Fórum RPG somente para jogadores dentro o grupo. Caso tenta interesse em entrar, entre em contato com a administração.


    [#30] Miauzão e Miauzinhos

    Compartilhe
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 290
    Data de inscrição : 05/03/2014

    [#30] Miauzão e Miauzinhos

    Mensagem por Rin Damien em Sex Jul 03, 2015 4:08 pm

    Rin já havia perdido a conta de quantas vezes visitara aquela loja após tê-la descoberto. Para ele, não havia nada melhor do que passar um tempo rodeado de animais, e principalmente, gatos; não que desprezasse o resto. Já brincara com cachorros, hamsters e até observara o que mais de havia por ali, mesmo que não pudesse ter muita interação. Ainda que possuísse gatos em casa, era um ambiente que o agradava de forma que o compelia a voltar quando tinha tempo livre, e que surpreendentemente, nunca estava cheio demais. Desta vez, no entanto, tinha uma intenção levemente diferente ao ir. Sua melhor amiga havia mencionado que queria ter novamente um gato, e ela sendo tão amante dos animais quanto ele próprio, se perguntou por que não havia pensado em leva-la lá mais cedo.

    Então, mencionara o local, e quando o turno de trabalho de ambos havia terminado – coincidentemente, em horários parecidos, naquele dia – o loiro ofereceu uma carona a Arthemis para apresenta-la o lugar, prometendo leva-la para casa depois. Dirigiu até o local, agora familiar, na companhia da albina, agradável após um dia cheio, estacionando por perto quando chegaram e logo se encaminhando para a entrada da loja. Adentrando o ambiente familiar, foi direto para a área em que mantinham os animais, cumprimentando o caixa com um aceno de cabeça ao passar por ele.

    O som ambiente de diversos miados, latidos e variações dos mesmos invadiu sua audição, e sorriu para sua veterana, um mais divertido do que demonstrara para ela em muito tempo. – É um dos melhores lugares dessa cidade, acho. – Também notou uma figura que era difícil passar despercebida naquela área; Klaus, filho dos donos da loja e que cuidava dela também, a quem acabava vendo às vezes por ter um cuidado extremo e quase possessão com os bichos que mantinham ali. – Olá, Klaus. Trouxe uma amiga hoje.
    avatar
    Arthemis W.
    NPC

    Mensagens : 53
    Data de inscrição : 10/12/2014
    Localização : Na cova

    Re: [#30] Miauzão e Miauzinhos

    Mensagem por Arthemis W. em Sex Jul 03, 2015 6:19 pm

    Há um tempo que já havia tomado coragem para adotar um novo animal, mesmo depois de seu irmão ter matado o anterior. Certo, ele já estava bem crescido e com a mentalidade mais madura para que o erro não fosse repetido. Mesmo com seus afazeres na faculdade e no hospital, não seria impedida de adotar um novo amigo. Sua fascinação por gatos não era muito maior do que por cães, pássaros (embora não gostasse das gaiolas em si) e de outros animais de estimação. Mas todos tinham uma certa espécie para se identificar mais, correto? E ouvir aqueles miadinhos tão frágeis e inocentes fazia a garota delirar de fofura. Poderia perder um dia inteiro transbordando de felicidade só de ficar deitada com gatos a sua volta.

    Ficara extremamente satisfeita quando Rin lhe recomendara uma loja na cidade, aceitando de imediato o convite do mesmo para que fossem visitar o lugar, assim que seus turnos de trabalho terminassem num dia promissor para isso. A companhia do loiro era sempre agradável a conversa sempre fluía naturalmente quando os dois resolviam passar qualquer tempo juntos. Mas percebia uma certa alegria maior em seu calouro assim que adentraram o lugar e, perfeitamente, ela entendia. Os latidos, os miados... Estava tão ansiosa para ver todos eles que quase se esqueceu de cumprimentar o caixa que, mesmo que não conhecesse, era de sua filosofia ser simpática sempre com as pessoas. Detectou logo de cara o rapaz com quem Rin falava, sorrindo para o mesmo assim que sua presença fora anunciada também. Ele era tão alto quanto Nero, ou quem sabe mais. O que esses meninos tomavam para crescer tanto? Mas ao menos, imaginava que ele teria o cuidado necessário com os animais e, isso vindo de alguém com um porte tão grande e consequentemente passando uma certa imagem de brutalidade, era admirável.

    Boa tarde! — O cumprimentou com um aceno sutil, logo unindo as duas mãos atrás do corpo e pensando se haviam regras para brincar com os bichinhos que estavam à disposição para tal. Perguntaria para Rin ou, para o próprio funcionário que pelo que escutara, se chamava Klaus. Mas imaginava se o loiro não iria querer conversar um instante com quem já parecia ter uma certa afinidade, então apenas esperou o outro se aproximar.
    avatar
    Klaus Löwe
    Leão

    Mensagens : 15
    Data de inscrição : 10/12/2014

    Re: [#30] Miauzão e Miauzinhos

    Mensagem por Klaus Löwe em Sex Jul 03, 2015 7:35 pm

    Aquela para Klaus era apenas mais uma tarde de trabalho, estava na loja como de costume e esforçava-se para livrar-se de sua mãe e correr para o ambiente onde podia brincar com os bichinhos da loja de animais, uma vez que Ophelia insistia em não deixa-lo ficar lá por muito tempo, por vezes literalmente indo busca-lo pela orelha o que fazia o homem alto parecer apenas uma criança. Klaus só conseguia ficar um tempo a mais naquele ambiente quando algum cliente pedia para passar algum tempo ali, por tal motivo apreciava muito as visitas que um cliente em especial fazia a loja, Rin havia adquirido o hábito de ir sempre que podia a loja de animais e Klaus sempre usava desse pretexto para também ficar ali junto aos bichinhos, mas, Ophelia já havia se adaptado tanto a Rin que não aceitava mais a presença do baixinho ali como desculpa para o estudante de veterinária brincar com os animais.

    Naquela tarde estava pela terceira vez em uma tentativa de brincar com os felinos quando avistou o jovem estudante de medicina se aproximar, o sorriso do leonino aumentou significativamente ao ve-lo ali, porém ao que se lembrava das palavras de sua mãe sobre Rin não ser mais uma ‘desculpa’ o sorriso do loiro morria, apesar disso seguiu até o jovem e acenava com uma das mãos, não podendo ignorar a presença de uma garota ali também, enquanto ouvia as palavras de Rin sobre a menina que o acompanhava ser sua amiga o sorriso voltou a ser grande nos lábios do rapaz que sem pensar muito se aproximou da garota, que até então estava em silêncio, as mãos grandes seguraram a jovem pelos braços e apesar de parecer um tanto bruto a segurava com o mesmo cuidado com a qual cuidava dos animais ali, não sendo difícil ergue-la do chão para então depositar sobre a face extremamente branca da garota um beijo demorado, não demorando para coloca-la novamente no chão e então se dirigir a Rin- Vocês me salvaram! Na verdade....ela me salvou!

    –Apontou um tanto eufórico para a garota ainda sorrindo, enquanto agora as mãos bagunçavam os fios claros de Rin em o que para Klaus seria um carinho- Minha mãe acha que ficar aqui com você não é mais trabalho! Mas agora com a baixinha aqui! Volta a ser trabalho, certo? Certo! Eu estava muito bravo com você sabia? Você sumiu! Por onde andou? Por que não veio mais aqui?! Mas agora não estou mais com raiva! –Não esperou por resposta dizendo por si mesmo aquilo que desejava ouvir- Obrigado....???????????
    -O olhar parou novamente na garota como se esperasse que ela se apresentasse-
    avatar
    oreobiscuit
    NPC

    Mensagens : 10
    Data de inscrição : 24/03/2015

    Re: [#30] Miauzão e Miauzinhos

    Mensagem por oreobiscuit em Sex Jul 03, 2015 8:10 pm

    Aquele era um dia bonito. O sol brilhava no céu, as nuvens amenizavam o ardor dos raios que a grande estrela enviava à terra, o clima estava ameno, e as ruas pareciam tranquilas mesmo em um horário tão avançado. Com um sorriso no rosto, Órion carregava disposição suficiente para já estar dando a terceira volta pelos quarteirões próximos ao local onde estava residindo temporariamente. Viraria a esquina e daria de cara com um café. Do outro lado, uma loja de roupas exibia combinações horrorosas por sua vitrine. Um pouco mais adiante, viu a sorveteria bonita a qual havia se prometido visitar. E foram mais alguns passos para poder ver as coisas mais fofinhas pela vidraçaria de uma loja de animais.

    Ah, adorava aquilo. Seres puros, de alma tão bonita, e que abanavam o rabinho quando se dizia mãe deles e falava com voz afetada o suficiente para sequer soar como seu eu normal. O tom de seus pequenos surtos chamavam atenção de algumas pessoas que passavam por si, todas devidamente ignoradas, já que sua beleza era muita para gastá-la com reles plebeus. Parada, levemente cansada -ainda que conseguisse dar mais algumas voltas sem problemas -, resolveu demorar-se um pouco mais em sua admiração aos cachorrinhos saltitantes, ainda que de longe, cogitando a possibilidade de entrar ou não, quando, em meio à sua admiração - que envolvia ficar com a cara tão grudada ao vidro quanto suas mãos -, percebeu uma presença conhecida dentro da loja.

    Com um sorriso enorme, enfim decidiu seu destino. Cruzou o espaço que a separava de seu alvo a passos largos, e antes mesmo de ser notada, levou as grandes mãos direto aos seios da garota menor, abraçando-a por trás em um gesto exagerado demais para o nível de intimidade que possuíam. - Buenos días, senorita Arthemis. - E em seu espanhol embromado, sequer se importou com a presença das pessoas próximas à cena.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 290
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#30] Miauzão e Miauzinhos

    Mensagem por Rin Damien em Sex Jul 03, 2015 8:32 pm

    Sabia que o mais alto era extrovertido, mas fora em surpresa que observara o outro puxando Arthemis e a levantando, para logo após beijá-la na bochecha, como se fosse a coisa mais natural do mundo. Enquanto ficaria preocupado se visse tal ato vindo de alguém que não conhecia, sendo de Klaus apenas cobriu a própria boca com uma das mãos, como se estivesse contendo o riso com a situação da amiga, o que também era um sinal de que ela não devia se alarmar. Retirou-a com a enxurrada de palavras vindas em sua direção, levantando uma sobrancelha com o que era dito. Para si, não fazia tanto tempo desde que visitara a loja. Certamente, poderia perder a noção dos dias quando estava ocupado, mas acreditava não ser motivo para tanta euforia; mas ainda assim, chegava a ser engraçado o fato do mais novo só poder ficar com os bichos quando Rin ou outro cliente parasse para brincar com eles.

    - Eu trabalho também, sabi- não, esquece. – Começara a falar normalmente, porém se interrompeu em um tom mais baixo quando Klaus respondeu a própria pergunta. Esperou que a albina se apresentasse, mas antes que tivesse a mínima chance, outra figura exageradamente alta pareceu surgir atrás da mesma, as mãos se destacando ao abusar da garota à sua frente. Piscou lentamente, processando com os olhos levemente arregalados o que acontecia. A mulher desconhecida, nada sutil, o lembrava alguém, de alguma forma. No entanto, tinha certeza que nunca a vira na vida. Talvez alguma amiga de Arthemis, e lançando um olhar a ela para confirmar que estava tudo bem com a situação, tomou aquela como uma deixa para ir brincar com os gatos, se aproximando do recipiente mais próximo e pegando um já adulto nas mãos, a qual a única reação foi miar e se aconchegar em seus braços enquanto ele passava as mãos nos pelos do animal. Exatamente por aquilo que adorava o lugar.
    avatar
    Arthemis W.
    NPC

    Mensagens : 53
    Data de inscrição : 10/12/2014
    Localização : Na cova

    Re: [#30] Miauzão e Miauzinhos

    Mensagem por Arthemis W. em Sex Jul 03, 2015 9:21 pm

    O sorriso simpático da albina foi diminuindo imperceptivelmente ao ver aquele ser muito mais alto do que estava acostumada em sua vida, se aproximando daquele jeito. Tanto que inconscientemente inclinou as costas para trás, como se aquilo fosse manter a distância dos dois intacta. Obviamente em vão, quando sentiu as grandes mãos do – muito – mais alto em seus ombros e logo pôde dizer adeus ao chão. Uma certa apreensão lhe tomou conta com aquele beijo totalmente repentino em seu rosto, que deixou Arthemis com a única reação de olhar para um ponto cego atrás de Klaus, enquanto ainda podia ver por cima de seu ombro graças a ele próprio. Piscou uma, duas vezes, quando finalmente conseguiu se equilibrar de volta ao seu tão precioso solo, piscando uma terceira vez para tentar assimilar o que havia acontecido corretamente. Certo, não funcionou. Olhou de esguelha para Rin num claro “O que é que está acontecendo?”, mas aliviou-se ao que ele continha o riso sobre sua situação. Certo, se Klaus fosse mal intencionado, ele não estaria rindo. Então, podia confiar. Suspirou aliviada, voltando a si e imaginando se a personalidade do rapaz poderia ser considerada semelhante à extroversão de Heike, por exemplo. Se fosse o caso, acostumaria-se desde já.

    É Klaus, não é? — Soprou uma risada tímida. — Muito prazer. Meu nome é Arthem- AH! — Sentiu até alguns fios de cabelo arrepiarem com a sensação de duas mãos nada sutis lhe apertarem numa área em que era bastante sensível de muitas formas. Rapidamente suas bochechas esquentaram, se perguntando por que estava tendo que passar por aquilo num ambiente estranho e na frente de um desconhecido. Mas reconhecia a voz feminina que falava em outra língua apenas para mostrar mais ainda que estava de graça com a cara da menor. Pousou as mãos em cima das invasoras, forçando quase inutilmente para que elas saíssem dali. — Ó-.. Órion! Isso não se faz, tire as mãos daí! — E quando finalmente conseguiu se livrar, por algum milagre, inspirou uma última vez e devolveu-lhe o bom dia afim de recompor a própria postura. — Bonjour, mademoiselle. — E sorriu após a devolução incompleta da brincadeira, sabendo que ela não tinha jeito mesmo e já estava aprendendo a lidar com aquelas manias. Expressivamente tranquilizou Rin sobre aquilo, pensando em apresenta-lo à moça, até por ela ser irmã de Nero, mas o outro já havia achado com o que se distrair.

    Acho que ela também vai te ajudar no quesito “clientela para trabalhar”... Posso chama-lo só de Klaus, mesmo? Esta é Órion, uma amiga minha. Eu sou Arthemis. — Repetiu, já que anteriormente não havia sido capaz disso. — Órion, o Klaus é funcionário daqui, mas o conheci apenas agora. Rin poderia apresenta-lo melhor para nós dois, mas... — Olhou para onde seu calouro estava, sorrindo gentilmente para a imagem distraída do mais novo, tão entretido com os pequeninos, que ela também estava morrendo de vontade de desfrutar. Mas não seria educado deixar sua amiga ali, depois de ter entrado na loja para falar com ela. — ... Ele se ocupou, já. Por sinal, eu queria adotar um gato. Vim até aqui por isso. — Explicou-se de forma breve, embora não imaginasse se sua amiga mais velha tivesse algum motivo especial para estar ali também. Mas esperava que o rapaz ajudasse em sua escolha, já que ele conhecia bem melhor os bichinhos da loja.
    avatar
    Klaus Löwe
    Leão

    Mensagens : 15
    Data de inscrição : 10/12/2014

    Re: [#30] Miauzão e Miauzinhos

    Mensagem por Klaus Löwe em Sab Jul 04, 2015 6:54 pm

    O homem alto observava atento a menor falar  enquanto sorria sutilmente, porém, ao que a jovem tinha a fala interrompida o olhar do leonino ergueu-se para quem havia literalmente abusado da jovem loirinha, a mulher tão alta quanto ele parecia feliz em ver a garota e pela forma com a qual a conversa de ambas se seguiu supôs que fossem amigas. Preferiu então não dizer nada virando-se para ver onde Rin estava sorrindo ao ver que ele já encontrava-se brincando com um dos gatinhos do local.

    A atenção do loiro alto logo voltou as duas mulheres paradas em sua frente a baixinha retomava a fala dizendo que a morena poderia ser também uma das clientes que o ajudaria, tirando um sorriso satisfeito dos lábios do maior ali, enfim a garota terminava a fala interrompida pela outra mulher e se apresentava adequadamente, só então se colocou a falar mais uma vez – É um prazer conhece-la Arthemis, espero que possa te ajudar a encontrar o bichinho perfeito para você aqui! Sinta-se a vontade e saiba que pode retornar quantas vezes quiser! E eu realmente espero que volte, huh? Temos várias opções de gatinhos! Adultos e filhotes! Inclusive esse é nosso cantinho especial para que tenha a oportunidade de conhece-los melhor. – Indicou  para a pequena o lugar onde Rin estava com vários gatinhos e então o olhar foi direcionado a outra mulher e só então focou-se em algo que não fosse a altura alheia, o olhar percorreu brevemente a figura feminina e então voltou a se pronunciar – Órion, não é? É um prazer conhece-la também! Sinta-se a vontade, algum bichinho em especial te interessa? – Aguardou pacientemente por uma resposta enquanto tinha o olhar preso a morena. –
    avatar
    oreobiscuit
    NPC

    Mensagens : 10
    Data de inscrição : 24/03/2015

    Re: [#30] Miauzão e Miauzinhos

    Mensagem por oreobiscuit em Dom Jul 05, 2015 5:31 pm

    De todas as coisas da vida, não havia nada mais fofo que a imagem de Arthemis se debatendo levemente em constrangimento por seus atos. Ah, como adorava deixar as pessoas envergonhadas, principalmente aquelas que eram tão lindas e de personalidade tão fofa, que sequer ficavam com raiva por suas ações. Riu-se internamente, amenizando o aperto para que a outra conseguisse se desvencilhar - e achar que foi graças às próprias forças, ela era fofa o suficiente para Órion permitir-se parecer subjugada em algo bobo do tipo. Com um sorriso enorme no rosto, fez um biquinho singelo e deixou sons desconexos escaparem dos lábios, fingindo um francês inexistente que agradecia ao cumprimento da albina.

    No entanto, não demorou para que sua atenção se desviasse para a pessoa a quem Arthemis apresentava as duas, uma das mãos da morena logo alcançando o próprio quadril, enquanto a outra coçava o queixo em um gesto interessado. E seu olho bom subiu e desceu o corpo do rapaz, analisando-o sem quaisquer pudores, antes que um assobio longo escapasse dos lábios. - Opa! E aí, Klaus? - Então, com um sorriso agradado no rosto, estendeu uma das mãos pra encostar o indicador no mais alto. - Você é bonitão, hein? E mais alto que eu... Quanto mede? - Aproximou-se a passos rápidos, tentando comparar as alturas. Mas não demorou a rir divertida e pender a cabeça pro lado, enquanto apontava uns cachorrinhos barrigudinhos em um canto. - Gosto de tudo que é fofo, mas eu posso brincar com aqueles ali? Eles me lembram meu irmão.

    Conteúdo patrocinado

    Re: [#30] Miauzão e Miauzinhos

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Qua Out 18, 2017 10:47 am