Fórum RPG somente para jogadores dentro o grupo. Caso tenta interesse em entrar, entre em contato com a administração.


    [#25] B1 e B2 — O Retorno

    Compartilhe
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 163
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    [#25] B1 e B2 — O Retorno

    Mensagem por Harold Wilhelm em Sex Abr 10, 2015 7:07 pm

    Fazia quanto tempo que não parava na frente daquele lugar? Mesmo que não houvesse significado algum para si, ainda assim era engraçado a quantidade de vezes que precisou ir até a casa de Heike, sendo a última, provavelmente, quando o acidente entre os dois aconteceu quando ainda eram pirralhos melequentos. E mesmo tendo arrancado o olho um do outro, imaginava se finalmente havia contrariado o amigo o suficiente pra se matarem finalmente. Afinal, mesmo que estivesse ali apenas pelo seu caderno de Estatística, que antes de toda aquela confusão, havia emprestado à Heike e esquecido com ele, ainda assim não se via puxando qualquer assunto relacionado ao que fizera. Não se arrependia e não gostava de repetir as coisas. E tudo o que havia dito à Rin, servia também para o ariano burro. Como sabia que o outro morava em sua casa – na qual havia sido expulso –, imaginava que durante todo o tempo que ficaram sem se comunicar, ele já estaria menos fudido na vida a ponto de voltar para lá. Ou não. Afinal, era um imbecil sem conserto.

    De toda forma, fizera questão de se informar exatamente com sua irmã – que embora o tivesse expulsado, ainda trocava mensagens com ele – se o mais velho estava ou não lá. Não estava. E sabia que aquele horário o outro também não estaria na faculdade, então só fez questão de mandar uma mensagem avisando que estaria lá naquele momento para buscar seu maldito caderno. Suspirou, sabendo que não iria receber só uma cara feia. Se recebesse, seria um milagre. Como não acreditava em milagres, deixou os óculos novos em casa e resolvera ir com o reserva que tinha comprado por um preço menor (para caso desse muita merda).

    Puxou o celular do bolso da calça, selecionando o número de Heike na lista de contatos e quando este atendera, se pronunciou curto.

    Cheguei, desce aí. — E foda-se, mesmo. Não é como se estivesse envergonhado de algo para deixar de falar normalmente com o outro.
    avatar
    Heike_Walker
    Áries

    Mensagens : 171
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Localização : Na casa do caralho

    Re: [#25] B1 e B2 — O Retorno

    Mensagem por Heike_Walker em Sab Abr 25, 2015 9:52 pm

    Heike não sabia bem o que pensar quando recebeu a mensagem de Harold mais cedo, informando que iria ali. Quer dizer, já tinha conversado com quem precisava depois de toda a confusão, menos o albino e o ruivo. Ainda estava com raiva? Não sabia dizer, vários dias já tinham se passado desde então e boa parte de si já tinha passado por cima daquilo nos primeiros dias, descontando as frustrações de forma física em coisas diversas.

    Sozinho em casa, resolver pensar naquilo com seriedade enquanto ia até o escritório de seu pai e pegava uma cola bastão que havia lá. Seguindo até a sala, sentou-se com tranquilidade no sofá e colocou um rock calmo para tocar, distraindo-se enquanto colava cada página do caderno de Harold uma na outra. Por um lado já estava acostumado com o tipo de comportamento babaca do amigo, com sua mania cruel e egocêntrica achando que sabia de tudo. Por outro ele havia passado dos limites e mesmo que Arthemis tivesse lhe expulsado de casa, isso simplesmente não era castigo o suficiente. Ele continuaria sendo escroto. Talvez continuasse sendo escroto independente do castigo, mas talvez pensasse em alguma coisa. Em algum momento acendeu um cigarro e relaxou no sofá, tendo colado todas as páginas escritas, até que o celular vibrou em cima da mesa interrompendo a música que tocava. Harold parecia normal, apesar de um pouco mais seco que o normal.

    Beleza. Disse com a mesma normalidade que sempre existiu em ambos, desligando em seguida e se levantando com um grunhido preguiçoso. Guardando a cola numa gaveta do móvel em baixo da televisão, foi atender a porta com uma expressão vaga. E aí? Perguntou com tranquilidade ao ver ele, jogando o caderno na sua direção e soprando a fumaça do cigarro na sua cara.
    avatar
    Harold Wilhelm
    Capricórnio

    Mensagens : 163
    Data de inscrição : 26/02/2014
    Idade : 22

    Re: [#25] B1 e B2 — O Retorno

    Mensagem por Harold Wilhelm em Sab Abr 25, 2015 11:13 pm

    Não precisou ficar muito tempo fuçando o próprio celular até Heike aparecer na porta, um caderno voar na própria direção seguido de uma deliciosa cortina de fumaça. Claro que ele estava fumando, aquela chaminé loira. Mas surpreendeu-se de fato por não ser recebido com uma cadeirada na cabeça, ou algo semelhante. O menor parecia normal, até. Talvez conseguiria pegar seu caderno e ir embora sem problema, sem drama, sem barraco. Não pegou o mesmo no ar, por sinal, mantendo-se imóvel com o objeto batendo no próprio peito, entortando a trajetória no braço e caindo ao chão aberto. Inspirou a fumaça que era soprada no próprio rosto, como se estivesse cheirando um buquê de rosas. Assoprou o resto que ainda sobrava no ar, sorrindo de forma debochada para o mais velho.

    Gentileza sua dividir o seu câncer comigo. — Disse, levantando uma sobrancelha enquanto abaixava para pegar o que caíra. Percebendo a quantidade nula de folhas abertas e amassadas. Balançou o objeto pela ponta do aro enroscado que unia as folhas e a capa, vendo os papéis unidos como carrapatos chicotearem contra a capa dura. Ele havia colado tudo? Heike havia colado folha por folha do caderno? Tirando o fato do loiro ter inutilizado todas as suas anotações e é claro, os dez dólares que havia gasto no caderno em si, o ato de colar as páginas era tão além da capacidade do rapaz, que Harold abafou um riso. Imaginar Heike sentado, colando cada folhinha, uma por uma, caprichosamente... Era hilário. — Bom, você inutilizou um caderno que custou meu dinheiro, além de ter me feito gastar gasolina para vir aqui a toa. — Proferiu calmo, enquanto puxava o cigarro dos lábios alheios com os dedos, quase delicadamente. Apagou o mesmo em uma folha aberta aleatoriamente do caderno, fechando-o num barulho surdo e em seguida batendo o caderno de encontro com a cara do loiro.

    Broxante, ovelha. Você já teve mais criatividade. — Provocou, ainda com a mesma expressão calma e cínica.

    Conteúdo patrocinado

    Re: [#25] B1 e B2 — O Retorno

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sex Out 20, 2017 6:51 am