguida. – Vamos outra?
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 163
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#08] Liga das Lendas

    Mensagem por Harold Wilhelm em Dom Mar 01, 2015 12:55 pm

    Não imaginava exatamente o quão preguiçoso estava naquele dia, para não conseguir distanciar a cabeça tanto assim de onde estava apoiada. Gostava até mesmo de estudar jogado em algum canto do quarto, desde que não fizesse nenhum esforço para sustentar nenhuma parte de seu corpo em especial. Quando jogava, acontecia exatamente o mesmo. E mesmo que não tivesse reparado que anteriormente estivesse usando a cabeça do menor de apoio para a sua, quando o fez, não reparou de novo que desta vez só havia se distanciado o mínimo possível para não encostar nele, usando de apoio agora o próprio encosto do sofá. Onde tudo isso levou, infelizmente, foi num beijo muito esquisito e completamente acidental, quando ambos viraram um para o outro por qualquer razão que fosse. Harold não se moveu quando teve os lábios tocados pelos de Rin, assim como não teve nenhuma reação imediata, senão apenas encará-lo se distanciar, até que entendesse o que aconteceu realmente. O rosto alheio ruborizado foi a primeira resposta.

    Permaneceu exatamente na mesma posição, olhando o mais velho se distanciar e se desculpar, seguindo como se nada tivesse acontecido. Mas é óbvio que Harold não deixaria escapar mais uma oportunidade de zoar com a vida do rapaz, como se já não estivesse satisfeito com a chance de arrastá-lo para o vício do jogo online. A mão que estava próxima de Rin ergueu-se em direção à nuca alheia, forçando a cabeça dele por trás para que virasse para si novamente. Desta vez o beijo fora intencional de sua parte, sem nenhuma pressa, mas já de início sem a menor intenção de ser discreto. Dava a leve impressão de que fazia com gosto, visto que não havia feito nada de estranho ou de maneira forçada e bruta, como costumava fazer em atos como aquele, com pessoas que não tinha nenhuma relação. Todo mundo, no caso. Em um minuto separou num estalo baixo, permanecendo sério enquanto encarava o loiro. Até abrir seu costumeiro sorriso sacana.

    Vou considerar como um agradecimento seu. — Voltou a postura normal, arrastando o corpo um pouco mais pelo sofá, até que sua altura permitisse apoiar a cabeça e olhar para a tela ao mesmo tempo, enquanto aconchegava melhor os pés sobre a mesa de centro. — Faz sua conta e vamos outra. — E agora o assunto voltava ao que realmente interessava aos dois.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 290
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#08] Liga das Lendas

    Mensagem por Rin Damien em Dom Mar 01, 2015 4:24 pm

    Ainda que a esperança de Rin fosse pequena, mesmo que fosse contrariada, esperava que Harold apenas dissesse algo inconveniente. Mas é claro, estava lidando com alguém que fazia questão de ser desagradável quando tinha a oportunidade desde que nascera; mesmo que não o conhecesse há tanto tempo. Ouvira o suficiente de Arthemis. Ao ter a cabeça virada e novamente se encontrando em meio a um beijo, primeiramente ficara confuso, sentindo o rosto voltar a esquentar. Estranhamente, não era um toque forçado e chegava a ser intenso por parte de Harold, o que apenas servia para que a própria confusão aumentasse. Porém, sabia o que era aquilo. O loiro não correspondeu de forma alguma, apenas estreitando os olhos e esperando a separação, fazendo questão de que sua desaprovação fosse visível ao ter o olhar novamente encontrando o alheio. E, como confirmação, o albino abrira o sorriso que dizia que estava claramente apenas brincando consigo. Fez questão de passar as costas da mão pela própria boca, como se para limpar os resquícios daquele ato, antes de voltar a olhar a tela com a resolução de não comentar o acontecido.

    O jogo. Certo. Imaginara que teria que criar sua conta no site oficial, e se direcionou a ele para tal. Estava oficialmente concordando em começar a jogar aquilo, e, em uma nota mental, compraria mais energéticos quando fosse pra casa. Precisaria deles.

    Conteúdo patrocinado

    Re: [#08] Liga das Lendas

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Out 20, 2017 6:50 am