Fórum RPG somente para jogadores dentro o grupo. Caso tenta interesse em entrar, entre em contato com a administração.


    [#07] - Turno Livre. – Corredores

    Compartilhe
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 292
    Data de inscrição : 05/03/2014

    [#07] - Turno Livre. – Corredores

    Mensagem por Rin Damien em Seg Dez 15, 2014 2:47 pm

    Havia se controlado relativamente bem na cozinha para não começar a rir, mas ao começar a andar pelo corredor, risadas pequenas escapavam dos lábios de Rin sem razão aparente. Maldito Lavi e seu maldito whisky. Em seu maldito café com energético, que agora o deixava relativamente agitado. Todo o pensamento apenas o fazia ter mais vontade de rir. Quase nunca bebia, então é claro, até mesmo pouca quantidade daquele líquido o faria ficar levemente, e quase literalmente, alegre. Ouviu passos ao longe, sinalizando que outra pessoa se retirava da cozinha, e enquanto não parou para esperar quem quer que fosse, também não apertou ou diminuiu o passo. Estava tranquilo. Estranhamente feliz. Tudo parecia ter voltado ao normal, mesmo que agora sua cautela aumentasse ao lado de todos; o que quer que tivesse possuído eles no outro dia parecia ter se acalmado.
    avatar
    Lavi Strauss
    Escorpião

    Mensagens : 80
    Data de inscrição : 12/06/2014
    Idade : 25

    Re: [#07] - Turno Livre. – Corredores

    Mensagem por Lavi Strauss em Sab Dez 20, 2014 9:57 am

                     Ao sair da cozinha ouvia a longe passos leves e por hora ou outra um pequeno riso. Não acreditava que aquela pequena quantidade de álcool havia elevado o humor do louro. Apressou um pouco o passo para alcança-lo, lembrava-se que tinha dito que eles precisavam conversar e realmente precisavam. Desde o dia de seu aniversário na realidade.
     
                   - Olá novamente, Rin. – Cumprimentou o menor com uma polidez diferente do usual. Se precisavam conversar sério, devia ser responsável desde o começo, já havia até mesmo pensado sobre o que fizera antes e mesmo que quisesse negar sabia que estivera errado. Suspirou. – Você está meio alto, não sei se é um bom momento para termos essa conversa séria... Contudo tenho confiança na sua consciência e senso de responsabilidade, creio que isso não tenha te alterado completamente, então podemos ter aquela conversa? – O menor não respondeu nada, tomando o silêncio como uma afirmativa Lavi começaria.

                   Odiava demonstrar, ou explicar as coisas que sentia, ou que aconteciam consigo, mas como já havia decidido ter uma conversa séria sobre isso que fosse sincero e se abrisse, mesmo que isso pudesse machuca-lo posteriormente.

                   - Sabe, eu nunca gostei muito do dia meu aniversário e com alguns acontecimentos do ano passado nesse dia passei a gostar menos ainda dele. – Suspirou e deu um sorriso cansado antes de prosseguir. – Aquilo que você fez, o beijo, mudou àquele dia e talvez todos os outros que estão por vir. Eu não posso esquecer o que aconteceu no passado, mas também não posso deixar isso ficar influenciando o meu presente e futuro, eu praticamente já a superei, mas tenho algumas coisas com respeito a isso ainda. – Um sorriso um pouco sombrio e triste correu por seus lábios ao lembrar-se de Elrin e do que faria com Kain, aquele maldito. – Eu me senti realmente bem com seu ato singelo, eu senti apenas certa preocupação vinda de você, senti que através daquele ato queria me animar e realmente funcionou, talvez tenha acendido algo dentro de mim, algo que já não sinto há algum tempo, algo que achei que teria morrido com ela... – Lavi parou, já estava falando demais sobre passado e levando uma fagulha a sério demais, devia parar com esse sentimentalismo, veio para falar racionalmente com o virgem, pigarreou e continuou:

                   - Água, sabe, uma simples fagulha às vezes desencadeia uma coisa toda, disse usando seu elemento como uma leve desculpa. Então, eu gostaria de saber se você realmente só me queria bem naquele momento ou se era só uma brincadeira. – Explanou olhando sério para o menor, o olhava fundo nos olhos, como se pretendesse entrar na mente do melhor e vasculhar por respostas. Esperava que o mais velho, mesmo alterado, lidasse com isso seriamente como estava fazendo, pois não queria entender as coisas de forma errada e causar mais confusão, como naquele dia na cozinha. Não queria agir por um sentimento idiota e sem sentido. 
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 292
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#07] - Turno Livre. – Corredores

    Mensagem por Rin Damien em Sab Dez 20, 2014 4:48 pm

    Ao ouvir a voz repentinamente a seu lado, reconheceu a pessoa recém-saída da cozinha como Lavi. Querendo ter uma conversa séria. Só o pensamento fez Rin querer continuar seus pequenos acessos de riso, porém, conteve-se, conseguindo manter apenas um sorriso na face. E aparentemente, fora o suficiente para que o outro continuasse falando, mesmo que não tivesse confirmado qualquer intenção de ficar por perto. No entanto, já havia parado, então decidiu que poderia ouvi-lo, mesmo que risada ou outra escapasse no caminho. Não esperava que fosse simpatizar com o que fora dito, mas diabos, o beijara outro dia por vê-lo triste; é claro que ligava de alguma forma para o escorpiano. Entretanto, ao mesmo tempo o que ouvira fora uma espécie de confissão? Não saberia dizer, não tendo experiência com aquele tipo de assunto.

    - Lavi. – Seu tom era despreocupado, apesar de, em sua mente, tentar soar sério. – Olhe nos meus olhos e veja se eu tenho cara de quem brinca com essas coisas. – E falhara miseravelmente nisto. - Eu queria que você ficasse bem naquele dia, apesar daquela ação... Bom, foi a única que consegui pensar na hora, e deve ter tido efeito imediato, então não foi de todo ruim. Mas. Essa fagulha que você teve. Não a alimente. Não deixe que ela se espalhe. Apesar de saber que é difícil pra você. – Com isto, teve que rir; se impressionava de ter conseguido se conter até então. – E pare de tentar conseguir qualquer coisa comigo, de preferência. Eu não gosto disso. Eu gosto de você, mas qualquer impulso que tive de te beijar não existe mais. E não quero que você me beije, obrigado. – Para finalizar seu discurso, deu uns tapinhas de leve em um dos braços alheios, como se tivesse a intenção de o consolar.
    avatar
    Lavi Strauss
    Escorpião

    Mensagens : 80
    Data de inscrição : 12/06/2014
    Idade : 25

    Re: [#07] - Turno Livre. – Corredores

    Mensagem por Lavi Strauss em Sab Dez 20, 2014 9:47 pm

                 Com o pedido do mais velho, Lavi apenas continuou a olhar nos olhos dele. Sabia que àquela era uma retórica, mas por um momento sentiu vontade de responder, mas evitaria isso, racionabilidade, era essa a palavra, ou melhor dizendo, a “emoção” que devia usar no momento.
                  - Você me subestima um pouco. Posso ser de um signo movido pela emoção, mas isso não quer dizer que eu não as controlo quando necessário. – Pigarreou vendo que saiu um pouco dos limites da racionabilidade. – Desculpe, mas continuando. Foi uma ação impensada sua em um momento vulnerável meu, obvio que algo aconteceria, quanto a esperanças não se preocupe, não é algo que costumo manter viva.
                   Não sabia o porquê de pensar que talvez pudesse ter algum interesse no virgem, ele era tão diferente de Elrin, mesmo sendo tão parecido. Ela era uma pessoa espetacular, irradiava luz, era totalmente bem resolvida com seus sentimentos, ela quem lhe ensinara a ser uma pessoa um pouco mais solidária, ela era altruísta e deu um pouco desse altruísmo ao moreno. Enquanto o louro era alguém que fugia dos seus sentimentos, tinha medo de qualquer coisa que não fosse muito racional, às vezes se rendia, mas logo se arrependia e culpava, provavelmente e sem duvidas tentava esquecer tudo. Talvez tenha pensado que poderia abrir o menor para o mundo como ela o abrirá, todavia isso era apenas possível quando a outra pessoa também queria e duvidava que  menor queria isso, razão demais para emoção de menos, o frígido.  
                   Estava bem menos chateado do que pensou que ficaria com a recusa do menor a algo, realmente seus sentimentos haviam sido congelados junto com Elrin naquela caverna e de certa forma preferia que eles ficassem lá. Era difícil imaginar-se amando alguém que não fosse a esposa. Aquilo que pensou começar a sentir por Rin foi apenas uma fagulha de fraquejo, talvez tivesse visto mais dela naquela ação do que do menor, parando para pensar a forma como conhecera Elrin fora praticamente igual a essa. Lavi estava sentado embaixo de uma arvore próxima a vila, lembrando-se de casa, por mais que queira ter fugido as vezes sentia falta de lá, e repentinamente a mulher chegou selando-lhe os lábios... Lavi balançou a cabeça para jogar as memórias pra longe, não era um bom momento para isso, mas estava cansado demais para controlar isso.
                   Lavi colocou as costas do dedo indicador na maçã do rosto do virginiano e ponderou por um momento, foda-se que ele não queria, então faria de proposito, mesmo que isso fosse desrespeitar o líder.  Desceu o dedo pelo rosto do louro, fazendo uma caricia e então pegou o queixo alheio com certa delicadeza, se aproximou do menor de maneira que ele certamente acharia desconfortável, ou talvez não pelo álcool. Começou selando os lábios do menor, para então aprofundar o beijo, colocou a língua na boca do menor e começou a dar um beijo de verdade, não esperava resposta então parou e disse:
                  - Peço desculpas pelos beijos, com sinceridade. Esse foi o último. – Por hora, completou mentalmente. – Boa noite, passar bem. – Disse saindo em direção a nave da água.
    avatar
    Rin Damien
    Virgem

    Mensagens : 292
    Data de inscrição : 05/03/2014

    Re: [#07] - Turno Livre. – Corredores

    Mensagem por Rin Damien em Sab Dez 20, 2014 11:12 pm

    Há. Não achara realmente que o escorpiano encararia aquilo bem, sendo um de signo rancoroso como era. Ao mesmo tempo em que Lavi possuía alguma racionalidade, suspeitava que iria remoer aquelas lavras. Pequenos vestígios de risadas continuavam a deixar sua boca, que apenas aumentaram quando o mais novo começou a lhe tocar a face com delicadeza. Já tivera o suficiente daquele ato para saber o que estaria por vir. Estava prestes a ter uma crise de riso quando os lábios se tocaram, o abafando. Quantas vezes aquele ato já fora repetido? No entanto, desta fora um pouco diferente; sentia a língua alheia invadir sua boca contra sua vontade, e enquanto em uma situação normal a teria mordido com força, achava umas estranha graça de tudo aquilo. Estava sinceramente feliz por ter ingerido álcool anteriormente e não estar com raiva, ou não querer socar demais a cara alheia. Não se mexeu, sem corresponder, apenas esperando o afastamento antes de começar a rir alto, mesmo que com um pingo de nervosismo correndo por seu corpo. Lavi realmente estava bravo. – Ainda bem. Boa noite, e tente não sonhar demais comigo. – Comentou, o sarcasmo evidente no tom divertido, alto o suficiente para o outro ouvir, antes de levar uma das mãos à própria cabeça, pressionando a têmpora como se soubesse que estresse estaria por vir no futuro. Se fosse deixado em paz, tudo estaria ótimo. Só precisava, naquele momento, do próprio descanso.

    Conteúdo patrocinado

    Re: [#07] - Turno Livre. – Corredores

    Mensagem por Conteúdo patrocinado


      Data/hora atual: Sab Dez 16, 2017 7:56 am